Tag archive

Vítor Sá Pereira

Mais uma semana e mais duas vitórias

Dezembro 13, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, caríssimos leitores do BnH.

Espero que se encontrem todos bem e felizes.



Mais uma semana, mais duas vitórias do FCP. Uma delas manteve o FCP na liderança em Portugal; a outra confirmou o primeiro lugar do grupo na Champions League e a dimensão europeia do FCP.  Estamos, mais uma vez, nos oitavos de final. O que vier depois desta fase é ouro porque sabemos bem que nesta fase estão os tubarões e os melhores. As mais fraquinhas já estão na Liga Europa… LOL

Na competição nacional, vencemos o Portimonense, num jogo com muitos golos e uma justa homenagem do público a Jackson (o melhor marcador do Estádio do Dragão).

Entrada no jogo a perder, mas depois impõe-se o nosso poderio e objetividade no ataque à baliza. Mais uma grande vitória, muitos golos e uma boa exibição. Os jogadores e a equipa técnica têm sido muito competentes também na gestão do seu esforço e rotatividade.

Quem nos ama e nos persegue é o departamento de comunicação do Benfica. A cada jogo do FCP, esses “benfas” vêm logo com publicações para camuflar o 4º lugar no campeonato, a prestação na Champions e o caso “e-toupeira”!

Para eles, qualquer “merdinha” dentro da área do Porto é penalty, mas o Jardel pode jogar andebol e o André Almeida está imune a cartões.

Feliz época natalícia para todos, sem exceção.

Força, Porto allez!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Campeonato de volta com liderança

Dezembro 6, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, caríssimos leitores do BNH!

É bom estar de volta as crónicas e às jornadas do campeonato. Os fins de semana com campeonato têm outro sabor; as paragens para compromissos de seleções e de outras provas são uma tremenda seca!



Comecemos pela Liga dos Campeões, onde o nosso Porto selou o primeiro lugar do grupo com uma vitória clara sobre o Schalke 04 e uma exibição extremamente positiva. O Porto apresentou uma dinâmica sensacional e uma panóplia de soluções de bolas paradas, claros sinais de trabalho de laboratório do mister SC. O FCP é, factualmente, a única equipa em Portugal com dimensão europeia: 23 presenças, 15 apuramentos para os oitavos e uma conquista. Há clubes e presidentes que sonham, outros concretizam. Por falar em outros clubes, o Bayern de Munique quase que empatava certo?!…LOL…Gozaram-nos tanto em 2015 que foram castigados em Basileia e Munique! Aproveito, também, para parabenizar o SLB pelo apuramento para a Liga Europa, depois de eliminar o Ajax e o Bayern.

Voltemos a falar do campeão nacional. O Porto teve, no último domingo, um jogo complicadíssimo no Bessa. É um derby sempre muito difícil e agressivo. A equipa do Boavista começou a praticar Karaté em vez de jogar futebol. A arbitragem foi, também, muito fraca a nível disciplinar. Reconheço, igualmente, que o lance de Brahimi é muito discutível e que o VAR podia ter mandado marcar penalty a favor do Boavista, mas em caso de dúvida os grandes acabam por ser sempre beneficiados. Repito: todos os grandes…Braga incluído.

O golo surgiu tarde, mas naturalmente, fruto da crença, do espírito de acreditar até ao fim e do momento de 10 vitórias seguidas.

Embora o departamento de comunicação do SLB tente desviar atenções do caso “E-toupeira” com publicações ridículas, o FCP é um justo líder do campeonato. Espero nova vitória frente a um Portimonense que joga bem e é bem orientado.

Bom fim de semana a todos e que o FCP continue a vencer e que continue na liderança.

Parabéns ao Gil Vicente pelo seu bom momento.

Viva Barcelos, o Gil, OCB e FCP!

Feliz época natalícia!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Candidato ao título, mas o caminho é longo

Novembro 17, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, portistas e restantes curiosos!

Desde já, muito obrigado pela vossa visita e atenção.

Mais um jogo,…aliás, mais um grande jogo e mais uma vitória importantíssima. Com poucos dias de descanso, o FCP recebeu o “fresco” SC Braga, que este ano não lhe “apeteceu” jogar competições europeias…(LOL)



Foi um jogo entre as duas melhores equipas do campeonato até à data. Havia um conhecimento mútuo e muito aprofundado, mas com espaço e excelentes oportunidades de golos. O SC Braga mostrou ambição e critério e assustou o Dragão com duas bolas na barra, mas Sérgio Conceição, com as alterações que fez, deu sinais para dentro de campo que queria ganhar o jogo a todo o custo. Temos a noção de que o golo poderia acontecer em qualquer baliza, mas graças ao talento de Otávio e à capacidade de finalização do Tiquinho Soares, o golo aconteceu na baliza desejada por 50 mil pessoas. Um golaço que fez explodir um estádio com uma atmosfera única! 7 vitórias em 7 jogos fazem deste Porto o principal candidato ao título, mas o caminho é longo e os passos têm de ser seguros.

Agora vem novamente a pausa dos campeonatos, que é uma tremenda seca! Um fim de semana sem o FCP não é a mesma coisa!

Parabéns ao SLB pela vitória, que era muito desejada há várias semanas e também por subir ao 4º lugar. Parabéns, também, ao Sporting pelos “manhosos” penaltis!

No campeonato, fora do campo, vai começar esta semana o julgamento do caso “e-toupeira”! Tic…tac…

E por falar nisso, se os mails são falsos ou foram adulterados, porque é que Pinto da Costa foi acusado de violação na correspondência???

Bom fim de semana para todos!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Futebol é o momento

Novembro 9, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, caríssimos leitores!

Espero que se encontrem bem e felizes.

E porque o futebol é o momento, este momento para o meu clube é notável! Conseguimos uma vitória sensacional num dos estádios mais difíceis do nosso campeonato e onde, nos últimos 6 anos, só havíamos lá ganho uma vez, que foi no ano passado, com golo do Marega, jogo que certificou a 99% o FCP como campeão nacional em 2018.



A primeira parte não foi muito bem conseguida, mas a segunda parte revelou, novamente, os atributos e características que fizeram deste Porto campeão nacional e uma equipa à imagem de Sérgio Conceição. Falhámos uma grande penalidade (ou melhor, o guarda redes defendeu de forma competente), e mesmo depois dessa adversidade, a equipa não ficou abalada e partiu de forma contínua e criteriosa para cima dos insulares e o primeiro golo de Otávio nasce de forma natural e brilhante, numa jogada mágica e de futebol espetáculo. Estava derrubado o muro maritimista e o segundo golo nasce de um contra-ataque que, na minha opinião, é uma das armas mortíferas deste Porto devido à velocidade dos seus médios e homens da frente.

Vitória essencial, pois mantém o Porto na liderança, em igualdade pontual com o SC Braga, mas já vamos à próxima jornada.

Antes disso, a Liga dos Campeões: esta última terça-feira recebemos o Lokomotiv e, mais uma vez, vencemos com imensos golos e uma boa exibição debaixo de uma chuva intensa. Certos “cartilheiros” dizem que o grupo do Porto é fácil, mas não acredito em jogos fáceis no futebol. Acredito em foco, concentração, qualidade e critério.

Destaco deste jogo um aspeto extra, mas que é de realçar: foi o aplauso do Dragão a Éder! O herói improvável do Euro 2016 recebeu um aplauso arrepiante de um público que valoriza o que é português e que agradeceu o tento da final do Euro 2016. Com esta vitória sobre a equipa moscovita, o nosso clube fica com 10 pontos e um pé e meio nos oitavos da Liga dos Campeões. Pena que os meninos de 13 anos nunca tenham visto o FCP a ganhar uma Liga dos Campeões! Temos de ter a noção de que é impossível voltar a vencer esta competição, mas é gratificante ver o nosso clube a dignificar o futebol português!

No próximo sábado, e com pouco tempo de descanso, vamos receber o outro líder do campeonato. Considero o SC Braga um candidato ao título e vai ser um jogo dificílimo para as duas equipas. O Braga vai ter a ambição no máximo para manter a liderança e porque tem uma relação excelente com um clube da segunda circular. Em casa mandamos nós e é assim que temos de pensar e colocar em prática.

Bom fim de semana e um abraço deste “apaixonado” portista.

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Rácio de líder

Novembro 1, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, caríssimos leitores!

Nestas semanas sinto um especial prazer em escrever! Isto deve-se ao facto de o FCP ganhar na Europa e em Portugal!



Comecemos pela Champions League: o jogo de Moscovo parecia ser teoricamente fácil, mas no futebol não há jogos fáceis. Começámos a ganhar este jogo no penalty defendido por San Iker. Este lance ajudou a equipa, catapultando para uma boa vitória, para a liderança do grupo e milhões para os cofres. O Porto conseguiu o mesmo número de vitórias num jogo do que o SLB nos últimos 10, o que faz com que o nosso clube seja o melhor representante português na Europa do futebol.

No domingo, seguiu-se o Feirense. Vitória justa, escassa e onde o clube de Carnide amarra-se ao primeiro golo do Porto, dizendo que está fora de jogo por centímetros! Percebo esta posição das Águias, já que a digestão não correu bem depois de comerem dois Pastéis de Belém! Foi, também, um problema de rácio!

Fazendo o nosso rácio e as nossas contas, o FCP é, atualmente, líder, com melhor ataque e melhor defesa, em igualdade pontual com o SC Braga.  Mas vem aí um dos jogos mais difíceis para o Porto: a deslocação à Madeira e ao Marítimo é sempre muito preocupante! A concentração, foco, ambição e raça terão que estar a top. Reconheço que não estamos no nível exibicional desejado, mas o importante é ganhar.

A nível de escutas, Rui Vitória está em saldo e a nível da entrevista de LFV à TVI, vou agora destacar os pontos em que acreditei nas palavras do Presidente do Benfica:

……..

OK, já disse!

Bom fim de semana e Viva o Futebol……Clube do Porto!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Não gostei nada

Outubro 13, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, caríssimos leitores do BnH!

Na crónica desta semana vou tentar ser curto e objetivo.

Não gostei nada, como é lógico, do resultado do clássico na Luz e também da exibição da nossa equipa. Exibição sem ideias, sem classe, sem intensidade, sem nada que me agradasse.



Não criámos perigo nenhum e o resultado foi justo. Se o resultado fosse um empate também não surpreenderia, mas ganhou quem marcou e isso é que conta no futebol.

É triste termos duas derrotas à sétima jornada e estarmos em 3º lugar. Algo tem que ser feito e urgentemente. Sinto que muitos jogadores que ficaram no plantel este ano, estão com as suas cabeças noutros clubes e noutros cofres que não são a nossa realidade. São vários os jogadores a sair a custo zero e mais vão sair, mostrando uma tremenda ingratidão, e está na hora de “bazar” com esses “tios patinhas” da equipa principal. É necessário, também, reformular o plantel. A ausência de Aboubakar vai ser difícil de colmatar. Espero que esta paragem seja benéfica para o Porto e que SC agite as hostes e que acorde certos meninos. Queria endereçar uma palavra de apresso aos 3500 adeptos portistas que se deslocaram à Luz, foram incríveis e incansáveis e mereciam muito mais da nossa equipa.

No final da partida, assistimos a um episódio vergonhoso, uma música de tourada foi reproduzida no som do estádio, mostrando uma arrogância, uma prepotência e uma falta de respeito de um clube que se julga acima da Lei, do Estado e da Justiça. Não sei se a ideia foi do Pedro Guerra ou do Paulo Gonçalves ou do Nuno Cabral. Os adeptos organizados e os da Porta 18 estavam em êxtase com a música. A multa deste ato foi de 765 euros! Numa altura em que o clube de Carnide parece querer a paz no futebol, faz uma coisa destas, depois desculpam-se com coisas do Porto que ocorreram no século passado, tipo aquelas discussões de crianças do tipo “eu fiz, mas tu também fizeste”…Fazem o que querem, pois a proteção é total.

É no momento da derrota que sou ainda mais portista porque quem ama não abandona!

Até à próxima.

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Duas vitórias suadas

Outubro 5, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, malta do BnH!

Mais dois jogos do FCP, mais duas vitórias suadas!



Longe vai o tempo dos resultados gordos e dos jogos fáceis! Comecemos pelo campeonato nacional. O jogo frente ao Tondela previa-se difícil já que nos últimos dois anos este clube tinha ganho na Luz e no Dragão. O FCP entrou forte e mandão, mas encontrou um guarda-redes, “Cláudio Ramos”, inspirado e competente.  Foram muitas as oportunidades para resolver o jogo cedo. Na segunda parte, a ansiedade instalou-se, a bola não entrava, o tempo passava rápido demais, o subconsciente alertava que íamos à Luz na jornada seguinte e na única falha técnica do GR do Tondela, o recém-entrado Tiquinho Soares introduz a bola na baliza, a 5 minutos do fim. Foi um suspiro de alívio coletivo e uma descompressão mais do que justa! O apontamento triste deste jogo foi a lesão do Aboubakar, que se prevê uma longa paragem!

No jogo da Liga dos Campeões, o FCP foi incisivo na procura do golo e da vitória, mas pertenceram ao Galatasaray as melhores ocasiões de golo na primeira parte, em contra-ataques rápidos, ao qual correspondeu, com brilho, “San Iker”. Quatro pontos na Liga dos Campeões, em 2 jogos, é positivo para as contas e cofres do clube. Agora vem o jogo da Luz, um estádio em que normalmente somos muito felizes. Ganhar na Luz é das melhores sensações que existem, portanto que o meu clube faça de tudo e mais alguma coisa para conseguir os 3 pontos.  Que seja um bom jogo e que as “toupeiras” não atrapalhem.

Parabéns ao nosso Porto pelos 125 anos de belas histórias e parabéns ao nosso presidente pelo discurso de 26 minutos com uma lucidez incrível, sem guião e sem perdas de memória (como um tal presidente teve).

Para finalizar, deixo uma palavra de carinho e de orgulho para a nossa cidade, que tão bem acolheu a Supertaça Internacional de hóquei em patins.

Abraço e desculpem qualquer coisinha!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Chega de confiar na sorte

Setembro 27, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, caríssimos leitores!

Estamos de regresso às competições depois da “secante” paragem para seleções e taça dos “seguros”!

Comecemos por aí. Continua sendo tradição a dificuldade do FCP na Taça da Liga! Frente ao Chaves, a nossa equipa apresentou um onze forte, mesmo com algumas alterações e, mais uma vez não, consegue segurar uma vantagem até final!



Depois seguiu-se a Liga dos Campeões, onde o adversário estava perfeitamente ao alcance de trazer os 3 pontos e mais alguns milhões, que tanta falta fazem aos cofres do nosso clube. Demo-nos ao luxo de falhar um penalty e só marcámos com outra penalidade “caída do céu”! A exibição foi estranha e o resultado menos mau. O melhor desta jornada foi o regresso a um estádio onde escrevemos uma das mais bonitas páginas da nossa historia (2004) e, também, a marca de Casillas na Champions.

A confirmação do nosso momento exibicional menos bom foi o jogo em Setúbal. O resultado foi ótimo e importante, mas o Setúbal esteve muito tempo por cima de nós e perto de empatar. Espero que isto mude e já chega de confiar na sorte!

Venha o Tondela e que a equipa vença com qualidade e critério. É um jogo importante pois antecede a visita ao nosso “salão de festas”.

Para terminar, achei estranho Augusto Baganha (ex-presidente do IPDJ) dizer que recebeu pressões para ajudar o Benfica e também o facto de Luisão terminar a carreira à 5a jornada! Será que foi para desviar atenções de Paulo Gonçalves??!…LOL…Parabéns ao Luisão pelo profissionalismo, dedicação e longevidade no clube dos “processos”. Coisa rara!

Até à próxima…e desculpem, mais uma vez, qualquer “sinceridadezinha”!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Que voltemos a ser um “rolo compressor”

Setembro 7, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, caríssimos leitores do BnH!

Começando pelo que interessa, o nosso FCP venceu, justamente, o Moreirense por 3-0, numa boa primeira parte dos Dragões, onde resolveram o jogo e de uma forma rápida e tranquila. Fomos a vencer por 2-0 para o intervalo, mas nos últimos tempos, 2-0 não é o resultado que nos deixa seguros e na segunda parte estávamos sempre com receio das aproximações do Moreirense à baliza do Porto pois sentiam-se fantasmas do Vitória de Guimarães e do Belenenses.



Foi uma segunda parte de serviço mínimo exibicional e de gestão de resultado e esforço. Quem fica a perder é o espetáculo, mas o que conta são os 3 pontos. Para quebrar essa monotonia dos últimos 45 minutos, Marega faz o 3-0 num grande lance de Otávio.

Deste jogo, destaco, além da vitória sem sofrer golos, o regresso tão aguardado e desejado de Danilo. A reação do estádio foi a de um autêntico vulcão aquando da entrada do nosso “trinco”, este jogador que passou por um calvário e que é muito acarinhado por nós porque personifica o “jogador à Porto.”  E, também, as 44 mil pessoas presentes no Dragão após uma derrota. É a prova de que a equipa e seus adeptos estão perfeitamente ligados e juntos em qualquer circunstância, ou seja, FCP sempre a ganhar a perder.

Agora vem aquela pausa das seleções, que é uma autêntica seca! Três semanas sem campeonato nacional é um tédio! É muito bonito e tal ver a seleção, mas eu gosto mais de ver o Porto (perdoem-me a sinceridade). Que este tempo sirva para descansar e afinar certas e determinadas dinâmicas e que no regresso voltemos a ser um “rolo compressor” e a atingir a liderança o mais depressa possível.

Gostei da estreia do Militão, jogador seguro, confiante, boa presença, agressivo, qualidade no passe. Parece fazer com Felipe uma boa dupla, a fazer lembrar aquelas duplas de brasileiros nos anos 90, Aloísio, José Carlos, Argel, etc.

Quantos aos reforços, Jorge e Bazoer, confesso que não os conheço. Acho que quem está a merecer uma oportunidade no 11 é Óliver, mas certamente irá apenas voltar quando Danilo estiver a 100%.

Vou fechar esta crónica com muita tristeza pois o futebol português está de luto! Há um clube que foi constituído arguido e considerado culpado num caso de toupeiras; um clube que corrompeu e violou segredos de justiça. Sim, esse clube que se julgava um exemplo, que andou anos a falar do “Apito Dourado”! Sim, esse clube que patrocinou as escutas do “Apito Dourado” e o livro da Carolina! Sim, esse clube que teve arquivado o caso dos vouchers, mas que aguarda julgamento do “Malla Ciao”, “Lex”, “Mails”, etc.

O que pode acontecer a esse clube e seus dirigentes?? Só não quero que desçam de divisão… porque eu gosto de ir ganhar à Luz!

Até à próxima!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Nada fazia prever

Agosto 31, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, caríssimos leitores do BnH!

É com alguma tristeza que aqui escrevo esta semana e as razões são óbvias!



Nada fazia prever o que aconteceu no Dragão, no passado sábado, mas o futebol é imprevisível. O Dragão estava “à rolha”, em pleno mês de agosto, com muita gente de férias e emigrantes a disfrutar daquilo que todos pensávamos, uma vitória normal do FCP.

Percebeu-se, logo de início, que o ritmo do jogo não iria ser intenso! Devagar, devagarinho, o FCP estava a comandar o jogo e o VSC não criava situação de perigo nenhuma. Brahimi “abriu o livro” no primeiro golo, que fez levantar o estádio, e André Pereira, num belo gesto de cabeça e em posição “ilegal”, fizeram os golos ainda na primeira parte…e quase todos pensavam que o jogo estava resolvido. Era preferível que o segundo golo do Porto tivesse sido anulado pois a equipa talvez não teria relaxado tão cedo.

O início de segunda parte deu logo sinais de que algo não iria correr bem. As substituições de Brahimi, logo a abrir; Aboubakar a sair fatigado; e Corona lesionado, tiraram ao FCP toda a criatividade e dinâmica que tínhamos e as suas substituições pouco ou nada trouxeram. Sérgio Oliveira foi um “anjinho” no lance do penalty a favor do VSC; golo que alimentou as esperanças dos vimaranenses. Depois, inexplicavelmente, sofremos 2 golos num curto espaço de tempo, onde a incompetência defensiva e a falta de agressividade foi mais do que evidente. Aliás, o terceiro golo nasce de um lançamento de linha lateral!

Eu estava no estádio e estava incrédulo! Estávamos, no fundo, a reviver o jogo frente ao Belenenses, onde estávamos a ganhar 2-0 e nos deixámos empatar a 10 minutos do fim. Sinceramente, sempre pensei que iríamos, no mínimo, empatar, mas Douglas disse “presente” e fez duas defesas milagrosas, a remates de Herrera e Marega. Como foi possível não aproveitarmos o resultado do derby e, para agravar, não fazer qualquer ponto?!

Não sei que consequências irá isto trazer. Qual será a resposta da equipa e se a SAD se vai manter “impávida e serena” no que diz respeito a entradas e saídas.

Sei que, da minha parte, o meu apoio é constante, pois sou portista nas vitórias, empates e derrotas.

Aproveito para dar os parabéns ao Gil Vicente, pois conseguiu nova vitória, frente ao Taipas, e em 3 jogos, leva 3 vitórias, 8 golos marcados e 0 sofridos.

Para terminar, diz o ditado: “Onde há fumo há fogo”, certo?? Foi por isso que o tribunal considerou que o Benfica é arguido no caso “e-toupeira”??…

Desejo-vos um bom fim de semana e apresento-vos o novo reforço grego do SLB: chama-se “Buskasàsad”!

Desculpem qualquer coisinha!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

 

1 2 3 7

Pin It on Pinterest

Ir Para Cima