Teatro de Balugas leva o teatro barcelense até à Galiza

Março 6, 2018 Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo

No próximo dia 10 de março, pelas 21h00, no Auditório de Rianxo (Galiza), o Teatro de Balugas (Balugães – Barcelos), leva a cena a sua peça “Abaixo o aeroporto em Rianxo”, de Cândido Sobreiro.



A trama da “estória” revela que nos confins de Rianxo está radicada a mais pequena comunidade portuguesa da Galiza, da qual o Governo Português possivelmente nunca ouviu falar. O Ti Abílio há muito que escuta mal, por causa da fome que passou quando era mais novo. Zé Bidão é bailador de bailes de salão no seu tempo livre e vive de fazer pequenos biscates, de quando em vez. O romeno Yuran, trabalhador ilegal em Espanha, fala mal a língua de Cervantes mas entende bem a preguiça de Zé Bidão. Veio para a Galiza à procura de fortuna e vê-se metido na maior alhada da sua vida quando Ti Abílio, inocentemente, entendeu que o aeroporto ia ser construído em Rianxo. A notícia corre rapidamente pela vila.

A partir daqui, Zé Bidão passa a dedicar-se a fazer chamadas ao engenheiro do aeroporto. Assim que começa a difundir-se a notícia, a ideia do aeroporto em Rianxo cai por terra. Um político de Lisboa aproveita-se da situação transfronteiriça, argumentando que ali não pode ser construído, já que Rianxo encontra-se no meio de uma rota migratória de aves, em especial as rolas turcas. A polícia é chamada para que intervenha, já que há um motim liderado por Maria das Dores, mãe solteira que aproveita a presença de um canal de televisão sensacionalista de Madrid.

Esta é uma organização do Teatro de Airiños, com o apoio do Conselho de Cultura, Juventude, Educação e Normalização da Câmara Municipal de Rianxo.

O texto e direção artística estão a cabo de Cândido Sobreiro. Conta com as interpretações de André Sobreiro, Aurélio Magalhães, Cândido Sobreiro, Cristina Faria, Cristiano Esteves, Diana Gonçalves, Davide Faria, Gilda Silva, Jorge Teixeira, Juliana Pereira e Rui Pereira.

A produção é de Diana Gonçalves; Luz e Som de Matilde Esteves; Cenografia e Carpintaria de Cristina Faria e David Pereira; Guarda-Roupa de Manuela Rosas e Diana Gonçalves; Apoio de Cena de Ana Magalhães; e Cartaz de André Sobreiro.



Da parte do Teatro de Balugas, os apoios advêm do Município de Barcelos, da Junta de Freguesia de Balugães, da Barcelos Cidade Educadora, da Fundação INATEL e ID3 – Design e Publicidade.

Fonte e imagem: TB.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Sente

Sobre sentir Sei apenas que sinto Tenho muito que descobrir Não minto.

Pin It on Pinterest

Shares
Share This

Partilha esta Notícia

Partilha com os teus amigos

Ir Para Cima