Um caso de estudo

Fevereiro 9, 2017 Atualidade, Desporto, Opinião
sportinguista
José Queirós

Hoje poderia abordar vários assuntos, como o mea culpa de Jorge Jesus, as eleições no Sporting, mas prefiro falar sobre uma temática imensas vezes falada no seio dos treinadores e sempre corroborada pelos amantes do futebol.

Amiudadas vezes, ouvimos técnicos de nomeada dizerem que se as suas equipas jogarem bem, as suas equipas ficam mais perto da vitória! Outros dizem que se as suas equipas jogarem melhor que o adversário, têm muito mais hipóteses de ganhar! Outros, a somar a tudo isto, costumam dizer que se o adversário não tiver bola menos possibilidades tem de marcar golos! É certo que tudo isto são teorias e nem sempre correspondidas na prática, mas também não deixa de ser verdade que as grandes equipas trabalham tendo em vista todos estes pressupostos e, obviamente, tentam colocá-los em prática seja qual for o adversário.

A realidade no que ao Sporting diz respeito é exactamente o contrário, ou seja, contraria na íntegra todas estas teorias. Vide os jogos contra o Real Madrid, Borussia de Dortmund, Benfica e Porto.

O jogo contra o Porto voltou a mostrar, principalmente na segunda parte, um Sporting autoritário, dominador, com mais posse de bola, a jogar bem melhor, com mais remates, muito mais oportunidades de golo e, tal como nos outros grandes jogos europeus e também contra o Benfica, perdeu o jogo! Neste sábado, Casillas, com defesas para guardar no seu álbum de recordações, foi o principal responsável pela vitória do seu clube! A inexperiência de Palhinha, entre outros, explica os golos sofridos. Mesmo assim, por tudo aquilo que o Sporting fez, independentemente dos erros próprios ou das defesas alheias, nunca deveria ter saído do Dragão com esse sabor amargo da derrota.

Depois disto tudo, é caso para dizer que o Sporting é o típico “caso de estudo”, para tentarmos perceber porque é que sendo melhor em quase todos os capítulos do jogo não ganhou praticamente nenhum jogo importante.

Hoje [ndr.: dia 07/02] a Liga vai reunir para ver em que moldes se vão organizar as competições tendo em vista a integração do Gil Vicente na Primeira Liga. Gil, que regressou às vitórias e que se vai preparando para competir no maior escalão do nosso futebol.

Saudações leoninas.

Por: José Queirós.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima