Uma jornada com novos resultados surpreendentes e uma polémica que “dará que falar!

Dezembro 1, 2017 Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião
Luís Gonçalves

Olá, amigos leitores!

A jornada nove da Primeira Divisão do futebol popular de Barcelos, à semelhança da jornada anterior, trouxe-nos resultados surpreendentes!



Começo pelo líder Leões da Serra (23 pontos) que, com a vitória caseira (2-1) frente ao Palme, aumentou de dois para quatro pontos a distância para o segundo classificado. Já o Palme ocupa o 8º lugar, com 11 pontos.

Quem aproveitou para subir ao 2º lugar foi o Macieira (19 pontos), que venceu o Carapeços por 2-1. Macieira que, em casa, totaliza tudo vitórias: 5 jogos, 5 vitórias! O Carapeços (7º, com 15 pontos) continua a perder “fora de portas”.

Em ex-aequo no segundo lugar encontra-se o Carvalhal (19 pontos), que desta feita não foi além de um empate a 1 frente ao Silva (10º lugar, 10 pontos). Recordo que o Silva tem “trepado” na tabela classificativa.

O Leocadenses, também no segundo lugar, com 19 pontos, ainda não perdeu “fora de portas”! Foi aos Feitos (8º lugar, 11 pontos), equipa que vinha em crescendo, vencer por 0-1.

O Remelhe (5º lugar, 18 pontos) continua a ser a defesa menos batida! Pela quarta jornada consecutiva voltou a não sofrer golos! Recebeu e venceu o Oliveira (15º lugar, 8 pontos), por 2-0.

Ora, foi neste jogo que a referida polémica, que coloquei no título, “estalou”. Por volta dos 70 minutos, a equipa do FC Oliveira abandonou o terreno de jogo, como forma de protesto contra a “constante perseguição que tem sido alvo da parte das equipas de arbitragem desde o início do campeonato”, conforme consta do comunicado emitido pelo clube. Nele consta também o enorme respeito do Oliveira para com o Remelhe, a quem agradece por ter respeitado a sua decisão, assim como afirma respeitar todos os outros clubes do Campeonato. Como gosto de futebol, e do futebol popular em concreto, decidi contactar um responsável do FC Oliveira, via Facebook, que me enviou um esclarecimento sobre o que se passou e o que levou a desencadear da decisão deles. Esclarecimento esse que, com a sua autorização, passo a transcrever na íntegra:

«No passado domingo, no jogo que opunha o Remelhe ao FCO, os nossos jogadores tomaram a decisão de abandonar o recinto de jogo. Não foi devido aos erros de avaliação por parte da equipa de arbitragem nesse jogo, como tem noticiado algumas redes sociais, mas sim pela constante falta de respeito de que tem sido alvo a equipa técnica, jogadores e diretores. Ao longo de vários jogos que não somos tratados da mesma forma que os nossos adversários e somos constantemente castigados e punidos com multas sem motivos que o justifiquem. Já fomos apelidados por equipas de arbitragem de “pequeninos e miudinhos”, “estás sempre a gritar, não te marco mais faltas”, “ não podes com um encosto”, entre outras…

Os erros de arbitragem existem e vão existir sempre, não foi isso que motivou a nossa indignação, mas que é um facto é, temos tido demasiados erros com influência nos resultados, sempre em nosso prejuízo.

Não foi uma decisão fácil que tomámos e pedimos desculpa se indiretamente prejudicámos alguém, mas foi um BASTA, um murro na mesa por parte de quem está cansado de ser gozado. Trabalhamos muito para estarmos preparados para as exigências dos nossos jogos e não admitimos que gozem com o nosso trabalho.»

E assim, caros leitores, eis um esclarecimento por parte de alguém com responsabilidades no FC Oliveira, que me pediu para não revelar o seu nome (algo que respeitei e cumpri). Agradeço-lhe pela atenção e tempo despendido comigo. Senti que todos nós, seguidores do futebol popular, “merecíamos” saber um pouco mais sobre um acontecimento não muito comum (o abandonar do terreno de jogo por parte de uma equipa). A ver vamos se as coisas acalmam e se se volta à normalidade…para bem do nosso futebol popular.

O atual campeão, Pereira (6º lugar, 17 pontos) voltou a “tropeçar fora de portas”. Empatou em Salvador do Campo, a 1. Campo que está no 17º lugar, com 7 pontos.

Um jogo entre recém-promovidos, que se aguardava com expectativa, era o Perelhal (10º lugar, 10 pontos) e o Fragoso (15º, 8 pontos). 1-1 foi o resultado final e ambas as equipas a somar um ponto. Lembro que o Fragoso vinha de 5 derrotas consecutivas.

O conjunto de Balugães (10º, 10 pontos) voltou a perder. Foi a primeira derrota em casa, frente ao Cossourado (13º, 9 pontos). o Cossourado somou a primeira vitória “fora de portas”!

A equipa de Negreiros (13º, 9 pontos), que começou o campeonato logo com duas vitórias, tem vindo em decrescendo! Nesta jornada somou um ponto, frente ao Pedra Furada (18º, 1 ponto). Pedra Furada que somou o primeiro ponto ao cabo de 9 jornadas! Será um tónico para o resto do campeonato?

Resumindo: o Leões é cada vez mais líder e invicto neste campeonato, perseguido por três equipas “coladinhas”, o Macieira, o Carvalhal e o Leocadenses, a quatro pontos de distância! Remelhe a cinco e o campeão Pereira a seis. Tudo ainda muito “morno” quanto a decisões! Contudo, há muitas equipas equipas a lutar pelo tão almejado título! De salientar o melhor ataque, que pertence ao Carapeços, com 24 golos marcados, e a melhor defesa, que é a do Remelhe, com um score de apenas quatro golos sofridos! Estas duas formações defrontar-se-ão na próxima jornada.

Nessa jornada, destaco os seguintes jogos: Oliveira-Leões, Cossourado-Macieira, Carvalhal-Pedra Furada, Silva-Leocadenses e o Carapeços-Remelhe.



Na 2ª divisão, o líder Sequeade (22 pontos) voltou a não conseguir vencer! Empatou a um frente ao último classificado, o Cristelo (6 pontos).

Com este resultado, quem aproveitou para encurtar distâncias foi, claro está, o Lijó, que continua invicto, no 2º lugar (20 pontos e menos um jogo), e foi a Milhazes vencer por 1-3.

Da mesma forma, e a encurtar a distância, está o Fonte Coberta (3º lugar, 18 pontos), que também com menos um jogo realizado, venceu pela margem mínima (3-2) o Cambeses (12º lugar, 7 pontos).

Depois da derrota na semana transacta, o São Martinho (3º, 18 pontos) voltou às vitórias. Levou de vencida o Creixomil (12º, 7 pontos), por 3-0.

O Aborim (5º, 17 pontos), uma das melhores equipas a praticar futebol nesta 2ª divisão, foi a São Pedro (15º, 6 pontos) vencer por 0-1.

O Chorente (6º, 16 pontos e menos um jogo) somou a terceira vitória consecutiva. Levou de vencida, “fora de portas” a equipa do Carvalhas (15º, 6 pontos), por1-3.

As restantes equipas estão classificadas da seguinte forma: São Mamede 7º, 13 pontos; logo a seguir vem um duo: Águas Santas e Ceramistas, 8os, 11 pontos e menos um jogo; Milhazes 10º, 9 pontos; Paradela 11º, 8 pontos; Lama 12º, 7 pontos e menos um jogo; e Carvalhas 15º, 6 pontos.

Resumindo: o Sequeade tem “quebrado” nestas duas últimas jornadas! O Lijó, “perseguidor” mais direto, tem aproveitado as “escorregadelas” do mesmo, tal e qual o restante grupo “perseguidor”, Fonte Coberta, São Martinho, Aborim e Chorente. Tudo em aberto quanto à subida de divisão!

Na próxima jornada destaco o Lijó-São Martinho, Aborim-Fonte Coberta, Chorente-São Mamede. Ou seja, o líder terá folga e os seguintes 6 classificados jogarão entre si! Uma jornada que promete!

Uma semana feliz, vos deseja o amigo Luís!

Por: Luís Gonçalves*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Imagina

Imagina, O dia sem sol A noite sem lua O querer sem
Ir Para Cima