Vitória justa e indiscutível

Março 23, 2019 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião
Vítor Sá Pereira

Olá, ilustres leitores do BNH e curiosos deste meu espaço!

Vamos falar de futebol a sério e da palhaçada que por aí anda.



Começo pelo meu FCP. Vitória justa e indiscutível, por 3-0, numa arbitragem desastrosa de João Capela que foi salva pelo VAR Bruno Esteves. Percebeu-se, logo de início, que Capela estava nervoso e pressionado, tal foi o barulho do departamento de comunicação do principal clube da segunda circular. O penalti é mal assinalado e a expulsão, aos 6 minutos, é acertada pois Marega já ia a 200 kms/h para a baliza. Nos dois casos, o VAR foi vital.

O Marítimo fechou-se, com 10 atrás da linha da bola, não dando espaço na profundidade e abdicando de atacar. Espelho disso foram os 0 remates e os 0 cantos! Petit pensou que essa estratégia iria resultar até final, mas enganou-se. Mais uma vez, o VAR descobriu um penalti a favor do FCP, coisa que o Sr. Capela não viu! O primeiro voo foi o abre-latas para um jogo mais tranquilo, sereno e com mais dois golos. Reconheço que não foi um bom jogo. O Porto, quando não encontra espaços no último terço, fica ansioso e tenso e isso prejudica a tomada de decisão. Não percebo a ida para o banco de Brahimi. Não sei se tem algo a ver com o processo de renovação, mas, na minha opinião, o argelino, enquanto estiver bem, tem de jogar sempre. É, tecnicamente, o melhor jogador do Porto e, muitas vezes, a chave mestra para brilhantes vitórias.

Mais uma semana de descanso, empatados com o clube de César Boaventura, mas sem vantagem. Dizem eles que são líderes. Pois são, mas dizem isso meio azedos. Próximo jogo será em Braga. Certamente, o jogo mais difícil da época, porque aposto tudo em como a postura dos bracarenses será tipo a de uma final da Champions. Portanto, em caso de derrota, “na minha opinião”, será o adeus na esperança da revalidação do título. Portanto, só um super Porto e Super decisões de SC são necessários para levar de vencida o Braga, que levou 6 batatas na Luz!

Quanto ao clube que está empatado connosco, foi a Moreira de Cónegos, num jogo que todos pensavam que ia ser difícil, mas, além da capacidade da equipa de Bruno Lage, foram, também essenciais, as decisões da equipa de arbitragem e do VAR. O primeiro golo deste jogo, de João Félix, recordam-se?? Se fosse com o Porto “caía o Carmo e a Trindade” e vinham logo os deputados europeus chamar-nos isto e aquilo. O karma é “fuck”!

O campeonato vai entrar numa fase crucial e que as malas sejam apenas para ganhar.

Quanto ao sorteio da Liga dos Campeões, calhou-nos o finalista da Champions da época passada e que, certamente, nos vai cilindrar novamente! Não entro em ilusões, o ataque do Liverpool é uma armada e a diferença orçamental e de qualidade é brutal! Mas o Porto deve desfrutar de estar entre os melhores da Europa e deve valorizar-se enquanto equipa e clube. A tarefa vai ser quase impossível!

Fiquem bem e até à próxima.

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima