Arquivo Mensal

Abril 2018 - page 2

Turismo do Porto e Norte marca presença na Feira Ibérica de Turismo, na Guarda

Atualidade/Concelho/Cultura/Mundo Por

A Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP), onde se inclui Barcelos, segue em força com a aposta na promoção de escapadinhas e turismo familiar na 5ª edição da Feira Ibérica de Turismo (FIT), a decorrer na cidade da Guarda, já entre hoje e 1 maio.



No que é considerado um dos certames mais importantes no setor do turismo do país, com 10 mil metros quadrados de superfície de exposição, a TPNP vai participar com um stand de 60 metros quadrados, partilhado com um conjunto de parceiros públicos e privados da região, que vão promover uma série de iniciativas com a marca do norte do país.

“Este certame tem vindo a afirmar-se cada vez mais no Mercado Ibérico, direcionando-se no sentido de promover a ligação social, comercial e estratégica entre Portugal e Espanha. Apresenta-se, neste sentido, como uma plataforma de divulgação, promoção, captação e desenvolvimento de fluxos turísticos e dos recursos endógenos da vasta e riquíssima região transfronteiriça. É, desta forma, incentivada a troca de experiências e consequente abertura a novos mercados e produtos turísticos diferenciadores, através do conhecimento do nosso património”, comenta Melchior Moreira, Presidente da Entidade Regional Turismo Porto e Norte.

Produto turístico cada vez mais apetecível e procurado pelos turistas, o conceito de “city breaks” e “short breaks” será promovido junto dos visitantes da Feira Ibérica de Turismo. Para além de centenas de ofertas para descobrir a região, os visitantes serão ainda brindados com experiências gastronómicas e poderão conhecer em primeira mão os diversos eventos que integram as agendas culturais dos municípios nortenhos.

Fonte: TPNP.

[Ndr: Batalha das Flores – Festa das Cruzes 2017 (foto de destaque)]

Inaugura hoje a exposição “Desfile dos Vasos de Negreiros”, na Sala Gótica do Paços do Concelho

Atualidade/Concelho/Cultura Por

O Município e Barcelos, em parceira com a Junta da União das Freguesias de Negreiros e Chavão, abre ao público, hoje, pelas 21h30, na Sala Gótica, a exposição «Desfile dos Vasos de Negreiros».



A exibição pretende dar a conhecer uma das manifestações culturais mais singulares do nosso concelho, que conta com quase um século de existência e atrai, no mês de agosto, milhares de forasteiros ao “Desfile dos Vasos”, em Negreiros.

As jovens da freguesia honram as festas de Santa Justa e a memória dos seus antepassados, desfilando com vasos de plantas ornamentais naturais e envergando os trajes tradicionais e o ouro da família, numa manifestação de devoção, cor e tradição.

A exposição está patente na Sala Gótica dos Paços do Concelho até ao dia 27 de maio.

Fonte e imagem: CMB.

Festa das Cruzes com fim de semana “ao rubro” em Barcelos

Atualidade/Concelho/Cultura/Mundo Por

Este fim de semana tem reservados alguns dos principais concertos do cartaz da Festa das Cruzes 2018, que começou na quarta-feira, com as comemorações do 25 de Abril, e prosseguiu ontem com a inauguração dos arcos de romaria.



Hoje, os Santamaria atuam na Avenida da Liberdade, pelas 22h00, e além da música, o dia ficou marcado, também, pela inauguração dos Tapetes de Pétalas naturais, no Templo do Senhor do Bom Jesus da Cruz, uma das principais atrações da romaria.

Amanhã, o humorista Herman José, acompanhado pela sua Big Band, estreia o novo palco da Festa das Cruzes, na Frente Ribeirinha, pelas 22h00. Durante a tarde de sábado, decorre na Avenida da Liberdade, o XIII Festival de Folclore Luso-Galaico, com início às 16h00.

No domingo, destacam-se as Rusgas ao Senhor da Cruz, que pela primeira vez se realizam na escadaria do Templo do Senhor do Bom Jesus da Cruz, pelas 15h00. Ainda durante a tarde, pelas 18h00, o novo palco na Frente Ribeirinha recebe mais um espetáculo protagonizado pelas escolas de dança do concelho e que celebra o Dia Mundial da Dança. Por fim, pelas 21h30, atua na Avenida da Liberdade, a artista Joana D’Arc.

Na segunda-feira, véspera de feriado, destaca-se o espetáculo da fadista Mariza, pelas 22h00, na Frente Ribeirinha.

A tradicional Batalha das Flores (1 de maio) e a Grandiosa Procissão da Invenção da Santa Cruz (3 de maio) são outros pontos altos do cartaz da primeira grande romaria do Minho.

Fonte e foto: CMB.

Primeira divisão disputadíssima e já há finalistas da Taça Cidade de Barcelos

Atualidade/Concelho/Desporto/Opinião Por
Luís Gonçalves

Olá, caros leitores!

Eis-me de volta para falar do nosso futebol. O campeonato de futebol de Barcelos.

O campeonato nunca à 29ª jornada teve tantas equipas a lutar pelo título! São seis as equipas que ainda sonham com ele. Do 1º ao 6º lugar, a diferença pontual são apenas 9 pontos, quando faltam jogar 5 jogos, 15 pontos em disputa. E algumas ainda se irão defrontar entre si.



Começo pelo líder, Leões (64 pontos), que regressou às vitórias e logo com “chapa 6” frente ao Cossourado (16º, 22 pontos), que ainda marcou o tento de honra. O Cossourado afunda-se, cada vez mais; já o Leões mantém a diferença de 2 pontos para o Carvalhal.

Carvalhal (62 pontos),  que jogou em Macieira e venceu por 0-1. Este, que era o “jogo da jornada”, fez com que o Carvalhal esteja a “morder os calcanhares” ao Leões; já o Macieira (4º, 55 pontos) mantém-se na luta mas está, agora, a 9 pontos.

Também “passo a passo”, o Leocadenses disputa o título. Recebeu e venceu o “lanterna vermelha”, Pedra Furada (8 pontos), por 4-2. Com esta derrota, o Pedra Furada caiu para divisão secundária; o Leocadenses (3º, 57 pontos) está a 7 do 1º.

O Carapeços sofreu um duro golpe! Foi a Palme (8º, 38 pontos) perder por 3-2. O Palme tem feito um campeonato de “encher o olho” e a cada ano tem melhorado cada vez mais! Será um dos candidatos no próximo ano. Já o Carapeços ficou mais longe do título. Está no 4º lugar, com 55 pontos.

O Remelhe, que jogou no sábado de tarde, recebeu e venceu o Negreiros, por uns expressivos 4-1. Remelhe, que tem feito uma 2ª volta fantástica, está a 9 pontos do Leões. O Negreiros está num confortável 12º, com 33 pontos.

O campeão Pereira voltou a vencer em casa. Nesta jornada venceu o Silva, por 2-1. Pereira: 7º, 40 pontos; Silva: 13º, 32 pontos.

O Oliveira deu um passo atrás! Foi a Salvador do Campo perder por 2-1. Um passo de gigante deu o Campo, pois assim subiu ao 11º, com 35 pontos. O Oliveira baixou ao 14º, com 31 pontos. Está 11 pontos acima da “linha de água”. No entanto, como verão mais adiante, esta semana foi “mista” para os homens de Oliveira no que concerne a alegrias e tristezas.

O Fragoso deslocou-se a Balugães e perdeu por 1-0. O Fragoso continua na disputa pelo 7º lugar mas desceu ao 9º, com 37 pontos. O Baluganense (15º, 28 pontos), com este resultado, teve um “balão de oxigénio”. Está, agora, 6 pontos acima da “linha de água”.

Tal e qual o Fragoso, o Perelhal (10º, 36 pontos) disputa o 7º lugar. Recebeu e empatou a 1 com o “aflito” Feitos (17º, 20 pontos).

Na próxima jornada, destaco o Negreiros-Leões, Leocadenses-Baluganense, Fragoso-Macieira, Carapeços-Oliveira e o “jogo da jornada” Carvalhal-Remelhe. O Carvalhal que não perdeu qualquer ponto em casa e Remelhe ainda não perdeu nesta 2ª volta!

Na segunda divisão, o líder Lijó (64 pontos), que também jogou no sábado, empatou a 1 com o São Mamede (6º, 41 pontos).

O Sequeade (2º, 62 pontos) “aplicou” 6-1 ao Lama (14º, 21 pontos).

O Fonte Coberta tem sido a “sensação” da 2ª volta! Estão num honradíssimo 3º lugar, a apenas 1 ponto do Sequeade e a 3 do Lijó, somam 7 vitórias consecutivas; só nesta 2ª volta, somam 9 vitórias e 2 empates! Simplesmente impecável! Nesta jornada, venceram o Águas Santas (10º, 36 pontos), por 2-1.

O Paradela (4º, 57 pontos e mais um jogo) somou a 6ª vitória consecutiva. Venceu, em casa, o Creixomil, por 1-0. Tem 10 vitórias e 1 derrota até então, na 2ª volta. A par do Fonte Coberta, o Paradela tem sido a sensação da 2ª divisão. Pelo que têm feito até agora, nesta segunda parte do campeonato, estas duas equipas até mereciam a subida…mas “até ao lavar dos cestos é vindima”!

O São Martinho (5º, 45 pontos) “folgou”.

Quase me esquecia…mas no feriado do 25 de Abril, em jogo em atraso a contar para a 22ª jornada, o Paradela venceu o São Mamede por 2-1.

Na próxima jornada, destaco o Cambeses-São Martinho e os dois “jogos da jornada”: o Lijó-Paradela e o Sequeade-Fonte Coberta.



Taça Cidade de Barcelos: Oliveira e Remelhe são os finalistas

No feriado que comemora a instauração da democracia neste nosso Portugal, disputou-se as meias-finais da Taça Cidade de Barcelos, para se apurarem os seus dois finalistas.

O Oliveira recebeu o Carapeços e, no final do tempo regulamentar, o resultado ficou em 1-1. No final do prolongamento, em 2-2. Teve que se ir para penáltis, onde os da casa foram melhores, vencendo por 7-6. Oliveira: primeiro finalista!

Já o Lijó, a jogar em casa, perdeu por 0-1 com o Remelhe. Remelhe: segundo finalista!

Portanto, a final terá um Oliveira-Remelhe a disputar a Taça Cidade de Barcelos. Parabéns aos finalistas!

Por esta semana é tudo.

Uma semana feliz, vos deseja o amigo Luís!

Por: Luís Gonçalves*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

“Financiamento e gestão da causa pública” debatidos no IPCA

O eurodeputado José Manuel Fernandes, o presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, e o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, participaram, na passada sexta-feira, numa mesa-redonda organizada pelos estudantes da licenciatura em Gestão Pública da Escola Superior de Gestão (ESG) do IPCA.



Nessa conferência, sobre “Financiamento e gestão da causa pública”, o eurodeputado José Manuel Fernandes adiantou que o programa europeu Erasmus deverá ver o financiamento «aumentado para o dobro», no próximo Quadro Financeiro Plurianual (QFP), que vai começar a ser negociado pelas instituições da União Europeia. Referiu a importância de manter o financiamento da Política Agrícola Comum (PAC), sobretudo para ajudar a aumentar a coesão territorial, social e económica e, dessa forma, combater as disparidades regionais.

“Portugal tem que se preparar para o novo quadro financeiro 2021-2027 e cada região deve indicar ao governo o que precisa, para que o acordo de parceria corresponda efetivamente às reais necessidades”, afirmou o eurodeputado, que defende que Portugal tem de encontrar novas formas de receitas, em alternativa aos impostos que penalizam os cidadãos. O eurodeputado criticou, ainda, o facto de mais de 75 por cento do investimento público em Portugal ter origem no Orçamento da União Europeia e não no Orçamento do Estado (OE).

O presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, fez referência às “dificuldades” financeiras que as câmaras têm enfrentado ao longo dos anos e que “o Estado está a querer transferir para as câmaras várias pastas, como a Educação, Cultura e Património, mas a questão é o pacote financeiro que terá que acompanhar esta descentralização”. Isto decorre pelo facto de os sucessivos governos não terem vindo a cumprir a Lei das Finanças Locais. O presidente referiu mesmo que a descentralização é o único mecanismo que permitirá melhorar a coesão territorial e o desenvolvimento das regiões sendo necessário encarar este desafio a curto prazo.

Já o autarca de Braga, Ricardo Rio, defendeu que, em matéria de gestão da ‘coisa pública’, há duas regras essenciais: “em primeiro lugar, que não se gaste aquilo que não se tem” e que “essa gestão seja feita de forma racionalizada e rigorosa”, priorizando o uso dos recursos e maximizando a sua aplicação às necessidades. Ricardo Rio saudou a evolução recente de reforço da capacidade tributária dos municípios, dando-lhes a possibilidade de fixarem os impostos e, dessa forma, dando-lhes também a oportunidade de fazer política de outra forma. O autarca reforçou, também, para o facto de o Estado não cumprir a Lei das Finanças Locais, referindo que o financiamento central às autarquias locais em Portugal (13%), está muito aquém da média europeia (24%). “Este é um valor irrisório face às responsabilidades das autarquias locais” tendo em conta que as autarquias locais têm sido pioneiras e inovadoras em muitas políticas, que depois são copiadas pelo governo.

A sessão teve, igualmente, espaço para as questões da plateia, constituída quer por estudantes, quer por docentes e investigadores do IPCA. No final da sessão, o eurodeputado José Manuel Fernandes e os dois autarcas minhotos, Miguel Costa Gomes e Ricardo Rio, acreditam que os estudantes do IPCA estão conscientes dos desafios sociais que se colocam hoje.

Fonte e foto: IPCA.

 

Galeria de Arte apresenta exposição de Maria Casal e Francisco Pazos

Atualidade/Concelho/Cultura/Mundo Por

Inaugura sábado, pelas 18h00, na Galeria Municipal de Arte, a exposição “Diálogo de Cor e Volume”, da pintora Maria Casal e do escultor Francisco Pazos. A exposição estará patente até 24 de junho.



Em “Diálogo de Cor e Volume” fundem-se duas artes, a pintura e a olaria. Nas palavras de Tere Suárez, crítica de arte e comissão da exposição, esta exposição trata-se de “uma ampla visão da obra de dois criadores galegos, que compartilham a maneira de olhar e a incansável necessidade de experimentar, na tentativa de captar o instante e transformá-lo em eterno”.

Maria Casal, nascida em 1954, em Catoira, Pontevedra, começou a expor em 2004, contando, desde então, com dezenas de exposições individuais e coletivas, no seu país de origem, e vários prémios em mostras de arte.

Francisco Pazos nasceu em 1961, em Meaño, Pontevedra. Foi Professor de escultura, entre 1990 e 1997, na Escola de Canteiros, onde se formou. Logo no início de carreira, em 1983, foi laureado na Bienal de Pontevedra com uma bolsa destinada a novos valores e, ao longo dos anos, a sua obra tem sido por diversas vezes premiada.

Fonte e imagem: AB.

Barcelos tem nova equipa de sapadores florestais

Atualidade/Concelho/Mundo/Política Por

Barcelos vai ter uma nova equipa de sapadores florestais, após ter sido aprovada a candidatura, apresentada pela Associação Florestal do Cávado, ao concurso lançado pelo despacho n.º 730-B/2018.



A candidatura para o concelho de Barcelos ficou nos 15 primeiros lugares, de entre as 91 que foram apresentadas a concurso, tendo o júri decidido, ainda, aumentar a área de intervenção proposta.

Considerando que há muito é sentida a necessidade de uma segunda equipa de sapadores florestais para Barcelos e porque o concelho foi declarado como tendo zonas de intervenção prioritárias, a Câmara Municipal comprometeu-se, no âmbito da candidatura, a apoiar “financeiramente, e por outros meios que venham a ser protocolados, a Associação Florestal do Cávado, garantindo a operacionalidade da equipa de sapadores florestais a ser criada”.

Nesse sentido, o Município vai assumir o financiamento da nova equipa de sapadores florestais, num valor compreendido entre os 40 mil e os 50 mil euros, estando prevista, ainda, a aquisição de uma máquina bulldozer.

Com esta nova equipa, o concelho de Barcelos passa a contar com 10 sapadores florestais e uma área intervencionada de cerca de 60 hectares.

O presidente da Câmara Municipal, Miguel Costa Gomes, sublinha que tudo está a ser feito “para que Barcelos não seja afetado pelos incêndios este verão”.

A abertura do concurso para a criação de 100 equipas de sapadores florestais em todo o território continental, a somar às 292 já existentes, surgiu na sequência do estabelecido na Estratégia Nacional para as Florestas com o objetivo de reduzir o risco de incêndio.

O concurso foi estabelecido em dois lotes: o primeiro visando a criação de equipas sob a forma de brigada; o segundo, no âmbito do qual foi apresentada a candidatura para o concelho de Barcelos, para a constituição de equipas com enfoque em áreas de elevado valor cultural e em zonas de intervenção prioritária.

Fonte: CMB.

Foto: DR.

Tapetes de Pétalas na Igreja do Senhor do Bom Jesus são inaugurados hoje

Atualidade/Concelho/Cultura/Mundo Por

Por volta das 18h00 são inaugurados os Tapetes de Pétalas na Igreja do Senhor Bom Jesus da Cruz.



Sendo um dos ex-libris da Festa das Cruzes, são um ponto de passagem obrigatório e que motivam a visita de muitos barcelenses e forasteiros durante esta época, acentuando a vertente religiosa das festividades.

Foto: CMB (Tapetes de Pétalas do ano passado).

Márcio Fernandes expõe “Cabeçudos e Gigantones” no Posto de Turismo de Barcelos

Atualidade/Concelho/Cultura/Mundo Por

Abre amanhã, dia 27 de abril, no Posto de Turismo de Barcelos, a exposição “Um novo olhar para a construção de Cabeçudos e Gigantones”, de Márcio Fernandes, patente até 28 de maio.



Nesta exposição, que é mais um reflexo da criatividade, originalidade e identidade barcelense, é possível apreciar alguns exemplares de cabeçudos e gigantones que Márcio Fernandes tem vindo fazer, bem como o seu processo construtivo, atestando mais uma vez a distinção de Barcelos através da sua integração na Rede Mundial das Cidades Criativas da UNESCO.

O interesse pela construção de cabeçudos surge em 2013, quando decide adquirir um exemplar de um Diabo para usar como adereço na “Queima do Judas”, em Faria, uma tradição desta freguesia, da qual Márcio Fernandes é o autor dos testamentos e das peças de teatro de rua. O propósito para a utilização do cabeçudo era fazer a ligação de duas tradições populares tão enraizadas no Minho, de carácter satírico.

Márcio Fernandes iniciou a pesquisa deste tema, mas a tarefa que parecia ser fácil, tornou-se árdua, uma vez que não conseguiu encontrar artesãos e/ou artistas plásticos com disponibilidade para o ajudar na concretização de um objetivo que parecia ser simples. Decide então enveredar pelo autodidatismo, com o objetivo de dominar esta técnica.

Marcou presença em várias feiras de artesanato, festas e romarias, nas quais sabia que iria encontrar artesãos e Grupos de Zés Pereiras e gigantones, de forma a obter orientações para a elaboração do cabeçudo. Com muita persistência, no fim do ano de 2015, após ter efetuado inúmeros testes, conseguiu chegar ao seu primeiro exemplar, um cabeçudo que retratava um homem comum.

Atualmente, Márcio Fernandes é um apaixonado pelo processo criativo, sendo um dos seus principais objetivos contribuir para a continuidade desta arte no concelho de Barcelos, através da propagação dos seus conhecimentos a quem queira aprender as diferentes fases de construção, em prol da divulgação e preservação deste ofício tradicional.
Fonte e imagem: CMB.

“Dar a vida” na Madeira

Vítor Sá Pereira

Olá, caríssimos leitores!

Espero que estejam a disfrutar da nossa Festa das Cruzes!



Falando de futebol, foi um fim de semana de mão cheia, ou de “chapa 5”, ou de como lhe queiram chamar. No sábado, desloquei-me ao Estádio do Dragão e ainda bem que cheguei no início do jogo, pois se tivesse chegado atrasado 15 minutos não via os três primeiros golos!

É este Porto que queremos, sem ansiedade e a resolver as coisas cedo com critério e qualidade. Marega foi o “abre-latas” deste jogo e é factual que o maliano mexe com o jogo. Não é um portento técnico mas nas suas costas largas carrega a força de uma equipa. Concordei com a inclusão de Corona no 11 inicial pois precisávamos de largura porque o Setúbal vinha, certamente, jogar fechado e retardar o golo do Porto. Ao intervalo, o Porto já vencia por 4-1, o que significava que a segunda parte iria ser um “sono” pois a equipa iria gerir o esforço, guardando a bola e recuperar de dois jogos exigentes. O golo de Alex Telles foi o melhor da segunda parte e que confirma a qualidade acima da média deste craque.

Vencemos justamente, ao contrário de quem denunciou anonimamente esta goleada. Desejo que o meu Porto vença na Madeira mas tenho a noção do quão difícil é o Marítimo e o histórico dos últimos anos revela isso. É mais um jogo para “dar a vida”. Foi pena o nosso rival ter vencido o Estoril. Por falar nesse rival, o Benfica tem mais descontos nos seus jogos do que o Pingo Doce de janeiro a janeiro!

Para finalizar, quero desejar boa sorte ao OCB, na final four da Taça CERS, e também ao Gil Vicente, que espero que suba à Primeira Liga na próxima época!

Viva Barcelos e o FC Porto!

Abraços a todos!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Ir Para Cima