Arquivo Mensal

Setembro 2018 - page 3

Despedir-se…

Atualidade/Concelho/Cultura/Mundo/Opinião port
Laura Truffarelli

Daqui a poucos dias, vai estar na hora de me despedir de Barcelos, das pessoas que encontrei aqui e dos lugares que, durante o ano passado, chamei casa. Normalmente, este é um momento melancólico, às vezes difícil, devido à consciência de que uma pequena parte da vida está a terminar.



Todos, num momento ou noutro, experimentámos uma despedida: despedimo-nos dos colegas de turma quando a escola acaba; despedimo-nos do nosso lar quando mudámos de casa, ou vamos estudar para outro sitio; despedimo-nos dos amigos que vão para fora; e despedimo-nos quando mudamos de cidade ou país. Para alguns corre bem. Para outros, despedir-se corre muito mal: sair de um lugar significa ir ao encontro de novas aventuras, deixando para trás algo de bom que poderia ter acontecido na terra natal, mergulhando num futuro sem certezas.

Mas como despedir-se de um ano, passado numa realidade diferente, para voltar à normalidade? Durante um ano, acontecem muitas coisas. É como um filme: a situação inicial é interrompida por um evento inesperado, a vida das personagens muda, mas no final há um novo equilíbrio – se não o equilíbrio do início da história cria-se. Durante este ano, tive muitos dias solitários, em que só queria voltar a casa, e dias cheios de entusiasmo devido às coisas boas e emocionantes que me aconteciam aqui em Portugal. Um ano passado num país diferente é como uma onda: há momentos felizes e momentos difíceis, e é preciso ter uma boa capacidade de resistência e saber ter uma visão de longo prazo e o coração aberto a novas coisas. Despedir-se de uma experiência significa alívio, saudade, tristeza para o que deixamos.

Muitas vezes, quando deixamos um lugar que não é a nossa casa, saímos daí com a sensação de que nunca mais iremos voltar. Todavia, se há algo que aprendi em todas as minhas viagens, é que um “adeus” é, realmente, um “até logo”! Hoje, o mundo está mais conetado, graças aos novos meios de comunicação e aos aviões, autocarros, comboios que chegam a todo lado, e encontrar as pessoas que moram longe de nós é mais fácil. Mas, ao mesmo tempo, acredito que se uma amizade é destinada a sobreviver, o universo vai fazer com que sobreviva. Os casos da vida são incríveis!

Uma vez, li que no mundo são necessários, no máximo, seis laços de amizade para que duas pessoas quaisquer estejam ligadas. É a teoria semiótica dos seis graus de separação. Fantasia ou verdade? No outro dia, a minha carteira estava tão cheia de papéis que já não a conseguia fechar. Ao limpá-la, encontrei as coisas mais impensáveis: bilhetes de autocarro em hebraico, um dinar da Jordânia, um pin não sei de onde, o cartão de fidelidade de uma pastelaria em Roma, o recibo de uma loja de Araçuaí – Brasil, e um papelinho com três nomes escritos. Eram os nomes de duas raparigas canadianas e um rapaz norte-americano que encontrei numa viajem no Amazonas. Andei a pesquisá-los no Facebook, e descobri que eu e uma das raparigas canadianas temos uma amizade em comum com uma colega de universidade minha. Quantas são as possibilidades de uma coisa assim acontecer? Estão a ver quão verdadeiramente pequeno é o mundo?

E uma vez voltados à nossa vida habitual, quando a experiência acaba, e o filme já chegou à diversão? Uma vez, na nossa velha vida, podemos torná-la numa vida nova, enriquecida das experiências passadas, cheia de curiosidade para novas coisas e pronta para a próxima aventura. Só mantendo o coração aberto a novas experiências é que iremos descobrir todas as surpresas que a vida nos reserva.

goodbye

Por: Laura Truffarelli*.

(Voluntária do Serviço Voluntário Europeu em ação no Colégio La Salle e na SOPRO)

* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade da autora.

Sortes diferentes para as equipas barcelenses

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo port

No passado fim de semana jogou-se mais uma jornada dos campeonatos da Associação de Futebol de Braga, os chamados “Distritais”, com as representantes barcelenses a terem sortes bem diferentes. De salientar que nenhuma empatou e jogou-se um dérbi de Barcelos.

Começando pela Série A do Pro-Nacional, o Santa Maria FC (15º) deslocou-se ao terreno do Cabreiros (5º), de onde saiu derrotado por 3-1. Na próxima jornada recebe o Prado, 6º classificado.

Na divisão de Honra, Série A, o MARCA (7º) recebeu e venceu o Terras de Bouro (10º) por 2-1. A equipa de Vila Cova desloca-se, na próxima jornada, a casa do São Mamede D’Este (13º).

Quem não foi feliz em casa foi o FC Roriz (11º), que perdeu com o líder da classificação, o Dumiense, por 0-1. No próximo fim de semana, desloca-se a Marinhas (5º) para defrontar os locais, em mais um jogo que se prevê muito competitivo.

O AFC Martim (9º) foi a casa do Águias da Graça (4º), tendo sido derrotado por 2-1. Na jornada seguinte, defronta em casa o Celeirós (12º).

Por fim, o dérbi barcelense, que opôs o Pousa (3º) ao Águias de Alvelos (7º), em casa dos primeiros, que estão a ter um bom início de campeonato, comprovando isso mesmo com a vitória por 2-1 sobre os seus congéneres barcelenses.

O Pousa defronta, na próxima jornada, o Vila Chã (6º), em casa deste. Já em Alvelos haverá um confronto de “Águias”, com as de Alvelos a receberem os da Graça.

De relembrar que a Série A da 1ª divisão inicia apenas no próximo fim de semana, com os seguintes jogos:

FC Roriz “B” – Lousado;

Granja – Os Ceramistas;

Carreira – Viatodos.

Fotos: SMFC/AFCM/MARCA/GFCP.

Streetdogs angaria alimentos para animais abandonados em hipermercado

Atualidade/Concelho/Cultura/Mundo port

A barcelense Streetdogs vai estar presente no hipermercado Continente, de Barcelos, no próximo fim de semana (29 e 30 de setembro), para angariar alimentos para os animais abandonados.



Este é um evento a nível nacional, que envolve todos os hipermercados desta marca do País e diversas associações de proteção animal. O nome da campanha é ANIMALIFE.

A referida associação salienta que todos podem ajudar, adquirindo, no dia, produtos na loja para ajudar os animais abandonados e famílias carenciadas. Os principais produtos são: ração seca e húmida para cão e gato; trelas, coleiras e comedouros; produtos de limpeza; desparasitantes e areia para gatos.

Para saber mais, pode consultar a página Facebook do evento, em (basta clicar no link para aceder automaticamente):

https://www.facebook.com/events/244365299604571/

Imagem: STREETDOGS.

Frederico Oliveira sonha ser jogador profissional de basquetebol

Atualidade/Concelho/Desporto port

Frederico Oliveira é o “jovem que se segue” neste espaço onde temos vindo a revelar atletas e dirigentes que se destacam no Basquete Clube de Barcelos (BCB).



Este jovem atleta “coleciona” convocatórias para as seleções, sendo que esta é a terceira época em que representa o BCB, ambicionando tornar-se jogador profissional.

O seu empenho é tal que, para além dos três treinos semanais, ainda faz um treino diário por iniciativa própria. A sua vida é escola e basquetebol.

O apoio dos seus pais ao sonho de seu filho tem sido constante, tentando acompanhá-lo e apoiando-o. Segundo eles, o basquetebol tornou-o mais responsável, organizado e independente.

Tal como a maioria dos jovens praticantes de basquetebol, o seu sonho era ver um jogo de LeBron James, sendo que a sua admiração também recai em Zé Luís e no seu atual treinador, “Picasso”.

De acordo com uma fonte do clube, “toda a família BCB fica feliz em ver que todos os nossos atletas tem referências no clube”.

Foto: BCB.

Barcelos participa nas Jornadas Europeias do Património

Atualidade/Concelho/Cultura/Mundo port

O Município de Barcelos volta a associar-se às Jornadas Europeias do Património, que se realizam no fim de semana de 28, 29 e 30 de setembro, este ano sob o tema “Partilhar Memórias”.



O Gabinete de Arqueologia e Património Histórico da Câmara Municipal vai assinalar a efeméride, no sábado, 29 de setembro, no Museu de Olaria, com um encontro de jogos de tabuleiro, às 14h00, destinada ao público em geral. A atividade tem o apoio da Associação Cidade Curiosa, tem entrada livre, mas limitada à lotação da sala.

No mesmo dia, pelas 21h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, realiza-se uma tertúlia sobre a partilha das memórias, das tradições, dos usos e dos costumes no território de Barcelos, dinamizada por convidados com percursos de vida bem firmados no domínio da promoção e na preservação do património imaterial do concelho.

O tema em destaque nestas Jornadas Europeias do Património tem como objetivo fazer o encontro de gerações, através da partilha de vivências e, também, convidar os barcelenses a exercitar a memória e as capacidades intelectuais.

Fonte e imagem: CMB.

João Rodrigues (1º) e Carlos Peixoto (2º), dos Amigos da Montanha, no pódio do Trail Serra D’Arga

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo port

Atletas do Águias de Alvelos também em destaque

Os Amigos da Montanha (AM), estiveram presentes, no passado fim-de-semana, no Grande Trail Serra d’Arga, com a participação de dez atletas: Carlos Pedrinhas, Márcia Bandeira, Carlos Soares, Isabel Martins, Diana Ribeiro, Domingos Barros e José Carlos Araújo participaram na prova dos 53km; no Trail Kids, Rodrigo Araújo esteve em destaque ao vencer a prova dos mais jovens.



Na prova mais longa, de 80km com 4000m de desnível, os dois atletas da equipa de trail dos AM em competição dominaram, conseguindo conquistar os dois lugares mais altos do pódio da geral. João Rodrigues venceu, ao correr a prova em 10h14m. Já Carlos Peixoto foi o 2º classificado com o tempo de 11h17m.

A prova de 80km, que começou em Caminha às 6h00, levou os atletas a atravessar o rio Minho de kayak, para subir, em solo espanhol, o Monte de Santa Tecla. Depois de corridos 15km, os atletas regressaram, novamente de kayak, para território português, em Caminha, e daí correram até à Serra D’Arga. O percurso passou pelos locais mais altos, como a Igreja da Sra. do Minho, com 800 metros de altitude. João Rodrigues alcançou a frente da corrida aos 31km, conseguindo aumentar, desde esse ponto, a vantagem até ao final. Carlos Peixoto chegou ao 2º lugar aos 55km, sempre com a pressão do atleta espanhol que ficou no 3° lugar do pódio, consolidando a sua 2ª posição nos últimos 8km.

Atletas do Águias de Alvelos também em destaque

Como se pode constatar na foto de destaque, uma outra equipa barcelense esteve em destaque neste Grande Trail Serra D’Arga, organizado pela Carlos Sá Nature Events, do conhecido ultramaratonista barcelense que dá nome à empresa.

Assim, Ricardo Miranda conseguiu conquistar o 4º lugar da geral individual.

Já em GTSA Vertical, Bruno Ferreira foi 2º, cumprindo em 32m16s os 4km de distância, com 800m de desnível positivo.

Foto: DR (alterada).

Escolas da ACR Roriz conquistam 2º lugar no 12º BTT-XCO de Felgueiras

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo port

No passado dia 23 de setembro, realizou-se a 12ª edição do BTT-XCO de Felgueiras, numa organização conjunta do Bicicleta Clube de Felgueiras, Associação de Ciclismo do Minho e União de Freguesias de Margaride, Várzea, Lagares, Varziela e Moure.



Disputado no Monte de Santa Quitéria (Felgueiras), o traçado ofereceu um belo espetáculo para o público, visto que apresentou várias zonas técnicas e variações, entre subidas e descidas.

Uma das equipas participantes foi a barcelense ACR RORIZ SEISSA | KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT, que conquistou alguns bons resultados coletivos e individuais.

Assim, em Cadetes, Jorge Fernandes foi 4º. Em Promoção, Jorge Araújo foi 2º e João Braga 4º.

Nos escalões de Escolas, nomeadamente em Juvenis, João Martins foi o grande vencedor, com Diogo Carreiras a ir, igualmente, ao pódio, em 3º lugar. Já Guilherme Rodrigues foi 11º.

Em Infantis, Paulo Fernandes foi 3º e Gonçalo Rodrigues 10º.

O escalão de Iniciados teve Leandro Martins em 6º, Dinis Carreiras em 14º e Rodrigo Fernandes em 16º. Em femininos, Adelaide Palmeira foi 5ª.

Por fim, em Pupilos/Benjamins, Afonso Pereira foi 2º e Tomás Santos foi 5º.

Coletivamente, as Escolas da ACR Roriz conquistaram um bom 2º lugar da geral por equipas.

Fotos: DR e ACM/Jorge Almeida.

Centro Ciclista de Barcelos participa no Circuito de Lugo com João Afonso em destaque

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo port

No último sábado, o CENTRO CICLISTA DE BARCELOS AFF | ORBEA | ONDA | HM MOTOR deslocou-se a Espanha para participar no Circuito de Lugo, tendo realizado uma magnífica prova.



João Afonso conseguiu um grande 3º lugar da classificação individual, com Juliano Silva em 14º e João Silva em 17º. A lamentar apenas mais uma queda de Pedro Dias.

Coletivamente, a equipa de Barcelos conseguiu um bom 3º lugar.

Foto: DR.

Recolha de sangue e medula óssea em Oliveira

Atualidade/Concelho/Cultura/Mundo port

A freguesia de Oliveira recebe, no próximo dia 29 de setembro, na Junta de Freguesia, entre as 9h00 e as 12h30.



Esta recolha ficará a cargo da Barcelos Solidário – Benemérita Associação Humanitária dos Dadores de Sangue do Concelho de Barcelos, com o apoio da Junta de Freguesia de Oliveira, Paróquia e Instituto Português do Sangue e da Transplantação.

Imagem: BS.

Barcelense Mariana Ballester é a única mulher a concluir 80km no “Serra D’Arga”

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo port

O também barcelense João Rodrigues, dos Amigos da Montanha, vence a prova

A barcelense Mariana Machado Ballester foi a única mulher a concluir a modalidade “Aventura 80km” do Grande Trail Serra D’Arga (GTSA), entre Portugal e Espanha. A atleta cumpriu o exigente percurso em 14h30m51s.

Já o vencedor foi o também barcelense João Rodrigues, dos Amigos da Montanha, com o tempo de 10h14m13s.



O GTSA Aventura 80km foi a grande novidade da 8ª edição do evento. Com partida no centro de Caminha, seguiu-se a travessia do rio Minho em kayak, subida ao Monte Santa Tecla, regresso à mata do Camarido com nova travessia em kayak, subida ao Monte de Santo Antão, nova subida ao Monte da Sra. das Neves e entrada em Dem. Aqui, o percurso passou a ser coincidente com o do GTSA 53km, correndo os participantes dos 80 km em conjunto com os da versão de 53. Um grande desafio que uniu a volta completa à Serra D’Arga, com Caminha e La Guardia, na Galiza.

O imenso calor tornou a prova, já por si exigente, num enorme desafio cumprido apenas por 17 atletas.

Mariana Ballester é barcelense, 29 anos, assistente social, atual Presidente do Rotary Club de Brcelos e despertou para a corrida em 2015.  Com cerca de 3 anos no trail running, o seu currículo é tudo menos curto. As distâncias preferidas também não são curtas, pois Mariana Ballester aprecia as provas longas, acima dos 50K. Em 2018 sagrou-se vice-campeã nacional de Trail Ultra Endurance.

Os seus resultados mais relevantes incluem:

2016

– 1º lugar da classificação geral feminina no Estrela Açor – 185K;

– Vencedora do Troféu Território Centro.

2017

– 2º lugar da classificação geral feminina no Estrela Grande Trail – 109K.

2018

– 1º lugar da classificação geral feminina no Compressport Ultra Trail do Marão – 104K;

– 2º lugar da classificação geral feminina no Hard Trail Monte da Padela by compressport – 25K;

– 3º lugar da classificação geral feminina no Estrela Grande Trail – 109K;

– 1º lugar da classificação geral feminina no Oh Meu Deus! Ultra Trail Serra Da Estrela – 100 milhas/160K;

– 5º lugar da classificação geral feminina e 1º sénior na Riaño Open (48K) em Espanha;

– 2º lugar da classificação geral feminina no Campeonato Nacional Trail Ultra Endurance 100km/XIII Ultra Trail Serra da Freita.

Foto: DR.

 

Ir Para Cima