Arquivo Mensal

Julho 2019 - page 2

Caminhada Solidária em Balugães a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo port

Realiza-se no próximo dia 04 de agosto, pelas 9h30, em Balugães, uma Caminhada Solidária a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro.



A partida efetua-se junto à sede da Junta de Freguesia. A organização está a cabo da Delegação de Barcelos da Liga Portuguesa Contra o Cancro e da Junta de Freguesia de Balugães, onde se efetuam as inscrições.

Cada inscrição dá direito a t-shirt e água, num evento que está inserido nas Jornadas Culturais da Freguesia de Balugães.

Imagem: LPCC – DB.

XIII Jornadas Culturais em Balugães

Atualidade/Concelho/Cultura/Desporto port

Entre 2 e 4 de agosto, a freguesia de Balugães assistirá à 13ª edição das Jornadas Culturais, com um programa muito variado de atividades.



Assim, a 2 de agosto, pelas 20h45, abre a Feira do Livro. Segue-se uma sessão de teatro, pelo Grupo Vozes Outonais, uma homenagem aos alunos (ano letivo passado), uma atuação do Coro de Câmara de Barcelos, nova homenagem, apresentação da revista e “Porto de Honra”.

No dia seguinte, pelas 15h00, inicia o torneio de sueca. Já ao entardecer, pelas 19h30, há novo momento musical, com a Ronda da Ponte das Tábuas. Segue-se a entrega dos troféus do torneio de sueca, mostra gastronómica e sessão de teatro, com a peça “Pão Nosso”, pelo Teatro de Balugas.

Finalmente, domingo, dia 4 de agosto, logo pelas 9h30, realiza-se uma caminhada solidária em prol da Liga Portuguesa Contra o Cancro. Já à tarde, pelas 16h30, há jogo de futebol juvenil, seguido de outro, mas de veteranos. Pelas 19h00, há momento musical, novamente pela Ronda da Ponte das Tábuas, com a tarde a terminar com sardinha assada e caldo verde.

Imagem: DR.

Centro Ciclista de Barcelos em 4º no 30º Prémio de Ciclismo Silva & Vinha ADRAP

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo port

No passado domingo, realizou-se a 30ª edição do Prémio de Ciclismo Silva&Vinha ADRAP, em Penafiel, que contou com a presença de dezenas de equipas e jovens ciclistas das suas escolas.



Entre elas esteve o CENTRO CICLISTA DE BARCELOS AFF | H.M. MOTOR | FLYNX | LB SEGUROS | ORBEA | MARTINS SEGUROS | BARCELOS MUNICÍPIO, que conseguiu conquistar o 4º lugar coletivo.

Individualmente, em Pupilos, Rodrigo Lopes foi 5º e Duarte Marques 12º. Nos Iniciados, Rodrigo Assunção ficou em 14º, enquanto Paulo Bogo terminou em 11º, mas em Infantis.

No escalão de Juvenis, os gémeos Rodrigo e Leonardo Neves conquistaram o 3º e o 4º lugar, respetivamente. Já Hugo Leite ficou em 42º.

Fotos: DR.

Festa do Divino Salvador em Fornelos no próximo fim de semana

Atualidade/Concelho/Cultura/Mundo port

Entre 2 e 6 de agosto, Fornelos recebe mais uma festa em honra do Divino Salvador, com um programa repleto de momentos religiosos e muita animação.



Dia 02, pelas 21h00, realiza-se a procissão de velas, seguida de eucaristia. Segue-se, pelas 23h00, a atuação do grupo ZecAdegas. No dia seguinte, pelas 22h00, atua o humorista da terra, João Mendes, seguindo-se Adriana Lua.

Domingo, dia 04 de agosto, pelas 9h30, dá entrada a Banda de Música de Belinho (Esposende). Meia hora depois, celebra-se eucaristia em honra do Divino Salvador. À tarde, pelas 16h00, entra a Fanfarra de Santa Marta de Portuzelo. Uma hora depois, iniciam os atos religiosos, após os quais se dá a despedida da banda e da fanfarra.

Finalmente, terça-feira, dia 06, pelas 20h30, celebra-se missa solene em honra do Divino Salvador, seguindo-se a atuação do Grupo de Concertinas Joaquim Morgado.

Imagem: DR.

Festas do Divino Salvador em Campo entre 2 e 6 de agosto

Atualidade/Concelho/Cultura/Mundo port

De 02 a 06 de agosto, a Salvador do Campo celebra mais uma festa em honra do Divino Salvador, com um programa para 4 dias.



Dia 02, realiza-se a procissão de velas, seguida da atuação a Orquestra Flash Show e de DJ. No dia seguinte, depois da eucaristia atuam o Grupo Verde Canto e DJ.

Domingo, dia 04, celebra-se eucaristia matinal. Pelas 15h00, dá entrada a Fanfarra de S. Tiago de Carapeços, que participará nos atos religiosos, nomeadamente, na procissão. Findos os atos, atua o Rancho Infanto Juvenil de Carapeços.

Após um interregno no dia 05, a festa volta no dia 06, com eucaristia, seguindo-se o espetáculo de Rui Bandeira.

Imagem: DR.

FC Roriz apresenta equipa com 3 reforços ainda em falta

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo port

No passado dia 26 de julho, o Futebol Clube de Roriz apresentou a sua equipa principal que irá disputar a Divisão de Honra da Associação de Futebol de Braga.



Depois do 9º lugar alcançado no campeonato anterior, ficando dentro do top-10 que era seu objetivo, a equipa técnica continua a ser dirigida por Zé Carlos, acompanhado por André Caridade, Eduardo Vilas Boas e Mara Pereira.

O plantel será composto por:

Guarda-redes – Flávio e Xeixas;

Defesas – Mário Faria, Quaresma, Braga e Carlos Daniel (ex-Águias de Alvelos);

Médios – Edinha, Edu, Marques, Paulo Mota, Ricardo Araújo, Tiago Fernandes, André Silva e Robério Mavigner (ex- SALTO);

Avançados – Azevedo, Santos, Jeff e Coelho.

Zé Carlos salientou a este jornal que ainda estão em falta mais três reforços.

Foto: FCR.

Alunos de ATL de Vila Cova em aula no CKAB

Atualidade/Concelho/Desporto port

Sete alunos do ATL do Centro de Estudo “A+” de Vila Cova visitaram, ontem, o CKAB – Clube Karate de Barcelos, acompanhados pela sua professora Adília Coelho, para conhecerem a atividade do clube barcelense.



Entre as 15h00 e as 17h00 puderam participar numa aula que teve a componente de defesa pessoal, prevendo, por exemplo, situações de bullying, onde os alunos se empenharam arduamente.

Em nota, o Clube Karate de Barcelos “agradece ao ATL ‘A+’, em especial à Prof. Adília Coelho, a disponibilidade que tiveram”, deixando a esperança de que “a mensagem tenha passado para que estes meninos cresçam em confiança e segurança”.

Fotos: DR.

Festa do regresso gilista à I Liga é já no próximo domingo

Atualidade/Concelho/Cultura/Desporto port

Gil Vicente FC e António Fiúsa convidam a “família gilista” a participar

António Fiúsa, então Presidente do Gil Vicente FC e, agora, Presidente Honorário, prometeu, aquando da polémica despromoção do clube gilista aos nacionais, de que ofereceria um porco no espeto e champanhe aos gilistas por cada ano que o Gil Vicente FC estivesse arredado da Primeira Liga, competição de onde foi retirado, num processo que se viria a comprovar como tendo sido ilegal.



Desta forma, quer o presidente honorário, quer o próprio clube, decidiram cumprir a promessa e, tendo ficado o Gil Vicente FC fora da Primeira Liga por 13 anos, eis que haverá, no próximo dia 28 de julho, pelas 15h00, junto ao Estádio Cidade de Barcelos, 13 porcos no espeto, champanhe, música – com Quim Barreiros como “cabeça de cartaz” – e muita animação.

Imagem: DR.

Barcelenses Inspiradores: Daniel Costa

Nesta semana, apresentamos o dançarino Daniel Costa, depois de termos ficado a conhecer o percurso da yogi Adriana Torres.

Se tiver interesse em participar ou em sugerir alguém inspirador para esta rubrica, escreva para o email: barcelensesinspiradores@outlook.pt.



Daniel Costa nasceu a 29 de março de 1988, na cidade de Barcelos.

A dança sempre esteve presente na sua vida, mas só a partir dos 16 anos surgiu o interesse e as oportunidades de dançar «de facto». É professor do 1º Ciclo do Ensino Básico licenciado pela ESE-IPVC, curso que concluiu sem nunca desfocar do seu verdadeiro interesse e paixão: a dança! Iniciou-se nesta área artística em Barcelos, mas logo que teve oportunidade frequentou academias na Póvoa de Varzim, onde, na altura, a dança estava um passo à frente. O diploma em Dança pela PROMOFITNESS, assim como as formações anuais em Londres, chegariam alguns anos mais tarde, complementando a sua formação nesta área.

Em 2009, iniciou um projeto de «Dança para Todos», a ARCA Dance Studio, na Associação Recreativa e Cultural de Arcozelo (ARCA). Os objetivos eram simples: a dança, na sua forma mais lúdica, deveria ser acessível a todos e servir para desenvolver as capacidades artísticas das crianças e jovens e apoiar o desenvolvimento cultural da freguesia de Arcozelo e do concelho. Anos depois, o projeto tinha mudado completamente a face da associação no qual fora integrado e o panorama da Dança em Barcelos.

Atualmente, praticamente 10 anos depois, Daniel Costa tornou um pequeno grupo de crianças, que dançava de forma inocente, numa verdadeira escola, onde todos têm oportunidade de dançar e desenvolver as suas aptidões artísticas, culminando com as recentes conquistas no campeonato do mundo da dança, o Dance World Cup, de duas medalhas de ouro e uma de bronze, garantindo o 4º lugar para a escola portuguesa mais medalhada do concurso.



Quem és tu? Conta-nos quem és apenas como tu te conheces.

Ui, isto vai ser uma autorreflexão muito complexa: acho que pessoalmente sou muitas coisas, mas não sou nada simples e de fácil compreensão. Tenho um lado forte muito criativo e, por vezes, até infantil. A minha cabeça está sempre a imaginar e a criar coisas, raramente estou com os pés assentes no chão. Desde que me lembro que sou assim: quando andava na escola primária não conseguia estar atento nas aulas, estava antes a imaginar como seria se a escola fosse invadida por dinossauros! Sempre fui fascinado por tudo que era fantasia: livros, filmes, histórias, tudo! Penso que a minha paixão pela dança e pelas artes, no fundo, talvez tenha sido a forma que encontrei de trazer essas «fantasias» e «histórias» para a minha vida quotidiana e, naturalmente, de as contar e transmitir aos outros. Mas também tenho um lado social, mais maduro, de ligação aos meus amigos, à família e ao meu trabalho, de responsabilidade, participação e interesse por coisas mais sérias, como a Política e a História.

Podem entender como sonhos ou o que seja, mas traço-os como objetivos e, normalmente, corro atrás deles e, sim, todos aqueles dos quais fui atrás, que queria de facto, realizei.

O que fazes é uma extensão de quem és?

Sim, obviamente. Como disse, acho que a Dança foi uma forma que arranjei de exprimir tudo aquilo que me vai na cabeça. A ARCA Dance Studio foi um projeto ao qual já dediquei grande parte da minha vida, muito trabalho e muito sacrifício. É natural que seja um pilar insubstituível daquilo que sou hoje.

De que forma impactas a vida do próximo?

Isso é difícil de dizer…deveriam ser as pessoas a responder! Acho que, de uma forma ou de outra, estou ou já estive presente na vida de muita gente, proporcionei momentos únicos a grande parte delas: dei-lhes oportunidade de, tal como eu, viver os seus sonhos, crescer, fazerem parte de algo e trabalhar em função de um grupo. Isso são experiências e aprendizagens que marcam a vida das pessoas.

Se pudesses ter a atenção do mundo durante 5 minutos, o que dirias ou farias?

Que não deixem ninguém dizer-lhes o que podem ou não fazer! Sigam atrás daquilo que vocês acreditam e desejam! Conseguimos alcançar tudo com dedicação e, sobretudo, querer!

Ao longo da tua vida, quem foram algumas das pessoas que mais te influenciaram?

Eu acho que sempre tive uma personalidade muito marcada, objetivos e metas muito definidas, coisas que queria fazer. Não tive ninguém que me influenciou nesse sentido, no sentido de ser aquilo que sou hoje, mas tive pessoas que me inspiraram e, claro, apoiaram. Nesse sentido, a minha família foi a minha maior influência e suporte.

Atualmente, que figuras de influência tomas como exemplo?

Bem, esta pergunta para mim tem dois sentidos: primeiro, no plano profissional, claro que obviamente sigo o trabalho de vários professores, coreógrafos e bailarinos, mas ao contrário de muitos da minha área, que valorizam mais grandes artistas de renome, eu prefiro acompanhar pessoas como eu, que no dia a dia trabalham com crianças, jovens e adultos, e criam! Não estão nos Estados Unidos, nem em Londres, estão aqui, na Póvoa de Varzim, em Leiria, Vigo, no Porto. Eu acho que esse tipo de trabalho, sim, é uma referência para mim, sim, é algo que tem valor! São pessoas que se debatem, todos os dias, com variadas limitações e obstáculos e, mesmo assim, conseguem ir lá fora, conseguem fazer algo pela arte e a cultura nas suas cidades!

No plano pessoal, tenho outras referências, muitas políticas e históricas: adoro Winston Churchill, já li alguns dos seus livros, inclusive, as memórias da Segunda Guerra Mundial, e é talvez a personalidade mundial que mais me interessa e apaixona: foi e ainda é um verdadeiro exemplo de resiliência, defesa das suas convicções e, sobretudo, uma pessoa que lutou por aquilo que amava, neste caso, o seu país, até ao fim, apesar de todas as dificuldades e tropeções que teve pelo caminho.

Diz-nos um barcelense que te inspire e porquê.

Barcelenses que me inspirem? Eh pá, tenho pessoas que admiro! Há muito talento em Barcelos, é verdade, conheço alguns, sigo o seu trabalho e, claro, quero que continuem a ter muito sucesso: João Dias, Hugo Martins, vulgo Cálculo, que é meu familiar, Sílvio Ferreira, que também é bailarino e meu familiar (sim, tenho muitos artistas na família)! São pessoas super talentosas! Imensamente, diria!

Como gostarias de ser recordado?

Há uns 10 anos, quando iniciei o projeto da ARCA Dance Studio, perguntaram-me, numa entrevista da Rádio, como é que eu imaginaria a ARCA daqui a uns 10 anos. Eu disse que imaginaria que fosse um lugar de aprendizagem e formação de renome, que levaria a dança até muitas pessoas! E foi o que aconteceu! Quero que as pessoas se lembrem de mim como uma pessoa que levou a Dança até muita gente, que proporcionou, não só, momentos, mas também aprendizagens para a vida, a muita, muita gente! Alguém que mudou a face da dança no concelho!

Por: Sandra Santos (Poeta e Tradutora) e Iara Brito (Criminóloga)*.

(* A redação do artigo é única e exclusivamente da responsabilidade das autoras)

Ir Para Cima