Arquivo Mensal

Outubro 2019 - page 2

PSD Barcelos faz balanço muito crítico aos 10 anos de PS na Câmara

Atualidade/Concelho/Política Por

O Partido Social Democrata (PSD) de Barcelos enviou às redações o texto da declaração inicial da conferência de imprensa realizada no passado dia 28 de outubro, ao final da tarde, na sua sede.



Na mesma, foi feita a análise social democrata aos 10 anos de poder socialista na autarquia, com críticas àquilo que consideram ter sido a inação do executivo liderado por Miguel Costa Gomes e o PS, apontando falhas e falta de projetos. Termina, declarando que “o PSD está pronto para colocar Barcelos e os Barcelenses no rumo certo”.

Segue o texto na íntegra:

«10 ANOS DE PS NA CÂMARA – 10 ANOS PERDIDOS PARA BARCELOS!

No dia 11 de outubro de 2009, o PSD perdeu as eleições para a Câmara de Barcelos, após 33 anos de vitórias e gestão à frente do Município.

Nestes 10 anos, o PS geriu 10 Orçamentos, movimentou cerca de 600 milhões de euros e o Orçamento anual médio estagnou nos 60 ME, enquanto nos grandes Concelhos do Minho não parou de crescer.

Impõe-se, pois, fazer um balanço do que foi a evolução de Barcelos e seu Concelho ao longo de 10 anos de governação do PS.

Lembramos que, durante 10 anos, o executivo do PS beneficiou:

1 – Da confiança dos Barcelenses que lhes conferiu a maioria na Câmara por 3 vezes, 2009, 2013 e 2017, sendo que em 2017 a maioria foi relativa.

2 – Beneficiou de uma situação financeira estável da Câmara, cuja dívida contratualizada teve um baixo impacto no orçamento municipal.

3 – Beneficiou de transferências financeiras crescentes, por parte do Governo, mesmo durante os anos da Troika, entre 2011 e 2015, em que o Governo PSD/CDS foi obrigado a aplicar um programa de austeridade para recuperar o país da bancarrota do Governo PS.

4 – Beneficiou de todo um património municipal construído pelos executivos PSD desde 1976, em todas as áreas, com o qual pôde ou poderia desenvolver projetos de desenvolvimento para o Concelho.

5 – Beneficiou da implantação de equipamentos e instituições prestigiadas e consolidadas a nível nacional, com destaque para o IPCA e o Estádio Cidade de Barcelos, para estabelecer parcerias e desenvolver projetos.

6 – Beneficiou da construção de redes de água e saneamento básico com cobertura concelhia, com investimentos avultados, mas sem qualquer impacto nos orçamentos municipais.

7 – Beneficiou da confiança de Governos do seu partido PS durante 6 anos, sendo 2 anos com José Sócrates e 4 anos com António Costa, para sensibilizar e apoiar iniciativas e investimentos no Concelho.

Mas, durante 10 anos o PS não esteve à altura para dignificar e desenvolver o Concelho, nomeadamente nalguns sectores.

1 – A SAÚDE

Um novo Hospital para Barcelos, para substituir instalações que não se adequam às necessidades dos tempos atuais, continua por construir e os terrenos por adquirir por parte da Câmara.

Um novo Hospital cujo Acordo entre a Câmara e o Governo foi assinado em 10/07/2009, culminando um processo iniciado em agosto de 2007.

Durante 10 anos, o Presidente da Câmara e o PS deveriam ter a ousadia de confrontar os sucessivos Governos com o cumprimento da parte que cabia a Barcelos no Acordo, adquirir formalmente e na forma mais adequada o terreno a que estava obrigada, colocando o Governo numa posição de “sem mais desculpa”.

Não o fizeram, passaram o tempo enredados numa teia demagógica e de contradições e adiaram a construção de um Hospital que tanta falta faz para servir a saúde dos Barcelenses.

Nas novas Extensões de Saúde, foi construída a de Macieira, em curso à data de 11/10/2009, e a de Martim em 2018, em terrenos das respetivas Freguesias, ambas sem qualquer intervenção da Câmara de Barcelos.

Uma falha grave do Presidente da Câmara e dos executivos PS.

2 – As ESTRADAS MUNICIPAIS

Em outubro de 2009, a atual Via Circular à Cidade já estava construída, desde o complexo rodoviário da Ponte Nova até Rio Covo Santa Eugénia.

Durante 10 anos não foi construído um único metro desta Circular que tanta falta faz à Cidade e ao Concelho.

O acesso à Autoestrada A11 e as Variantes a Tamel S. Veríssimo, a partir da Rotunda do Andorinhas, e à EM 306, em Arcozelo e Vila Boa.

A ligação da Central Rodoviária ao centro da Cidade e à Estação do Caminho de Ferro encontram-se no mesmo ponto ao fim de 10 anos.

Temos 163 km de estradas municipais, em estado de degradação, um perigo para a segurança dos cidadãos, cujos pavimentos têm 20, 30 ou mais anos.

Temos 276 km de Caminhos Municipais, requalificados nos primeiros mandatos e quase todos até à década de 90.

O PS não teve competência para estabelecer um programa sustentado para, paulatinamente, fazer a requalificação das vias municipais.

Uma falha grave do Presidente da Câmara e dos executivos PS.

3 – Os APOIOS SOCIAIS

Os apoios sociais não evoluíram em 10 anos na proporção da evolução da sociedade e perante novas realidades e complexidades sociais que emergiram em 10 anos.

O executivo não teve ideias novas, não acompanhou, não esteve à altura de apoiar ou promover respostas sociais tão necessárias em diversos sectores e faixas etárias da população.

Na educação, na saúde, no emprego, na mobilidade, limitou-se a apoios tradicionais, sem qualquer inovação e evolução.

Uma falha grave do Presidente da Câmara e dos executivos PS.

4 – As PASSAGENS DE NÍVEL FERROVIÁRIAS

As Passagens de Nível são locais de insegurança e sinistralidade e, na zona urbana de Barcelos são próprias do TERCEIRO MUNDO, no centro de Arcozelo e junto à Estação CP, para além das situadas nas Freguesias, expõem os cidadãos a perigos que atentam contra a própria vida humana.

Tal como muitas outras Passagens de Nível, viárias e pedonais, nomeadamente em Carapeços, Silva, Moure e outras localidades.

Ora, a Câmara de Barcelos tinha o dever e a obrigação de acompanhar de perto os projetos e a execução das obras de modernização da Linha do Minho e exigir do Governo a eliminação dessas Passagens de Nível.

O Presidente da Câmara é a autoridade política de proteção civil a nível municipal, uma clara falha grave do Presidente da Câmara.

5 – Os FUNDOS EUROPEUS

A Câmara não acompanhou os Empresários e Instituições na captação de fundos europeus para investimentos, perderam-se e têm sido perdidos milhões de euros essenciais ao desenvolvimento.

A baixa captação de fundos europeus, pela Câmara, para construção e requalificação de estradas, escolas, espaços desportivos, parques industriais, pavilhão multiusos, obras e equipamentos municipais, está ao nível do que é conseguido pelos pequenos e médios Concelhos do Minho e claramente abaixo do que é conseguido pelos grandes Concelhos, Braga, Guimarães, Famalicão e Viana do Castelo.

Ao contrário do que é conseguido pelas Empresas de Barcelos, cujos Empresários colocaram Barcelos no TOP 5 a nível dos 86 concelhos da CCDRN em matéria de captação de fundos para os seus projetos empresariais.

Uma falha grave do Presidente da Câmara e dos executivos PS.

6 – O RIO CÁVADO

O Rio Cávado é lembrado uma vez por ano nos Jogos do Rio, da iniciativa de uma Associação, já com 20 edições na sua história.

À requalificação das margens iniciada em 2009, durante 10 anos não foi acrescentado um metro quadrado de requalificação de margens.

A dinamização da vida económica, desportiva, turística e recreativa está por fazer e a despoluição total foi interrompida devido à incapacidade do PS em resolver o Processo da Água.

7 – A ÁGUA e o SANEAMENTO

A promessa de baixar o preço da água em 50%, feita na campanha de 2009, foi uma mentira colossal para enganar os Barcelenses.

Em vez de negociar com a Concessionária, o Presidente da Câmara e os executivos PS passaram o tempo em Tribunais e arrastaram o Município para uma condenação colossal, cujo acordo tenderá para 100 milhões €.

Passados 10 anos, ainda não foi alterado o Contrato de Concessão, os preços não baixaram, não foram construídas mais redes de saneamento, uma ETAR nova está fechada há 10 anos, e outras por substituir, redes construídas e sem utilização, o ambiente e a despoluição do Rio Cávado a andar para trás.

Uma falha grave do Presidente da Câmara e dos executivos PS.

Mas, durante 10 anos o PS fez o quê?

1 – O Protocolo 200%

Estabeleceu um Protocolo 200% para transferência de verbas para as Juntas de Freguesia, para gestão, manutenção e conservação de vias e equipamentos.

Foi uma medida positiva, proporcional à dimensão de cada Freguesia, mas foi desvirtuada com uma cláusula que discrimina e diferencia as Freguesias, segundo a cor partidária de cada Junta.

2 – O Campeão dos Ajustes Diretos e da falta de transparência

A gestão da Câmara caracteriza-se pelo secretismo, opacidade e uma completa falta de transparência nos processos e nas decisões, campeão dos Ajustes Diretos, para aquisição de bens e serviços, em vez do concurso público sério, suspeitas de corrupção e prevaricação na Operação TEIA, negócios obscuros nas Obras da Rua Direita, duvidosos na Vigilância de Instalações, na contratação de Advogados, na Bomba de Arcozelo, etc.

3 – A Perseguição de Funcionários Municipais e o Familygate – Funcionários desvalorizados e perseguidos, colocados em locais impróprios para desempenhar funções condizentes com as suas habilitações e carreiras profissionais.

O Compadrio familiar composto por Sobrinho, o Genro, a Sobrinha da Irmã, o Filho do Padrinho na ACIB, a Sobrinha da VP, o Partido, a família dos PJ, etc.

Foram contratados funcionários na base do “amiguismo” em processos de recrutamento pouco transparentes, tendo como critério de necessidade o amiguismo e não as necessidades de serviço.

4 – A negligência na Linha de Muito Alta Tensão

O Presidente, os executivos PS, o Governo e os Partidos (Bloco de Esquerda e PCP) são os responsáveis pelo licenciamento da instalação da LINHA DE MUITO ALTA TENSÃO, no mandato anterior.

O Presidente da Câmara e o executivo PS não mostraram mestria neste processo, não negociaram o melhor traçado para Barcelos, o que poderá levar a arrancar com o projeto, com grande prejuízo para os Barcelenses.

5 – O Aluguer milionário dos Camiões do Lixo – cerca de um milhão de euros num aluguer, em vez da compra de uma frota própria. Porquê?

6 – As obras particulares polémicas – publicamente denunciadas como não tendo licença de construção e sem quaisquer esclarecimentos. Porquê?

7 – A prisão do Presidente da Câmara

10 Anos de gestão PS culminados com a prisão do Presidente da Câmara – com pulseira eletrónica, durante 130 dias, a MÃE DAS VERGONHAS para Barcelos, governar a partir de casa, proibido de contactar com os Funcionários, a INDIGNIDADE de não suspender, renunciar, devolver a palavra aos barcelenses, com novas eleições.

Sem comparação com a dignidade de Joaquim Couto, para quem contou mais a dignidade e o sentido de vergonha do que o apego ao poder!

É UM BREVE RESUMO DE 10 ANOS DO PRESIDENTE, DOS EXECUTIVOS E DO PS NA CÂMARA DE BARCELOS.

O PS LIMITA O DESENVOLVIMENTO DE BARCELOS. O PRESIDENTE, ESTÁ APEGADO AO PODER, PORQUÊ?

UMA SUBSERVIÊNCIA, MESMO PERANTE TODO ESTE PÂNTANO, POR PARTE DOS VEREADORES E PS. PORQUÊ?

Quando, após 10 anos passados à frente da Câmara Municipal de Barcelos, o executivo PS continua a empurrar para o Partido Social Democrata (PPD/PSD) as culpas pela sua incapacidade de cumprir as suas promessas, por Barcelos ficar para trás, o que dizer?

A NOSSA CIDADE E CONCELHO – BARCELOS – E OS BARCELENSES MERECEM SER O FOCO DA CÂMARA MUNICIPAL, EXIGEM UM TRABALHO INCANSÁVEL EM SEU SERVIÇO!

O PSD manterá o seu foco em Barcelos e nos Barcelenses, procurará por todos os seus meios inverter este ciclo que tanto nos tem entristecido.

Tudo faremos para que este desrespeito termine e se devolva a palavra aos Barcelenses, para desenvolvermos Barcelos!

O PSD está pronto para colocar Barcelos e os Barcelenses no rumo certo!»

Ainda não se conhecem reações do executivo camarário, nem do PS local.

Foto: DR (alterada).

Tomás Carvalho e Paulo Fernandes, da ACR Roriz, conquistam Campeonato do Minho de Ciclocrosse

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo Por

Disputou-se, este domingo, a 1ª Taça de Portugal de Ciclocrosse, em Melgaço, prova que atribuiu, também, os títulos de Campeões do Minho da especialidade, numa organização da Federação Portuguesa de Ciclismo e da Associação de Ciclismo do Minho, que contou com cerca de 270 participantes.



Paulo Fernandes, jovem atleta da ACR RORIZ SEISSA | KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT, foi o grande vencedor, em Juvenis, na 1ª Taça de Portugal de CRO e, assim, vencedor do respetivo Campeonato do Minho.

Diogo Miranda, também em Juvenis, foi 3° na Taça de Portugal e Vice-Campeão Minhoto; na 3ª posição do pódio minhoto ficou Gonçalo Falcão, sendo 13° nas contas da Taça. Gonçalo Rodrigues, que está no seu primeiro ano de juvenil, foi 17°.

Nos Juniores, Lucas Braga foi Vice-Campeão Minhoto e João Serre 3° classificado. Nas contas da Taça, foram 13° e 14°, respetivamente.

Em Cadetes, Tomás Carvalho conquistou o título Minhoto, tendo terminado em 3° na geral da Taça de Portugal. Foi acompanhado, no pódio, por Diogo Carreiras (2°) e João Martins, “vítima” de avaria mecânica, na 3ª posição. Ele que fez a sua estreia na categoria de Cadete.

Nas contas da Taça, Diogo Carreiras foi 11°, João Martins 15° e Pedro Pinto 17°. Nesta prova esteve também Afonso Luz, atleta que fez a sua estreia pela formação rorizense, mas que não concluiu devido a um furo.

Em Master 40, José Ribeiro foi 17° classificado.

Nesta competição estiveram, também, os sub-23 oriundos da formação de Roriz, nomeadamente, João Salgado (RP Boavista) e Pedro Lopes (UD Oliveirense), 1º e 2º classificados na categoria, Campeão e Vice-Campeão do Minho da especialidade.

A Taça de Portugal ruma, já no próximo domingo, para Santo Tirso onde se vai disputar a segunda etapa.

Fotos: DR

Susana Costa, da Casa do Povo de Alvito, convocada para a Seleção Nacional

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo Por

Susana Costa, jovem mesatenista da Casa do Povo de Alvito | BUTTERFLY Portugal, foi convocada pela Federação Portuguesa de Ténis de Mesa para competir no Open de Portugal de Jovens, a decorrer entre 13 e 17 de novembro, no Pavilhão Multiusos de Guimarães.



A jovem irá integrar a Equipa D – Cadetes Femininos, juntamente com Júlia Leal, da GDCS Juncal.

Esta é a primeira chamada à Seleção Nacional da jovem barcelense, de 11 anos e natural de Galegos Santa Maria, “que vê reconhecido o trabalho desenvolvido ao longo de vários anos na CP Alvito, aumentando, assim, o sentido de responsabilidade e dedicação ao Ténis de Mesa”, refere a equipa em nota, deixando um “agradecimento especial a todos os que apoiam e acompanham, diariamente”, o seu trabalho, nomeadamente, a Casa do Povo de Alvito, o Agrupamento de Escolas Vale do Tamel, o Município de Barcelos e a BUTTERFLY Portugal.

Fotos: DR.

Pereira acolhe nova recolha de sangue e medula óssea

Atualidade/Concelho/Cultura/Mundo Por

A Barcelos Solidário – Benemérita Associação Humanitária dos Dadores de Sangue do Concelho de Barcelos, em colaboração com a Apoio Humano de Pereira e o Instituto Português do Sangue e da Transplantação, realiza uma recolha de sangue e de medula óssea no próximo dia 03 de novembro, entre as 9h00 e as 12h30.



Esta recolha realiza-se no Centro Paroquial de Pereira e tem o apoio da Junta de Freguesia e da Paróquia de Pereira, assim como, da ACULDEPE.

Imagem: BS.

CKAB realiza ação de formação para jovens até aos 13 anos

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo Por

O CKAB – Clube Karate de Barcelos levou a cabo, no dia 27 de outubro, uma ação de formação para escalões até aos 13 anos e que decorreu no Pavilhão Municipal de Barcelos.



“Foi com enorme satisfação que recebemos, no nosso Dojo, os amigos do Ginásio Clube Vilacondense, Roriz (Santo Tirso), Guilhabreu e o CKAB”, salientou Porfírio Isidoro, responsável pelo clube barcelense.

Contando com cerca de quarenta karatecas, em Kata e Kumite, os treinos realizaram-se com animação e camaradagem, durante mais de duas horas, com um intervalo para hidratação entre todos os karatecas.

“O objetivo é melhorar a performance dos karatecas para as mais diversas atividades que os esperam. Temas que têm a ver com exames de graduação, competição, regras de arbitragem, regras dojokum, entre outros, que encerram o karateca no mundo do Karate. Contribuir, de uma forma concreta e desde muito cedo, para a inclusão de hábitos basilares ao desenvolvimento de qualquer karateca”, concluiu o responsável.

Fotos: CKAB.

Teatro Popular de Carapeços apresenta “TPE – Tudo Para Enterros” em Carvalhal

Atualidade/Concelho/Cultura Por

Esta será a terceira representação da Temporada Teatral 2019-2020

No próximo dia 02 de novembro, pelas 21h00, o palco do Salão Paroquial de Carvalhal recebe a peça “TPE – Tudo Para Enterros”, encenada pelo TPC – Teatro Popular de Carapeços.



Este será um evento de cariz solidário, já que o valor da entrada (2 euros) servirá para angariação de fundos para viagem dos alunos finalistas da Escola Secundária de Barcelinhos, sendo estes os organizadores desta atividade cultural, que conta com os apoios do Município de Barcelos, da Escola Secundária de Barcelinhos, Junta de Freguesia de Carvalhal, do Padre Paulo Sá, da Paróquia e do Grupo da Catequese de S. Paio de Carvalhal.

Imagem: TPC.

Caminhada Noturna do Halloween em Remelhe

Atualidade/Concelho/Cultura/Desporto Por

A Associação Remelhe Saudável leva a cabo uma Caminhada Noturna do Halloween, que se realiza no próximo dia 31 de outubro, em Remelhe.



O Parque de Merendas servirá de base para o início da caminhada, que será antecedida, pelas 21h15, da atuação do Grupo de Dança “Os Traquinas”. Pelas 21h30, inicia a 7ª edição desta Caminhada Noturna do Halloween.

A inscrição dá direito a bifana, bebida e sopa da bruxa. No final da caminhada, há a performance de um DJ convidado.

Imagem: ARS.

Sob o signo do seis

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo Por

Santa Maria, “Martim’s” e Granja em destaque

Esta foi uma jornada dos campeonatos distritais que teve a marca do 6 em alguns dos jogos mais importantes.



No Pro-Nacional, o Santa Maria (16º) recebeu o “lanterna vermelha” Serzedelo, que goleou por 6-0. Depois de na semana passada ter sido, surpreendentemente, goleado em Vieira do Minho, por 6-1, desta feita, os homens de Galegos Santa Maria “vingaram-se” e aplicaram a chapa 6 ao adversário desta semana. A seguir, vai aos antípodas. Se esta semana recebeu o último, para a próxima semana desloca-se ao terreno do líder, o Taipas.

Na Divisão de Honra, Série A, o destaque recaía no dérbi entre Martim (2º) e FC Roriz (13º). Os da casa venceram por 4-2, num jogo com 6 golos marcados. Para os de Martim segue-se novo jogo caseiro, frente ao Vila Chã (7º); para os de Roriz, segue-se novo dérbi, em casa, frente ao Pousa.

Pousa (3º) que se deslocou ao terreno do Caldelas (9º) e trouxe um empate a 1 bola.

O Águias de Alvelos (10º) foi derrotado pelo Celeirós (5º), fora, por 2-0. De seguida tem um confronto de Águias, em casa, recebendo os da Graça (4º).

O MARCA (14º) foi ao Sequeirense (11º) perder por 4-1, num resultado enganador, visto que apenas sofreram o 3º e 4º golos já nos últimos momentos do jogo, quando perdiam pela margem mínimo e ainda estavam dentro do jogo. Segue-se a receção ao Caldelas.

Na Série B, o Viatodos (5º) continua numa fase menos boa. Se na semana passada foi empatar ao terreno do vizinho – e “lanterna vermelha” – Louro, esta semana foi surpreendido em casa pelo Pica (8º), por 2-3. De seguida vai ao terreno do Polvoreira (4º), para tentar descolar deste adversário, visto estarem com os mesmos pontos.

Por fim, na 1ª Divisão, Série B, o Martim B (7º) travou o líder Carreira (6 lugares acima na classificação), com um empate caseiro a 1 bola. Os homens de Martim defrontarão, fora, o Realense (11º); os líderes recebem o Tadim (4º), num grande jogo em perspetiva.

Tadim que foi surpreendido pelo Granja (10º), que está 6 lugares abaixo na classificação, sendo derrotado em casa, pelos barcelenses, por 1-2. Na jornada que se segue o Granja recebe o Peões.

Por falar em Peões (14º), estes receberam a UD São Veríssimo (5º) e o marcador final apontou o empate a 3 golos, em mais um jogo com 6 golos. A equipa barcelense recebe, na próxima semana, o Soarense, 6º classificado.

Este Soarense que recebeu o “Os Ceramistas” (9º), num jogo que terminou empatado a 3 golos, em mais um jogo com 6 golos. Os homens de Galegos São Martinho descansam na próxima semana.

Por fim, mas não por último, o Ucha (2º) recebeu o Alegrienses (16º) e venceu por 2-0. De seguida, vai a Braga defrontar o Arsenal da Devesa (12º).

Fotos: AFCM/GFCP.

Orientação: Amigos da Montanha com pódios em Sesimbra

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo Por

A equipa de Orientação dos Amigos da Montanha (AM) participou, no passado fim de semana, em Sesimbra, em mais duas etapas da Taça de Portugal.



Os atletas dos AM tiveram uma prestação muito positiva. Em H16, Rodrigo Lima subiu ao 2º lugar do pódio; em H14, Duarte Reis e Diogo Rocha alcançaram os 2º e 3º lugares, respetivamente, e em D16, Mariana São Bento alcançou o 3º lugar.

Foram duas etapas de distância média disputadas em terrenos com características muito diferentes. No sábado, a prova decorreu em terrenos da Serra de Azóia, muito acidentados, com grande desnível a exigir boa condição física e muita atenção nas descidas. No domingo, a prova disputou-se perto da Lagoa de Albufeira, em terrenos de dunas e pinhais, que requeriam navegação cuidada e com muita atenção ao pequeno relevo.

Classificação final dos atletas dos Amigos da Montanha:

Duarte Reis, H14, 2º classificado;

Diogo Rocha, H14, 3º classificado;

Rodrigo Lima, H16, 2° classificado;

Mariana São Bento, D16, 3ª classificada;

Fábio Baptista, H18, 6º classificado;

Artur Cunha, H18, 7º classificado;

Anabela Freitas, D40, 8ª classificada; 

Jorge Silva, H55, 7° classificado.

Por equipas, os AM classificaram-se em 11º lugar entre 38 equipas presentes.

Fotos: AM.

Android Training Program no IPCA

Atualidade/Concelho/Cultura/Educação/Mundo Por

A Escola Superior de Tecnologia (EST), recebe o projeto Android Training Program, da Google, no próximo dia 30 de outubro.



Este programa, pioneiro na Europa, pretende formar 3000 portugueses em programação Android até ao final do ano. O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) é uma das cinco instituições a nível nacional, e um dos três politécnicos, a receber a formação da Google.

O Android Training Program divide-se em dois momentos, uma palestra e os codelabs.

Uma palestra sobre ecossistemas abertos e a nova abordagem para aprender de maneira eficaz e eficiente no desenvolvimento de software. Integração no Jam básico de estudos do Android;

Codelabs:

Criar uma aplicação Android em Java

Criar uma aplicação no Kotlin        

Criar uma aplicação com os componentes de arquitetura

Cada sessão será conduzida por um orientador.

Após os codelabs, os participantes poderão frequentar qualquer um dos três cursos de Android gratuitos disponíveis. Nestes, incluem-se o Android Basics (nível básico – 60 horas), Developing Android Apps (nível intermédio – 60 horas) e o Build Native Mobile Apps with Flutter (nível intermédio – 60 horas).

Já é a segunda edição do Android Training Program da Google a decorrer no IPCA. Face ao sucesso da edição anterior, Vítor Carvalho, diretor da Escola Superior de Tecnologia do IPCA, adianta que esta formação “permite fomentar o uso da tecnologia para suportes móveis numa das plataformas com maior potencial de desenvolvimento e implantação junto do mercado. Esta é apenas uma das iniciativas que a parceria que a Escola Superior de Tecnologia tem prevista com a Google, uma vez que no futuro irão ser consideradas colaborações no âmbito da investigação e desenvolvimento, nomeadamente na área da Inteligência Artificial”.

Em Portugal, a Google foi responsável, indiretamente, pelo emprego de cerca de 10.000 programadores portugueses, que estão sobretudo ligados à criação de apps para Android.

O programa decorre no dia 30 de outubro, entre as 15h00 e as 19h00. A participação é gratuita e as inscrições realizam-se através de https://events.withgoogle.com/android-training-program-pt/.

Foto: IPCA.

Ir Para Cima