Arquivo Mensal

Dezembro 2019 - page 3

Visitar as vinhas da Quinta do Tamariz, em Barcelos, é grátis até ao Dia de Reis

Atualidade/Concelho/Cultura Por

A Quinta do Tamariz, um dos mais antigos produtores de vinho da Região Demarcada dos Vinhos Verdes, cuja quinta se localiza na União de Freguesias de Carreira e Fonte Coberta, em Barcelos, oferece uma visita guiada às vinhas com prova de um vinho, de forma totalmente gratuita, até ao próximo dia 6 de janeiro, Dia de Reis.



Estas visitas gratuitas têm dois horários disponíveis: da parte da manhã às 10h30 e da parte da tarde às 14h30, de segunda a sexta, aos sábados só existe a visita da manhã no mesmo horário.

A Quinta do Tamariz já pratica o enoturismo desde finais da década de 70, sendo muitos os turistas que recebe, dos mais variados pontos do globo. “Esta iniciativa no Natal, em que muitos se encontram de férias, tem como objetivo dar-se a conhecer também aos portugueses, dado que se tem apercebido que há muitas pessoas que vivem próximo e que só agora estão a despertar para visitar a Quinta”, refere em nota.

A Quinta do Tamariz tem, também, em curso uma campanha de Natal na sua Loja da Quinta, com descontos em todos os produtos, o que pode ser uma boa oportunidade para quem quer encontrar vinhos diferentes, já que aqui pode encontrar vinhos que não se encontram na distribuição, assim como espumantes, aguardentes e outros produtos da quinta.

Na loja da Quinta existem também produtos de alguns artesãos de Barcelos.

A Loja da Quinta está aberta de segunda a sexta-feira, das 08h00 às 17h00 e aos sábados das 08h00 às 12h00. Mas é sempre possível receber os visitantes aos sábados desde que seja marcado antecipadamente.

Fonte e imagem: QT.

Entrem em 2020 com o pé direito!

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo/Política Por
Lucy Santos

Olá a todos os leitores do BnH!

No domingo passado houve derby em Barcelos.

Numa tarde chuvosa, o jogo aqueceu o dia que se adivinhava gelado.



Como sempre, gosto de ir mais cedo para o estádio para sentir todo o ambiente que se envolta sob o estádio. Este domingo não foi exceção. Ninguém esperava um jogo fácil, mas todos esperavam um bom jogo e um bom ambiente no estádio!

A verdade é uma: o Vitória move uma cidade!

Fora do estádio, viam-se bastantes adeptos do Vitória. Ao início até diria que eles estavam em maioria (?). Mas mais perto da hora do jogo, já se ia vendo vários adeptos da casa.

Deu para reparar que os adeptos visitantes vestiam orgulho, vestiam vaidade!

Deu-se o apito inicial e os apoios que se faziam sentir nas bancadas, afinal, não era apenas da equipa visitante! Nós também nos fizemos ouvir. E não foi só a claque que puxava pela equipa! Havia grupos que entoavam cânticos de apoio para puxar pela nossa equipa! E os golos não tardaram em chegar.

O primeiro surgiu aos 28m, por Claude, numa jogada em que Kraev fez a diferença e fez o passe para Claude, que colocou o Gil Vicente a vencer no marcador. Não tardava muito e numa jogada fantástica de Sandro Lima para Lourency, passando para Kraev, que fez o 2-0 e colocou o estádio de pé a aplaudir esta equipa tão iluminada.

Fomos para o intervalo a vencer por 2-0. Mas num instante o estádio gelou quando o Vitória marcou aos 68m e aos 85 viria a empatar, ditando o resultado final!

Resultado justo, visto que na primeira parte fomos fantásticos, organizados, destemidos. No entanto, a segunda parte foi toda do Vitória.

O destaque nesta segunda parte vai para Denis, que segurou sucessivos remates de Bruno Duarte e Bonatini e, ainda assim, segurou o empate!

O próximo jogo é sábado, às 17h00, para a Taça da Liga, contra o Rio Ave, em Vila do Conde! Este jogo serve apenas para cumprir calendário e rodar alguns jogadores, visto que estamos, matematicamente, fora da Taça da Liga!

Despeço-me desejando aos meus colegas do BnH e a todos os leitores, um Feliz Natal e, se não nos “virmos” antes, umas boas entradas! Entrem em 2020 com o pé direito!

Por: Lucy Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade da autora)

Soma e segue

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo/Opinião Por
Hugo Pinto

Esta semana, o habitual comentário aborda o atual momento do nosso Benfica, mais do que um ou outro jogo em particular.



Continuo a ser da opinião de que, não estando a jogar terrivelmente mal, também ainda não estamos no ponto em que acho que este Benfica poderia estar. Continuo a apreciar o trabalho de Lage, a gostar da sua postura e da forma como encara o futebol. De momento, não me parece que haja alguém mais adequado para o cargo. No entanto, não sei até que ponto ele teria/poderia repensar a forma como se vem jogando. O atual esquema tático funcionava muito bem com o João Félix em campo. Agora, sem ninguém que faça o mesmo lugar, originalmente, faz-me lembrar, um bocadinho, aquele sucedâneo de chocolate que se comia antigamente: parece quase a mesma coisa…mas não tem nada a ver. Daí, por mim, ou assumia o jogo com dois avançados “9”, ou procurava estudar outro esquema tático. Porque, na verdade, nas grandes provas “de fogo” que tivemos esta época (jogo contra o Porto e os da Champions) não fizemos uma figura por aí além. Diz o mister que RDT há de aparecer. Assim espero. Ao que parece, voltou a haver Pizzi…Cervi vai cumprindo. E, felizmente, vai estando lá o gigante brasileiro Vinícius, que parecendo que não, já leva 10 golos (atendendo a que não era primeira opção à data do início da corrente época), o que não é nada mal.

Dito isto, que pelo menos continuemos a vencer. Os adversários também não estão exatamente na melhor das formas, há que tirar partido. Chegados ao Natal, quase “campeões de inverno”. Porém, é em maio que se fazem as contas.

Viva o Benfica.

E pluribus unum

Por: Hugo Pinto*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Resposta à Parvoíce com Goleada

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo/Opinião Por

Alcochete Nunca Mais!

Ricardo Moreira

Bem-haja, caros leitores do BnH!

Já não bastava as sequelas que o ataque a Alcochete tem trazido ao Clube, eis mais um episódio asqueroso, de meia dúzia de energúmenos, na chegada do Sporting aos Açores. Parece que a estupidez desta espécie de gente não tem limites! Com energúmenos destes, que se dizem Sportinguistas, quem precisa de adversários?!?!



Alcochete é o nome do episódio mais vergonhoso da história do Sporting Clube de Portugal! Mas é muito mais do que isso! É o nome de um atentado cometido contra jogadores, técnicos, e o Clube em si!

Que esta escumalha seja banida e punida exemplarmente, de uma vez por todas!

Desta feita, respondemos, com uma goleada, às ameaças e insultos com que a equipa foi recebida nos Açores!

Bofetada de luva branca! Este é o caminho!

Santa Clara 0 – 4 Sporting Clube de Portugal.

Provavelmente, o nosso melhor jogo (da era Silas), tendo sido a segunda parte de grande nível! Exibição aliada ao resultado, sendo, na Liga, o nosso resultado mais volumoso da época! Consequente subida ao pódio.

Estamos longe os dois primeiros, é um facto! A escalada, agora, é bem mais complicada. Mas temos de defrontar Porto e Benfica, no próximo mês, e, quem sabe, pelo menos ficamos mais perto!

Desporto é Vida! Vive o Desporto com Respeito e Fair-play!

Por: Ricardo Moreira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Que 2020 seja um ano Azul e Branco

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo/Opinião Por
Vítor Sá Pereira

Olá, leitores do BnH! 

Antes de mais nada, quero começar com aquilo que é realmente importante, ou seja, quero desejar-vos um Santo e Feliz Natal e um Feliz 2020. Votos extensíveis às vossas famílias e amigos.



Mais uma semana com dois jogos e duas vitórias. Confesso que gostei da exibição frente ao Tondela. O FCP, quando marca cedo e primeiro, acaba por relaxar e joga com total discernimento.  O terceiro golo é, na minha opinião, uma “pintura” sobre um lindíssimo futebol apoiado. Vitória normal e justa.

Quanto ao jogo da Taça, foi uma vitória justa, mas escassa, devido ao número de oportunidades falhadas e também à boa exibição do GR André Ferreira.

Boa primeira e uma segunda parte num dilúvio e transformado numa batalha campal. A “Elsa” estava, de facto, agressiva e tirou alguns milhares de espectadores ao Dragão! 

Estou curioso com o sorteio da Taça.

Que 2020 seja um ano Azul e Branco e que seja um campeonato sem casos e sem polémicas. Não quero prever nada, quero apenas estar focado e apoiar. 

Desfrutem ao máximo da magia do Natal!

Sejam felizes e viva o FCP! 

Boas festas!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Novidades na 1ª e na 2ª

Atualidade/Concelho/Desporto/Opinião Por
Luís Gonçalves

Olá, caros leitores!

Aqui estou eu de volta aos grandes palcos. Aos palcos do nosso futebol popular de Barcelos.



E esta semana com novidades, quer na 1ª, quer na 2ª divisão.

Começo pela 1ª divisão, em que a jornada foi iniciada no sábado de tarde e logo com um jogo em destaque. O Carapeços (2º lugar) recebeu e venceu o Leocadenses (4º lugar). Esperava-se um jogo equiparado, mas os homens de Sérgio Gameiro levaram a melhor, vencendo por 3-0.

No mesmo dia, os líderes isolados, Leões da Serra, receberam e venceram o Perelhal.

Os pupilos de Miguel Campos regressaram às vitórias depois do empate obtido na transata semana.

Quem se atrasou foi o Remelhe (3º lugar), que foi a Fonte Coberta empatar a 2 e ficou, assim, a 5 pontos do líder Leões da Serra.

O destaque desta semana, na 1ª divisão, vai para o Carvalhal (13º lugar), que foi a Oliveira (5º lugar) vencer por 2-3.

Sendo assim, a luta continua a 3/4 equipas, sendo que o Leocadenses está a 8 pontos de distância e, na próxima jornada, será uma semana com grandes jogos. Assim sendo, destaco o Pereira-Leões da Serra, duas das melhores defesas do campeonato. Será que os ataques se irão superiorizar às defesas? E o jogo da jornada: Remelhe-Carapeços.

Na 2ª divisão, o líder Campo, que também jogou no sábado, recebeu e venceu o Silveiros, último classificado, por 4-0.

No dérbi da jornada, Estrelas (10º lugar) – São Martinho (2º lugar), os homens de Miguel Pereira venceram por 1-3.

O Feitos (4º lugar partilhado) empatou a 0 com o Bastuço (7º lugar) e atrasou-se para os lugares no pódio.

O outro 4º lugar partilhado pertence ao Pedra Furada, que recebeu e venceu o Cossourado, que ocupa o 3º lugar.

Mas quero dar uma palavra para 2 equipas: começo pelo Campo, que nas primeiras 4 jornadas tinha apenas 5 pontos. Daí para cá, soma 8 vitórias em outros tantos jogos! Simplesmente fantástico!

A outra equipa é o Pedra Furada. Na semana transata, falei-vos que o Pedra Furada, pé ante pé, ia subindo na tabela classificativa e assim é. Nas primeiras 4 jornadas tinha apenas 4 pontos. Daí para cá, rumaram 20 pontos, 6 vitórias e 2 empates. Nesta semana foi a 3ª vitória consecutiva. Fabuloso este Pedra Furada!

Na próxima jornada destaco o Silveiros-Feitos, Cossourado-Cambeses e três jogos que diria de não faltar: o dérbi Silva-Campo, Bastuço-São Martinho e o Águas Santas-Pedra Furada.

Jogos a não perder este fim de semana!

Por esta semana é tudo. Uma semana feliz, vos deseja o amigo Luís!

Por: Luís Gonçalves*.

Fotos: Márcio Fernandes.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Óquei de Barcelos vai a Viana buscar a liderança

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo Por

O título parece mesmo uma parte da letra da música celebrizada, e imortalizada, por Amália Rodrigues, “Havemos de ir a Viana”. Salvo a analogia, foi isso mesmo que o Óquei Clube de Barcelos (OCB) foi fazer a Viana do Castelo, ontem à noite, debaixo de tempestade: foi lá vencer e trazer de lá a liderança do campeonato.



Em jogo a contar para a 10ª jornada do Campeonato Nacional da 1ª Divisão de Hóquei em Patins, o OCB visitou a Juventude de Viana, debaixo da depressão “Elsa”, que ameaçou deprimir todos os presentes, originando quebras de energia, quebras no jogo e possível depressão barcelense, que após o interregno forçado e o intervalo se viu a perder no jogo, tendo que operar a reviravolta, entrando no trilho da vitória e da liderança do campeonato.

Com arbitragem de Paulo Rainha e Rui Torres, o jogo contou com os seguintes alinhamentos:

Juventude de Viana – Jorge Correia, Rémi Herman, Nuno Santos, Nelson Pereira e Luís Viana (cinco inicial); Bruno Guia, Francisco Silva, Rodrigo Martins, Gonçalo Neto e João Pedro Pereira (banco inicial); André Azevedo (treinador).

OCB – Ricardo Silva, Zé Pedro, Ezequiel Mena, Luís Querido e Franco Ferruccio (cinco inicial); Joka, Gonçalo Meira, Gonçalo Nunes, Miguel Rocha e Alvarinho (banco inicial); Paulo Pereira (treinador).

Zé Pedro abriu o marcador para os de Barcelos, aos 8 minutos. Após o interregno forçado pela falta de energia no pavilhão, os da casa empataram, por intermédio de Herman, aos 17’. Resultado ao intervalo: 1-1.

Na segunda parte, os vianenses entraram à frente do marcador, por João Pedro Pereira, aos 5’, na marcação de um livre direto a penalizar o OCB por cartão azul. Aos 12’, Luís Querido empatou, numa grande penalidade. Quatro minutos depois, Mena colocou o OCB na frente do marcador; quatro minutos depois Ferruccio aumentou a vantagem para 2-4 e Francisco Silva reduziu para 3-4, aos 22’, na marcação de novo livre direto por novo azul do OCB.

No final, vitória por 3-4 do OCB, que o colocou na liderança do campeonato com os mesmos pontos de SL Benfica e Sporting CP. Dia 21 de dezembro, sábado, pelas 21h30, o OCB recebe o Valongo.

Palavra final para a falange de apoio ao OCB, que foi uma peça fulcral nesta vitória. Para eles, tendo em conta o seu “amor” pelo seu clube, fica o refrão da música referida no início:

«Se o meu sangue não me engana

Como engana a fantasia

Havemos de ir a Viana

Ó meu amor de algum dia

Ó meu amor de algum dia

Havemos de ir a Viana

Se o meu sangue não me engana

Havemos de ir a Viana.»

(Pedro Homem De Mello / Alain Oulman)

Foto: AJV.

Câmara de Barcelos assina protocolo com Plano Nacional de Leitura 2027

Atualidade/Concelho/Cultura/Educação/Mundo Por

O Município de Barcelos e o Plano Nacional de Leitura (PNL2027) assinaram, no passado dia 17, a Adenda ao Acordo de Parceria celebrado em 2018, numa cerimónia realizada nos Paços do concelho, representada pelo Presidente da autarquia, Miguel Costa Gomes, e pela Comissária do PNL, Maria Teresa Calçada.



A implementação do Plano Local de Leitura (PLL), no Município de Barcelos, prevê a execução de ações, um conjunto de novos projetos e a manutenção de outros, que estão consagrados na adenda ao Acordo.

Este Acordo tem como objetivo o desenvolvimento e operacionalização do Plano Local de Leitura (PLL) do Município de Barcelos e é instituído com o fim de dar expressão a uma política municipal de promoção e capacitação para a leitura, a escrita e as literacias, em nome de uma Política Nacional de Leitura.

Para o Presidente da Câmara Municipal, Miguel Costa Gomes, a estratégia deste plano é importante para “alimentar a formação dos nossos jovens, de hábitos que é preciso não perder, de cultura e de conhecimento, e o Município de Barcelos associa-se a esta iniciativa porque é uma forma de partilhar aquilo que são as necessidades ou exigências da educação”. Adiantou ainda que é muito importante incutir hábitos de leitura nos mais novos, por isso deverão ser “feitas muitas atividades em conjunto com as escolas, de forma a existir uma maior promoção da mesma”.

Maria Teresa Calçada destacou de igual forma a importância do Acordo, referindo: “o que desejamos é que através deste Acordo consigamos alavancar as múltiplas ações que já fazemos e que possamos dar uma escala diferente ao agrupá-las. Vai permitir, ainda, colocar a questão da leitura e da literacia no coração das atividades que merecem ser reconhecidas socialmente”.

Este novo compromisso centra-se na construção do Plano Local de Leitura (PLL) de Barcelos, que inclui três novos projetos, sendo eles: “Fabriler” um projeto de sensibilização para a leitura e a escrita junto dos trabalhadores de empresas de Barcelos; a Bebeteca que tem como objetivo criar condições, para que, de forma precoce, se verifique a aproximação ao livro e a aquisição de vocabulário preciso e diversificado como um meio eficaz para prevenir dificuldades de aprendizagem futuras; a Sala de Leituras do Futuro: que tem como finalidade apoiar a comunidade escolar no aumento do nível de sucesso das aprendizagens curriculares, ao disponibilizar recursos que permitam práticas pedagógicas inovadoras e ao programar ações formativas para professores no âmbito da conceção de práticas de transformação pedagógica.

Pretende-se: fomentar a utilização autónoma, quer por associações do concelho, quer individualmente, por famílias, crianças, jovens e adultos, bem como contribuir para os objetivos do PNL, concedendo apoio técnico aos programas do Plano, através dos competentes serviços de Educação e Cultura e das Bibliotecas Públicas, enquanto agentes privilegiados na promoção da leitura; contribuir para a promoção da leitura na sala de aula e em outras atividades das escolas, financiando a realização de atividades de promoção da leitura nas escolas e respetivas bibliotecas escolares que servem o agrupamento, os jardins de infância e as escolas do ensino básico, tais como a Semana da Leitura e/ou atividades programadas ao longo do ano letivo; promover e financiar a realização de eventos destinados à promoção da leitura, e/ou disponibilizar apoios logísticos e equipamentos para o mesmo fim; apoiar o desenvolvimento da Rede de Bibliotecas Escolares, bem como facultar elementos acerca dos projetos e iniciativas de promoção da leitura, realizados a nível autárquico, para possibilitar a respetiva divulgação no sítio do PNL.

Os Planos de Leitura Local constituem-se como um referencial para a ação e expressão do compromisso dos municípios portugueses para com os valores e princípios do PNL2027, beneficiando em cada território de um trabalho colaborativo ancorado nas Comunidades Intermunicipais (CIM) / Áreas Metropolitanas (AM) e respetivas circunscrições territoriais (CCDR), devendo dar lugar a projetos de candidatura financiáveis quer no atual quadro comunitário Portugal 2020 quer no futuro Portugal 2030.

Fonte e foto: CMB.

IPCA celebra 25º aniversário com Homenagem ao Professor João Carvalho

Atualidade/Concelho/Cultura/Educação Por

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) celebra, amanhã o seu 25º aniversário. Esta data fica marcada com uma semana de atividades organizada pelas Escolas (docentes, estudantes e funcionários) e Unidades da Instituição tendo como ponto alto a Sessão Solene do Dia do IPCA, onde o Professor João Carvalho vai ser homenageado.



As celebrações têm início com a Sessão Solene, com as intervenções do Presidente do Conselho Geral do IPCA, da Presidente do IPCA, do Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, do Presidente da Associação Académica e do Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. Como habitual na cerimónia serão entregues os prémios aos estudantes do IPCA que pretendem incentivar e estimular o bom desempenho académico. Os prémios contam contributo do Banco Santander Universidades e um conjunto de empresas e entidades da região.

Ainda no decurso da sessão, e como ponto alto, será homenageado o Professor João Carvalho, sendo apresentado o livro “Em Memória de João Carvalho: Estudos sobre Política, Finanças e Contabilidade Pública”, seguindo-se um conjunto de intervenções de amigos e instituições.

A manhã termina com um almoço solidário com toda a comunidade académica, em que cada pessoa contribuiu com a doação de bens alimentares a favor da loja social do IPCA e de instituições sociais de Barcelos.

As comemorações do Dia do IPCA terminam com a Gala dos 25 anos do IPCA, com a presença de dirigentes, docentes, funcionários e convidados externos.

Fonte e foto: IPCA.

ACR Roriz: José Ribeiro e Manuel Miranda em provas fora do concelho

Atualidade/Concelho/Desporto/Mundo Por

O Master 40 da ACR RORIZ SEISSA | KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT, José Ribeiro, rumou, mo passado domingo, a Vila Nova de Quires – Marco de Canaveses, onde foi o único representante da equipa rorizense, na segunda prova da Superliga de Ciclocrosse da AC Porto, tendo registado o 6º lugar na sua categoria.



A próxima competição de ciclocrosse é em Paços de Ferreira, no dia 28 de dezembro, e é pontuável para a Taça de Portugal.

Já o Manuel Miranda participou, também nesse domingo, no Trail das Andorinhas, que se realizou na Póvoa de Lanhoso, onde obteve o 14° lugar da geral e 4° no escalão M50, na distância de 11 Km, com o tempo 1h05m.

Foto: DR (alterada).

Ir Para Cima