Algumas mexidas nos topos das tabelas

Janeiro 23, 2020 Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião

São Martinho inaugura o sintético

Gonçalo Santos

Olá, família do futebol popular!

Esta semana, volto a escrever sobre o “nosso” futebol, se bem que, num registo diferente do habitual.



Não há melhor forma de abrir uma crónica do que falar de algo positivo. E quem tem motivos para festejar é mesmo o S. Martinho, que esta semana estreou o seu relvado sintético e logo com uma vitória. Não poderia deixar de elogiar o arrojo e a coragem do S. Martinho em, num espaço tão curto de tempo, conseguir concretizar um projeto que vem enriquecer o clube, a freguesia, o concelho e o futebol popular.

Quanto ao jogo em si, foi de nota artística baixa, tanto por parte do S. Martinho, como do Cristelo. O Cristelo começou em vantagem, usufruindo de um erro defensivo que permitiu que o seu homem aparecesse em posição privilegiada e concretizasse o 1 – 0. O golo do empate acontece também derivado de erro defensivo, desta feita de uma má abordagem ao lance, que originou um autogolo do Cristelo. O empate seguiu para o intervalo e com o S. Martinho reduzido a 10 jogadores por expulsão. Já em meados do segundo tempo, o S. Martinho, numa transição rápida e numa jogada de génio de Abelheira, que assistiu o goleador Luís, deixando este isolado, em que, num remate cruzado, fez balançar as redes e deu o golo da vitória ao S. Martinho.

O Campo escorregou em casa, diante do Águas Santas, e deixou o S. Martinho cada vez mais isolado no primeiro lugar. O Feitos segurou o terceiro posto e aproximou-se do Campo, estando agora a um ponto do segundo lugar. O Silveiros é o destaque negativo porque ainda não venceu esta temporada.

Na primeira divisão, os três primeiros cumpriram com as obrigações e mantiveram as posições, liderando os Leões da Serra e perseguindo o Carapeços e o Remelhe. O Oliveira venceu, e ultrapassou o Leocadenses na tabela classificativa, sendo o novo dono da 4ª posição. O Leocadenses, que iniciou bem o campeonato, tem perdido algum fulgor e já está a uma distância significativa dos primeiros classificados.

Na cauda da tabela, o Aborim conseguiu fugir aos lugares de despromoção, em troca com o Fonte Coberta, que mesmo com novo treinador continua em apuros e agora nos lugares de despromoção, juntamente com Fragoso e Lijó.

Grande abraço do amigo Gonçalo Santos para a Família do Futebol Popular.

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima