Barcelos integra a rede Autarquia Familiarmente Responsável

Novembro 14, 2019 Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo, Política

O Município de Barcelos foi distinguido como “Autarquia + Familiarmente Responsável 2019”, uma nomeação atribuída pelo Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis (OAFR) que fará a entrega da respetiva bandeira, numa cerimónia que decorrerá em Coimbra, no dia 27 de novembro.



Na edição deste ano dos prémios do Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis, a 11ª, foram distinguidos 76 municípios portugueses, sendo que no distrito de Braga essa distinção foi também para os municípios de Amares, Braga, Cabeceiras de Basto, Vila Nova de Famalicão, Póvoa de Lanhoso e Vieira do Minho.

Este prémio visa reconhecer as boas práticas no âmbito das políticas familiares e distinguir os municípios que investem na execução de uma política integrada de apoio à família. Neste sentido, o Município de Barcelos, enquanto entidade empregadora, ”adota medidas que facilitam a conciliação da vida familiar e laboral dos seus trabalhadores”.

Para Armandina Saleiro, Vereadora do Pelouro da Ação Social, esta distinção deve-se “à política de desenvolvimento social criada pela autarquia que muito tem apoiado os munícipes, as famílias e as pessoas mais carenciadas do concelho”. E acrescenta que “existe um compromisso social e este galardão é também o reconhecimento das dinâmicas sociais que temos implementado. Sempre definimos a área do apoio social como uma das prioridades da nossa atuação e o facto de recebermos este título, é algo que nos deixa muito orgulhosos e satisfeitos”, salienta a responsável pela área social.

“Ciente de que a família é um marco de coesão social insubstituível para o bem-estar da população e promove a integração social no território, o Município de Barcelos promove medidas facilitadoras da vida familiar”, refere em nota.

“Neste contexto, tem vindo a implementar diversas medidas e políticas sociais familiarmente responsáveis, nomeadamente na habitação, através da redução do IMI para as famílias numerosas, assim como no arrendamento habitacional e habitação social em que é concedida, pelo Município, uma majoração de 30%, às famílias com três ou mais filhos e de 20% às famílias monoparentais”, continua.

“Ainda neste alinhamento, ao nível cultural há uma grande preocupação, por parte do Município, em conceber programas adequados à participação das famílias. Destacam-se algumas das iniciativas na área cultural, bem como nas áreas de educação e formação. Neste caso, destacam-se o apoio ao transporte escolar, o apoio nas refeições escolares, a oferta de manuais escolares, bolsas de estudo para os estudantes do ensino superior, o projeto de intervenção psicossocial e psicoeducativa. Na área da saúde, através dos projetos Barcelos a Sorrir, Promoção da Saúde Ocular e Auditiva e Promoção de Imagem e o Transporte Solidário”, conclui.

A avaliação do Observatório das Autarquias + Familiarmente Responsáveis tem em conta fatores ligados à política integrada de família, aos facilitadores de uma política familiarmente responsável e à responsabilidade social dentro da autarquia.

Fonte e foto: CMB.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima