Bela Exibição

Novembro 6, 2020 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião
Ricardo Moreira

Bem-haja, caros leitores do BnH.

Foi uma bela exibição a que tivemos em Alvalade, contra o Tondela. Verdade que o adversário não jogou “fechado a 7 chaves” e isso foi libertando o talento dos nossos jovens, os lances de golo foram-se sucedendo e só a falta de pontaria dos nossos, e o engenho ou a sorte do guarda-redes deles, não ditaram uma goleada das “antigas”! Sporting Clube de Portugal 4-0 Tondela. Bela exibição, culminada com a liderança no Campeonato!



O caminho é longo, muito longo ainda…mas o bom é que estamos a crescer como equipa!

Eu tinha dito que não temos um ponta de lança de outros tempos, como já tivemos, mas que, mesmo assim, a equipa sai a ganhar em jogar com o ponta de lança de raiz, que dispomos, Sporar, em vez de tentarmos colmatar essa posição com Jovane, que não rende minimamente nessa posição.

É certo que um avançado precisa de golos para ganhar confiança! E que Sporar não é um goleador nato! Sporar joga muito melhor no apoio, como se viu nas assistências que fez. Falta-nos um goleador que marque 15-20 golos por época, é um facto, para sermos bem mais fortes! Mesmo assim, acho que jogamos muito melhor com Sporar, do que com Jovane, naquela posição!

Desta feita, jogámos com a dupla Palhinha-João Mário no meio-campo. Se Palhinha traz outra consistência ao meio-campo defensivo, João Mário acrescenta-lhe classe, com uma capacidade de passe acima da média. Jogando um pouco mais à frente, “Pote”, que é mesmo reforço de peso e tem pormenores que são uma “delícia” de ver, que desequilibram e decidem jogos, embora tenha, ainda, que decidir melhor em certas situações.

Vários jogadores continuam a crescer e a melhorar de jogo para jogo. Rúben Amorim é o grande responsável por isso! Não prometeu mundos e fundos, não prometeu arrasar adversários, respeita-os a todos por igual e com grande afinco e dedicação, e, claro, com a sua enorme categoria como treinador, tem trabalhado muito bem, com esta grande maioria de jovens que, felizmente, também têm mostrado vontade. Vontade de jogar à bola, que é diferente de vontade de jogar futebol. Vontade de aprender e crescer!

Vamos ter dias maus (como foi contra o Lask Linz) e nesses é que temos de saber reagir, levantarmos a cabeça e continuar a notar-se esta alegria nos jogadores. Notar-se que gostam de fazer o que fazem. Lutarem e “irem a todas” com a irreverência da juventude, sem nunca se exigir ainda demasiado, nem, tão pouco, que vamos arrasar! Estamos a caminhar, a crescer, focados no caminho certo e isso, neste momento, é bem mais importante do que a liderança, pois o caminho ainda é muito longo!!!

Sinceramente, onde os sinto mais frágeis é na fase de construção. Três centrais com dificuldades a iniciar a primeira fase de construção, a partir da defesa. Chega a criar alguns calafrios a forma como se trocam passes tão perto da nossa baliza, alguns deles errados que, contra uma equipa mais eficaz, podem, muito bem, proporcionar golo ao adversário.

Acima de tudo, continuemos assim, a crescer, serenos e realistas! Sem euforias despropositadas. Pois, verdade seja dita: ainda só vamos na sexta jornada!

O caminho faz-se caminhado…e o caminho ainda é muito longo, e é fundamental não dar como adquirido mais do que o pretendido!!!

Desporto é Vida! Viva o Desporto com Respeito e Fair-Play.

Por: Ricardo Moreira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima