Câmara de Barcelos leva nova ARU e Ecovia do Cávado à Assembleia Municipal

Abril 24, 2019 Atualidade, Concelho, Política

A Câmara Municipal de Barcelos deliberou, por unanimidade, em reunião ordinária de 17 de abril, remeter à Assembleia Municipal a proposta de delimitação da Área de Reabilitação Urbana (ARU) Barcelinhos Poente.



A criação desta ARU resulta da alteração da delimitação da ARU Barcelos Nascente Dois, conforme deliberação tomada pelo executivo municipal em 22 de fevereiro passado, que deu origem à referida ARU Barcelinhos Poente, a ARU’s Barcelos Nascente Dois e a ARU Barcelos Nascente 3. O objetivo desta alteração prendeu-se com a necessidade de ajustar a ARU Barcelos Nascente Dois às dinâmicas diversas que a compõem tendo em vista a adoção de estratégias mais eficientes na atuação dos agentes no seu território.

Também na mesma reunião, o executivo municipal deliberou, igualmente por unanimidade, a remessa à Assembleia Municipal da proposta de aprovação da nota descritiva, bem como a planta geral do projeto relativo à “Ecovia do Rio Cávado entre Fornelos e Pousa”, para efeitos de declaração de Reconhecimento de Interesse Público, tendo em vista a construção desta estrutura na margem esquerda do Rio Cávado.

Ainda na reunião ordinária de 17 de abril, o executivo municipal aprovou diversos acordos de colaboração com associações culturais e dois contratos de desenvolvimento desportivo.

Os acordos de colaboração foram estabelecidos com o Centro Cultural de Barcelos, com o Círculo Católico de Operários de Barcelos, com 16 grupos folclóricos não federados do concelho de Barcelos, com a Fábrica da Igreja Paroquial de Areias de Vilar e com a ACOBAR – Associação de Colecionismo de Barcelos. Estes acordos preveem comparticipações financeiras do Município no valor global de 59.700,00€, podendo essa comparticipação aumentar em relação aos grupos folclóricos se estes promoverem festivais ou participarem em festivais internacionais.

Ainda na área cultural, regista-se a aprovação de um subsídio de 5.000,00€ à Feira da Isabelinha e um subsídio de 3.000,00€ à Associação dos Amigos de D. António Barroso e à Postulação da Causa da Canonização de D. António Barroso.

Quanto aos contratos de desenvolvimento desportivo, foram aprovados dois e contam com uma comparticipação financeira global do Município, no valor de 98.500,00€. Um com a Federação Portuguesa de Natação, tendo em vista a divulgação e prática da natação; outro com a Sociedade Columbófila do Souto, para a modalidade da columbofilia.

O executivo aprovou, também, um conjunto de subsídios a cinco freguesias, no valor global de 54.748,00€, referentes a comparticipações em obras de vias e equipamentos públicos e transporte de alunos.

No âmbito social, destaca-se o apoio ao arrendamento habitacional de 40 agregados familiares.

Fonte e foto: CMB.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima