Capítulo 34 – O poder da alimentação

Setembro 9, 2020 Atualidade, Concelho, Opinião, Saúde
Sara Barbosa

Cada vez mais, tenho estudado a influência da alimentação em diversas patologias. Como sabem, tudo aquilo que ingerimos interfere bastante no nosso bem-estar físico e mental e também na nossa qualidade de vida.



Quando temos algum problema de saúde ou alguma tendência a ter certas patologias, devemos, acima de tudo, identificar as causas e tentar prevenir ou reverter a situação.

É muito importante restabelecer a nossa saúde e ajudar a proteger o nosso corpo da doença no futuro. Portanto, é essencial compreender, em primeiro lugar, o que nos leva a ficar doentes (mesmo a nível de problemas de saúde comuns, como uma gripe ou constipação), aprendendo a lidar com as causas e, em segundo lugar, direcionar o nosso estilo de vida para a recuperação dessa mesma doença.

Na minha opinião, quando alguma patologia está instalada, devemos procurar solucioná-la da forma mais natural possível e da forma mais personalizada possível. Mesmo que a patologia presente seja a mesma patologia do vizinho, as causas e os fatores individuais intrínsecos podem não o ser e, como tal, o procedimento para a cura não será o mesmo.

Também a nível de prevenção da doença e da manutenção de um bom estado de saúde é importante termos o nosso balancé inclinado para o lado bom – para o lado caracterizado por uma dieta nutricionalmente rica, pobre em alimentos refinados e inflamatórios, por exercício físico regular, por boa hidratação diária e por descanso. Se, ao invés disso, tivermos o nosso balancé inclinado para o lado mau, o nosso sistema corporal fica desequilibrado e poderá surgir o estado de doença.

Já Hipócrates dizia: “Quando os pecados suficientes [contra a natureza] se acumulam, a doença resulta subitamente”.

Imagem: BnH

Patrick Holford refere no seu livro “A Saúde Pelos Alimentos” que “as doenças não são causadas por uma deficiência de fármacos”, mas sim, por exposição a vários fatores de risco, como uma “dieta deficiente, falta de exercício, stress, má postura, tabagismo, consumo de álcool, poluição, falta de luz solar, sono insuficiente falta de amor e diversão”.

Os nossos atos de hoje têm consequências no amanhã, num futuro mais ou menos próximo. “A prevenção é muito melhor do que a cura”! Por isso, cuidem da vossa saúde.

Por: Sara Barbosa*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade da autora)

Foto: DR.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima