Arquivo de Categorias

Atualidade

RECOVERY IPSS é aceite na Federação Mundial para a Saúde Mental e vence Prémio Cinco Estrelas Regiões 2020

Abril 10, 2020 em Atualidade, Concelho, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

Maior organização na área da Saúde Mental a nível mundial

Estes não têm sido bons tempos, quer para os barcelenses e portugueses, quer para a população mundial, devido às privações originadas pela pandemia COVID-19. Mesmo estando na linha da frente e mantendo as suas Unidades abertas, e com todas as dificuldades daí inerentes, a barcelense Associação RECOVERY IPSS, que atua na área da Saúde Mental, trouxe para Barcelos duas boas notícias: foi aceite como Membro Eleitor da Federação Mundial para a Saúde Mental e venceu, pela segunda vez consecutiva, o Prémio Cinco Estrelas Regiões (Braga) 2020.



O dia 03 de março de 2020 ficará marcado para sempre na história desta IPSS, pois assinala o momento oficial da sua entrada, como Membro Eleitor, naquela que é considerada a maior organização representativa na área da Saúde Mental a nível mundial, a Federação Mundial para a Saúde Mental.

Esta entrada foi aprovada pelo Conselho de Diretores da referida Federação, após convite de formalização de candidatura endereçado a Miguel Durães, Presidente da Direção da RECOVERY IPSS, pela atual Presidente do Comité Executivo, Ingrid Daniels, que esteve presente, no início de dezembro passado, no I Congresso RECOVERY Portugal 2019, presidido pela Ministra da Saúde, Marta Temido.

A Federação Mundial para a Saúde Mental é uma organização internacional, fundada em 1948 para promover, entre todos os povos e nações, a prevenção de distúrbios mentais e emocionais, o tratamento e cuidados adequados das pessoas com esses transtornos e a promoção da saúde mental, tendo como missão “promover o avanço da consciencialização em Saúde Mental, prevenção de transtornos mentais, advocacia e intervenções focadas na recuperação de melhores práticas em todo o mundo”, conforme se pode ler na sua página oficial (https://wfmh.global/).

Já a RECOVERY IPSS, que terá o estatuto de Membro Eleitor – o mais alto de entre os membros e único a necessitar de aprovação pela Direção, tornando-se parte da sua organização corporativa, havendo, ainda, os Afiliados e os Individuais – é uma Instituição Particular de Solidariedade Social Sem Fins Lucrativos, fundada em 2004, que tem como missão “Promover ativamente o Recovery de pessoas portadoras de doença mental e dos seus cuidadores, formais e informais, por via da metodologia «Gerar Percursos na Sociedade – Barcelos XXI», contribuindo para a validação do modelo clinico-comunitário em Portugal”, como se lê na página oficial (http://recovery.pt/).

Ao longo da sua história, já conquistou prémios ou foi reconhecida no seu trabalho com pessoas com doença mental grave e seus familiares/cuidadores informais, pela Direção-Geral da Segurança Social (2007 e 2008), pelo Alto Comissariado da Saúde do Ministério da Saúde (2010), com o Prémio Manuel António da Mota (2017), Prémio Fidelidade Comunidade (2017), Prémio BPI Solidário/Fundação la Caixa (2018) e Prémio Cinco Estrelas Regiões – Braga (2019).

Para Miguel Durães, este momento “representa um enorme reconhecimento por parte daquela que é a maior autoridade na Saúde Mental a nível mundial. Um reconhecimento com um valor intangível, aliás, incalculável. A nível institucional, apesar de já estarmos, muitas vezes, em serviço a nível internacional, é a entrada no mais alto grau possível desta organização mundial, com ligações ao mundo inteiro e a entidades como a Organização Mundial de Saúde (OMS) ou a Organização das Nações Unidas (ONU), onde, por exemplo, existem cargos representativos e consultivos para a definição de políticas de Saúde. Para aqueles que connosco trabalham, assim como, para os nossos beneficiários, é a abertura de uma janela plena de oportunidades para continuarem a concretizar as mudanças necessárias nesta área e neste mundo, muitas vezes, tão difícil e exigente, e para continuarem, assim o desejo, a serem os melhores entre os melhores. A nível pessoal, não vou esconder, é a concretização de um sonho de menino, cuja responsabilidade que me é agora atribuída, será gerida como sempre fiz até ao momento, em todos os organismos de que faço parte integrante, com muita humildade, dedicação, espírito de missão e responsabilidade. A RECOVERY, Barcelos, Portugal, fará a sua voz ser ouvida e continuará a estabelecer as pontes e as âncoras com outras entidades integrantes desta organização emblemática e representativa do mais alto patamar mundial na Saúde Mental e isso é algo que nos motiva e orgulha a todos».

Já a Presidente da Federação Mundial para a Saúde Mental, Ingrid Daniels, salienta que “é, realmente, uma grande honra anunciar que o Conselho de Diretores da Federação Mundial para a Saúde Mental aprovou, e aceitou, a RECOVERY IPSS (Portugal) e o Dr. Miguel Durães, como delegado nomeado pela Direção da RECOVERY IPSS, como membro eleitor desta prestigiada organização internacional de saúde mental, fundada em 1948”, não deixando de se referir ao momento atual de pandemia que se vive no Mundo inteiro: “Agora, mais do que nunca, a afiliação da RECOVERY IPSS é de importância crítica, pois procuramos soluções duradouras, ao nível de países e em todo o mundo, para abordar as consequências médicas e de Saúde Mental da COVID-19”.

Voltando à IPSS em apreço, refere que “a RECOVERY IPSS tem sido uma organização líder na Saúde Mental, que tem deixado uma grande marca em intervenções desse âmbito, centradas na pessoa orientada para o recovery, em Portugal e, portanto, será um importante interveniente para nos ajudar a moldar o apoio e intervenções psicossociais durante e após a COVID-19, em indivíduos e comunidades durante esta emergência de saúde global”, deixando “os nossos melhores votos para o Dr. Miguel Durães, Presidente da Direção da RECOVERY IPSS, sua Direção, Colaboradores e todos os beneficiários, pois eles continuam responsivos e comprometidos com a Saúde Mental de todos.”

RECOVERY IPSS conquista Prémio Cinco Estrelas Regiões (Braga) 2020

Pelo segundo ano consecutivo, a IPSS barcelense venceu o Prémio Cinco Estrelas Regiões (Braga) 2020, com o anúncio oficial a ser feito no passado dia 07 de abril. Ou seja, num espaço de cerca de um mês, a RECOVERY IPSS consegue duas grandes conquistas, duas boas notícias para Barcelos e para os barcelenses.

A terceira edição do Prémio Cinco Estrelas Regiões distinguiu os principais recursos patrimoniais dos distritos de Braga, Viana do Castelo, Vila Real, Bragança e Porto. Praias, Cozinha Tradicional portuguesa, Doçaria Regional, Monumentos Nacionais, Gastronomia, Artesanato, Festas e Romarias foram algumas das categorias vencedoras. Foram distinguidos 106 ícones regionais de interessa nacional em todo o país.

Este Prémio “reconhece e valoriza destinos, atrações turísticas e negócios locais de alta qualidade”, conforme refere em nota, tendo como objetivo, “não só, reconhecer empresas portuguesas que se diferenciam a nível regional, mas também, identificar o que de melhor existe em Portugal ao nível de recursos naturais, gastronomia e vinhos, arte e cultura, monumentos e património, aldeias e vilas

Foram, ainda, distinguidas as marcas, produtos e serviços, maioritariamente de origem portuguesa dos distritos de Braga, Viana do Castelo, Vila Real, Bragança e Porto de maior relevo local. É precisamente nos serviços de saúde, na Categoria de Cuidados de Saúde Mental, que a RECOVERY IPSS foi distinguida, com uma percentagem de satisfação de 86,50%, uma melhoria em relação aos resultados do ano anterior.

A IPSS barcelense encontra-se entre ícones e marcas do distrito de Braga, como o Galo de Barcelos (Artesanato), Bacalhau à Braga (Cozinha Tradicional Portuguesa), Vinho Verde (Produtos Tradicionais Portugueses), Castelo de Guimarães (Monumentos Nacionais), Vila do Gerês (Aldeias e Vilas), Praia da Apúlia (Praias), Pudim Abade de Priscos (Doçaria Regional) – ícones –, mas também, entre a SATFIEL (Reparação de Eletrodomésticos ao Domicílio), TEK4LIFE (Lojas de Tecnologia), ÓTICA TRANSMONTANA (Serviços Óticos), SÓ BARROSO (Stands de Automóveis) e REDEURB (Imobiliárias) – marcas. Encontre a informação sobre esta vitória em: https://r.cinco-estrelas.pt/vencedor/recovery-ipss-2/.

A identificação das marcas vencedoras foi feita com base na metodologia dos Prémios Cinco Estrelas que mede o grau de satisfação global dos consumidores, tendo em conta os cinco principais critérios que influenciam a sua decisão de compra ou adesão (satisfação pela experimentação, relação preço-qualidade, intenção de compra ou recomendação, confiança na marca e inovação), em três situações distintas e complementares: Comité de Avaliação; Testes de Experimentação; e Questionários de Avaliação Massificada.

Para conhecer os vencedores do Prémio Cinco Estrelas Regiões 2020 pode consultar a página (basta clicar para aceder automaticamente): https://r.cinco-estrelas.pt/. Para mais informações sobre o Prémio, pode aceder a www.cinco-estrelas.pt.

Fotos: RECOVERY IPSS.

Vítor Oliveira: a melhor e a mais acertada contratação desta época

Abril 10, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Lucy Santos

Olá a todos os leitores do BnH!

Espero que todos os leitores se encontrem bem, dentro dos possíveis.

O campeonato está parado, mas venho cá trazer-vos alguma ideias.



O Gil Vicente, esta época, teve uma tarefa difícil logo ao começar, com uma equipa toda nova e adivinhavam-se tempos difíceis e de incertezas de uma época que poderia dar para o bem ou para o mal. Não é fácil criar uma equipa de raiz, mas a direção foi buscar, talvez, a grande contratação desta época e que, até agora, fez tremer os grandes e quase que já temos a manutenção garantida.

Falemos, então, da nossa equipa.

Temos 4 guarda-redes: Denis, Wellington, Bruno e Brian. Estes dois últimos não jogaram qualquer jogo, nem no campeonato, nem em jogos das Taças. O Bruno ainda foi opção para Vítor Oliveira nos jogos de pré-época, mas não passou disso. O Brian é um dos nossos da formação Gilista e, na época passada, foi uma figura de destaque dos juniores e talvez se o Gil Vicente tivesse feito os sub-23, estaria lá. Nesta época, o Brian precisaria de minutos para se mostrar, mas não conseguiu ganhar lugar na equipa. O guarda-redes suplente, Wellington, jogou apenas 2 jogos na Taças. Na minha opinião, o jogador começou a época bem, transitando do CNS para a equipa principal, defendeu um penalty nas Aves e deu moral a uma equipa de incerteza para o início de campeonato. Porém, depois disso, apenas jogou contra o Portimonense para a Taça, não sendo mais opção para Vítor Oliveira. Denis chegou e ficou, jogando todos os jogos na I Liga e mais 4 nas Taças. Veio do Brasil e depressa se impôs na equipa; um jogador que mostra segurança na baliza, rápido entre os postes, bom na saída das bolas. Temos guarda-redes para a próxima época, sendo que tem mais um ano de contrato. Isto se não aparecer uma outra proposta. Podemos dizer que a nossa baliza, neste momento, está salvaguardada.

Para a próxima época, será fundamental continuar a contar com Denis; como segundo guarda-redes o Wellington e, quem sabe, se o Gil Vicente formar uma equipa sub-23, Brian será a melhor opção para se começar a mostrar.

Passamos agora aos defesas do Gil Vicente.

Estamos em nono lugar da melhor defesa do campeonato, com 29 golos sofridos em 24 jogos. Acho que a nossa defesa tem estado bem e correspondido às expectativas.

Temos em posição de destaque, e o mais experiente dos defesas e também do plantel, o nosso capitão Rúben Fernandes, um jogador experiente, competente, conhecedor da I Liga e da total confiança de Vítor Oliveira. O destaque menos positivo da defesa, na minha opinião, vai para Arthur Henrique, um jogador que ainda não se conseguiu impor. É um jogador bom tecnicamente, mas sente bastantes dificuldades em defender.

Falemos, então, do meio campo, talvez o setor que terá de ser o mais equilibrado para levar a equipa até ao campo do adversário.

Poderia destacar um jogador, mas estaria a ser incorreta com os restantes. E ainda bem que assim o é! Quer dizer que temos um meio campo de qualidade. Posso destacar Kraev, não podia deixar de ser, pelas suas exibições que têm vindo a melhorar jogo após jogo, apesar de que, inicialmente, me fazia um bocado de confusão o querer de Kraev estar em todo o lado e de querer ir a todas as bolas rapidamente. Aos poucos, tem sido melhor e não lhe podemos tirar os holofotes. A meio campo tenho, também, de destacar Soares, outro jogador experiente, da confiança do nosso Mister, trabalhador e competente; é uma mais valia no nosso clube.

Apesar de ter jogado pouco, Vítor Carvalho chegou, marcou dois golos e deu um importante empate fora de casa ao nosso clube, ficando aqui uma mensagem de Vítor Oliveira como sendo “uma promessa de futuro”. Um pouco mais aquém, mas que chegou e mostrou para o que veio, foi Rúben Ribeiro. Chegou e mostrou que tem lugar na equipa, mas uma lesão, ao fim de dois jogos, ditou que só voltasse a dois jogos do fim, mas bastante enferrujado.

Não vejo um jogador que se destaque pela negativa a meio campo e isso mostra que a equipa tem potencial e que a meio campo estamos equilibrados.

Os avançados são a posição que nos fazem gritar pelos golos, mas que também nos faz logo apontar o dedo ao jogador por não ter arriscado o passe.

O destaque vai, sem dúvida, para Sandro Lima, o nosso melhor marcador. Se existe jogador que merece é, sem dúvida, ele. Joga muito e dá dinâmica à equipa. Segura bem a bola, faz passes certeiros quase sempre para o colega que está melhor posicionado, consegue fechar espaços, “obriga” a equipa a subir. É, sem dúvida, um jogador completo. O jogador avançado que merece o meu destaque negativo foi, sem dúvida, Romário Baldé. Neste momento, este jogador já não veste as nossas cores.

Diante de toda esta pandemia, os jogos foram suspensos e, quiçá, muito se fala, que talvez os jogos voltarão, mas à porta fechada, ou acabará assim. Na minha opinião, e talvez serei crucificada por isso, mas acho que o campeonato deveria terminar já. Sei que há muito dinheiro envolvido, e não só, mas não deveria de haver, nem subidas, nem descidas e nem, tão pouco, campeões. É uma situação inédita, mas toda esta situação assim o é. E não seria justo descerem equipas que ainda estavam a lutar pela permanência, nem tão pouco ditar campeões com tão poucos pontos de diferença para o segundo lugar. O nosso Gil Vicente, para já, estava bem, quase a conseguir a manutenção, por isso, para nós, qualquer decisão estaria bem. Excetuando, claro, outros assuntos de carácter financeiro que poderíamos perder.

Não posso acabar esta rubrica sem, antes, referir talvez a melhor e a mais acertada contratação desta época e que veio dar uma segurança e a experiência ao nosso clube. Estou a falar de Vítor Oliveira. Da maneira como começámos, com jogadores vindos um de cada equipa, sem se conhecerem, e o querer e a ansiedade pela permanência na I Liga, ditaram que o Gil Vicente fosse buscar, talvez, o melhor treinador da I Liga e que fez com que chegássemos a esta jornada com estes pontos e esta tranquilidade. Se eu pudesse pedir um treinador para a Primeira Liga para a próxima época, seria, sem dúvida, o Mister Vítor Oliveira. Talvez esta era será de mudança e, quem sabe, se o Gil Vicente ainda não dará muito que falar? Teremos que ter as pessoas certas, no sítio certo. E o treinador já está!

Se para o ano tivermos este treinador e uma cidade unida, teremos (quase) tudo para termos uma equipa em ascensão.

Somos Gil! 💖

Até isto tudo passar, fiquem em casa, cuidem de vocês e dos vossos!

Por: Lucy Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade da autora)

COVID-19: KAOS Barcelense entrega viseiras a instituições

Abril 9, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A claque KAOS Barcelense, de apoio ao Óquei Clube de Barcelos, está a oferecer viseiras a lares, centros de saúde, associações e demais entidades que estejam na linha da frente do combate à pandemia e a hospitais.



No âmbito do combate à pandemia COVID-19 e das medidas de proteção pessoal, a claque conseguiu angariar cerca de 60 viseiras e está a solicitar que lhe indiquem instituições, entidades e, mesmo, famílias que estejam a necessitar deste EPI – Equipamento de Proteção Individual. Para isso, solicitam o envio de mensagem privada para a sua página oficial no Facebook (https://www.facebook.com/kaosb97/).

“Barcelos já tem mais de 100 casos de COVID-19, pelo que pedimos que continuem a respeitar as diretrizes da DGS, como lavar as mãos regularmente e não passar as mesmas pelo rosto. Se estão a trabalhar, protejam-se enquanto andam na rua e protejam quem mora convosco! Assim que chegarem a casa, dispam-se, descalcem-se e ponham o calçado à porta e a roupa para lavar imediatamente. Todos os cuidados são poucos na luta contra esta pandemia”, refere a nota da claque.

“Vai ficar tudo bem e lembrem-se: Quanto mais cedo nos distanciarmos, mais cedo nos voltaremos a abraçar!”, conclui.

Foto: KB97.

COVID-19: Altice Portugal reforça infraestruturas de comunicação junto a Instalações Temporárias de Acolhimento e tratamento de Pessoas

Abril 9, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Tecnológica garante reforço da capacidade de rede junto das Entidades de Saúde Pública

Numa altura em que o Mundo está a viver um momento excecional por força da pandemia COVID-19 e que, consequentemente, é necessário a intervenção de várias entidades fulcrais no processo de combate à crise, a Altice Portugal, em estreita colaboração com a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), assegura o regular funcionamento das comunicações, sendo o seu principal objetivo dotar a sua rede de maior resiliência e capacidade.



“Assim, continuamos no terreno na proteção e reforço de redes, e a partir de hoje [ndr: dia 09.04.2020], intensificamos as nossas operações junto das novas infraestruturas de comunicação, junto das Instalações Temporárias de Acolhimento e Tratamento de Pessoas, como disso são exemplo, os hospitais de campanha, as instalações hospitalares militares, os complexos montados em estádios e pavilhões municipais”, refere a companhia em nota.

Considerando que o mais importante é assegurar o reforço da capacidade de rede junto das Entidades de Saúde Pública, que desde a primeira hora estão na linha da frente no combate ao surto pandémico COVID-19, a Altice Portugal expandirá e fortalecerá a resiliência das infraestruturas fixas e móveis das Instalações Temporárias de Acolhimento e tratamento de Pessoas, de forma a garantir o bom funcionamento das comunicações e uma maior capacidade de resposta face ao que lhes é proposto diariamente.

Foto: DR.

Em 10 dias, mais de 10.000 pessoas protegidas com o Seguro COVID-19 da Tranquilidade/Generali

Abril 9, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Passados 10 dias sobre o lançamento do Seguro de Saúde COVID-19 para empresas, a Tranquilidade e a Generali já registam mais de 10.000 pessoas seguras com este produto, segundo dados avançados pela companhia, em nota.



O Seguro de Saúde COVID-19 é dirigido a empresas que procuram proteção para os seus colaboradores que venham a contrair o novo coronavírus, em particular para aquelas que continuam em atividade e que têm os seus colaboradores mais expostos à possibilidade de infeção.

“O número confirma o interesse do mercado empresarial por soluções que assegurem um apoio financeiro aos colaboradores em caso de internamento por COVID-19 e que transmitam a confiança necessária para que estes possam continuar a desenvolver a sua atividade, neste momento particularmente difícil”, refere a nota.

Desenvolvido em parceria com a AdvanceCare e dirigido a empresas com 20 ou mais colaboradores, o Seguro de Saúde COVID-19 garante um subsídio diário de 100 euros por cada dia de hospitalização causada por infeção de COVID-19 durante um período de 10 dias, pagos após o 7º dia de internamento. Inclui, ainda, uma indemnização de convalescença de 3 mil euros paga após a alta de hospitalização numa unidade de cuidados intensivos, causada por infeção de COVID-19. O produto, em comercialização até 14 de abril, tem um preço de 19,90 euros por colaborador e é válido durante 90 dias.

À comercialização do seguro está associada uma componente de responsabilidade social com a Tranquilidade/Generali a entregar à Cruz Vermelha Portuguesa 1 euro por cada colaborador seguro.

“A Tranquilidade/Generali assume-se como um Parceiro para Vida e o lançamento deste produto insere-se num vasto conjunto de iniciativas de apoio às famílias e empresas portuguesas no âmbito do COVID-19. Destas, destaque para a antecipação de 50 milhões de euros em pagamentos a mediadores, fornecedores e prestadores de saúde, a adaptação das condições dos seguros ao contexto atual, o pagamento de testes de diagnóstico e iniciativas de responsabilidade social, entre outras”, conclui.

Imagens: DR.

COVID-19: AD Carvalhal oferece máscaras ao Hospital de Barcelos

Abril 9, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Devido à pandemia COVID-19 que assola Portugal e o Mundo, a Associação Desportiva de Carvalhal juntou esforços, unindo o plantel sénior e os membros dos órgãos sociais, decidiu usar o valor amealhado, até à data, para a festa de final da época desportiva, para comprar 1000 máscaras de proteção individual para as oferecer ao Hospital de Santa Maria Maior, EPE (Barcelos).



A Direção salienta, em nota, que “cientes que muito mais haverá para fazer, aproveitamos para agradecer todo o trabalho dos Profissionais de Saúde, Bombeiros, Forças de Segurança e demais entidades e pessoas singulares que, neste momento, se encontram na linha da frente no combate a esta pandemia”.

Fotos: ADC.

Recenseamento Agrícola 2019 de janeiro a maio de 2020

Abril 9, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Instituto Nacional de Estatística (INE) está a realizar o Recenseamento Agrícola 2019 (RA 2019) desde janeiro e que se prolongará até ao final de maio 2020.



Na sequência da suspensão de entrevistas presenciais , até ao final do corrente mês, em consequência da pandemia COVID-19 , o INE informa que os agricultores serão contactados telefonicamente por entrevistadores devidamente credenciados, sendo a sua colaboração na resposta ao questionário sobre as suas explorações fundamental para garantir a qualidade da informação recolhida e consequentemente dotar o país e as regiões de um ativo de conhecimento rigoroso sobre uma atividade que continua a ser fundamental na sociedade portuguesa.

A resposta ao Recenseamento é obrigatória e confidencial (Lei 22/2008, de 13 de maio). As informações individuais constituem segredo profissional para os entrevistadores e para todos os outros profissionais envolvidos no Recenseamento. A colaboração dos agricultores é indispensável.

As estatísticas corretas permitem a adoção de medidas mais adequadas a uma boa planificação e ao desenvolvimento do sector agrícola.

Para mais esclarecimentos, o INE tem disponível: Nº verde: 800 10 2019| E-mail: ra2019@ine.pt.

Fonte: CMB.

Foto: DR.

Não é medo

Abril 9, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Joana Martins

Não é medo de viver

Não é medo de abraçar

Não é medo de ter

Não é medo de dar.

.

Não é medo de querer

Não é medo de amar

Não é medo de fazer

Não é medo de lutar.

.

Não medo de dizer

Não é medo de acariciar

Não é medo de envelhecer

Não é medo de ficar.

.

Ai…

É medo de perder!

.

Temos de “agarrar” com unhas e dentes, com amor e vontade, quem faz por nos merecer.

Sim, porque nós merecemos o melhor e somos muito mais do que pensamos!

Por: Joana Martins*.



(* A redação do poema é única e exclusivamente da responsabilidade da autora)

IPCA distribui 10.000 viseiras a mais de 70 unidades de saúde, IPSS e Proteção Civil

Abril 9, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) já produziu e distribuiu 10.000 viseiras de proteção individuais para os hospitais e unidades de saúde do Norte, bem como a outras entidades da área social e da proteção civil.



Esta medida surge no âmbito da responsabilidade social da Instituição que em tempo recorde, em pouco mais de uma semana, produziu 10 mil viseiras de proteção. Vítor Carvalho, Diretor da Escola Superior de Tecnologia, referiu que a escola tem “procurado canalizar os seus recursos para a criação de soluções que ajudem a minimizar o impacto do COVID-19 junto da sociedade, tendo sido o fabrico de viseiras, um dos projetos em curso.”

João Vilaça, Diretor do Centro de Investigação em Inteligência Artificial Aplicada (2Ai) adiantou ainda que “esta ação só foi possível graças à forte cooperação com a indústria da região que a o 2Ai tem, destacando o contributo das empresas Lucemplast, Polipop, Riopele e Adilevel.”

As viseiras foram produzidas nos corredores da instituição, onde estão instaladas as linhas de montagem, com a ajuda dos investigadores e de uma bolsa de voluntários do IPCA, bem como na empresa Lucemplast, que replicou também uma linha de montagem.

Fernando Veloso, Investigador do 2Ai declarou que “foram desenvolvidos vários protótipos, inicialmente com recurso a impressão 3D, mas só a migração para um processo de fabrico aditivo permitiu a produção em massa das viseiras.”

O protótipo desenvolvido foi validado por uma equipa clínica do Hospital de Barcelos. As viseiras foram já distribuídas por mais de 70 unidades de saúde e IPSS e Proteção Civil no Norte do país.

Fonte e fotos: IPCA.

COVID-19: Pode pedir online o registo predial

Abril 8, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Com a necessidade de medidas de proteção e confinamento, as autoridades apelam e tentam sensibilizar os cidadãos a manterem-se nas suas habitações e apenas a saírem para realizarem ações estritamente necessárias.



A “ajuda” a esse intento também vem “de cima” e o Instituto dos Registos e do Notariado (IRN) dispõe da funcionalidade do registo predial online. Como se sabe, todos os imóveis têm que estar registados, pois o seu registo identifica os seus proprietários, delimitações geográficas e outras características desses imóveis.

No espaço “Registo Predial online” (https://www.predialonline.pt/PredialOnline/FRM000RPOLRO_input.action) pode registar prédios rústicos (terrenos), prédios urbanos (edifícios) e prédios mistos (terrenos em construção).

No entanto, o IRN alerta de que há casos em que o registo tem de ser presencial.

Imagem: DR.

1 2 3 517
Ir Para Cima