Arquivo de Categorias

Atualidade - page 489

Exposição de pintura “O Tempo que Passa”

Março 8, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

Inaugura no próximo dia 11 de março, pelas 21h00, no Espaço Artístico do VilaWork (Vila Boa), a exposição coletiva de pintura e desenho “O Tempo que Passa”.

Estarão expostos trabalhos de Mário Rebelo de Sousa (Âncora), Mário Vasconcelos (Viana do Castelo), Victor Alves (Caminha), Mário Garrido (Caminha), Monteiro da Silva (Barcelos), Lurdes Rodrigues (Braga), Madalena Macedo (Barcelos) e António Miranda (Barcelos). Haverá, igualmente, uma tertúlia literária a cabo de Armindo Cerqueira (Barcelos).

Os temas são a Mulher, a Liberdade e a Árvore, usados como fio condutor para reunir, harmoniosamente, os sentimentos e memórias ligadas aos meses em questão. A primavera, a mulher e a Revolução de abril vistos através de obras de artistas de diferentes regiões e de diferentes áreas profissionais.

No sentido de enriquecer o evento e alargar os horizontes artísticos realizar-se-á em simultâneo um evento literário submetido ao mesmo tema e aberto à população em geral.

Fonte e imagem: Página do evento no Facebook.

Semana Gastronómica do Galo anima Barcelos

Março 8, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

Entre 10 e 12 de março, Barcelos acolhe o “Fim de Semana do Galo” e, mais tarde, entre 17 e 19 de março, dedica-se à prova de papas. Mais de três dezenas de restaurantes locais participam neste mega programa gastronómico que tem como principal motivo a celebração e divulgação da gastronomia regional. Paralelamente à confeção dos pratos, vão decorrer várias atividades relacionadas, desde workshops a concertos, cuja participação é gratuita.

A “Semana Gastronómica do Galo” engloba a confeção de dois pratos – o Galo e as tradicionais Papas de Sarrabulho – num verdadeiro “dois em um” da degustação regional.

No dia 11 de março, sábado, o passeio pela Rota do Vinho e da Vinha nas Caves Campelo e Quinta do Paço marca o início da programação. No dia 16, quinta-feira, a escola Profitecla apresenta o “II Concurso de Cocktails de Barcelos”, na Avenida da Liberdade. O fim de semana de 18 e 19 fica marcado pelo workshop gastronómico, “Papas de Sarrabulho à moda de Barcelos”, pela comemoração do Dia do Artesão, com várias mostras ao vivo nos restaurantes aderentes, e ainda pelo festival “Música na Avenida” que juntará a Banda do Galo, as Vozes do Cávado, Galos Gaiteiros, Amigos da Concertina, Grupo de Concertinas do Senhor da Cruz, organizado pelo Círculo Católico de Operários de Barcelos.

Por fim, e porque pode interessar aos comensais, eis a lista de restaurantes aderentes:

Abel Martins (Várzea), Bagoeira (Barcelos), Belchior (Campo), Belo Horizonte (Rio Covo Sta. Eulália), Bom Gosto (Arcozelo), Cantinho D’Armanda (Silva), Casa dos Arcos (Barcelos), Casa do Eduardo (Milhazes), Casa Lourenço (Areias S. Vicente), Casa Sêmea (Arcozelo), Chuva (Barcelinhos), Dom Carlos (Silva), Duque (Barcelos), Fina Mesa (Grimancelos), Furna (Barcelos), Galliano (Barcelos), Galo Novo (Várzea), Manjar das Estrelas (Várzea), Muralha (Barcelos), O Arado – Restaurante Macrobiótico (Barcelos), Oliveira (Barcelos), Os Mouros (Arcozelo), Pedra Furada (Pedra Furada), Pérola da Avenida (Barcelos), Quinta da Mouria (Grimancelos), Restaurante 2000 ( Tamel S. Fins), Rústico (Mariz), Solar Real (Barcelos), Sonho do Cávado (Manhente), Taberna do Armindo (Remelhe), Taberna “O Manhoso” (Tamel S. Veríssimo), Taberninha O Chico (Perelhal), Tasquinha do Careca (Perelhal), Terraço dos Petiscos (Vila Boa), Três Marias (Barcelos), Tropical (Várzea) e Vera Cruz (Barcelos).

feira-galo2

Fonte e imagens: Município de Barcelos.

As Palavras que o silêncio apagou…

Março 7, 2017 em Atualidade, Cultura, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
joanamartins
Joana Martins

Quando quis gritar

Quando me quis soltar de mim

Quando quis sentir o despertar

Perfumei o sentir de alecrim.

 

Vesti de nudez a minha pele

As palavras que o silêncio apagou…

Vesti de nudez a minha pele

E pintei de cor o que me silenciou.

 

E gritei!

E me soltei!

Despertei no sentir

Do perfume que cheirei…

 

E me vesti de sabor

Na tez morena da minha cor

Vesti de nudez as palavras

As palavras que o silêncio apagou…

 

E o arrependimento me invade

Por ter calado, o que queria dizer

E no todo vive a metade

Metade de mim é viver.

 

Na outra metade

Ficam guardadas

As palavras que o silêncio apagou…

 

Por: Joana Martins. (poetisa barcelense)

IPCA apresenta nova Escola-Hotel em Guimarães

Março 7, 2017 em Atualidade, Concelho, Educação port barcelosnahorabarcelosnahora

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) vai ter em Guimarães uma Escola Superior de Hotelaria e Turismo, existindo nesta altura três espaços possíveis para acolher um projeto inspirado nos melhores modelos internacionais e assente no conceito “aprender fazendo” (learning by doing), onde todas as unidades curriculares terão uma forte componente prática em contexto real de trabalho.

Aprovado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, o projeto da nova escola do IPCA foi apresentado em conferência de imprensa, que contou com as presenças de João Carvalho (ex-presidente do IPCA), Agostinho Silva (presidente interino do IPCA), Domingos Bragança (presidente da Câmara Municipal de Guimarães) e Filipe Fontes (diretor do Departamento de Urbanismo e de Promoção do Desenvolvimento da autarquia).

O modelo de aprendizagem será centrado no estudante e baseado na aquisição de conhecimentos e competências. O conceito de Escola-Hotel da Escola Superior de Hotelaria e Turismo leva a uma formação fundamentalmente prática nas áreas da gestão turística, hotelaria, gastronomia e tecnologia alimentar, permitindo aumentar a oferta formativa do IPCA no concelho de Guimarães, reunindo cerca de meio milhar de alunos, provavelmente já a partir de 2018.

A localização da escola ficará definida muito em breve. A Quinta do Costeado, na Cruz de Pedra, a Quinta da Cantonha, na Costa, e as antigas instalações da empresa “Trimco – Equipamentos Frigoríficos, Lda”, em Couros, são as possibilidades que estão em estudo.

A Escola pretende ser, também, um laboratório de investigação aplicada, onde estudantes e docentes possam procurar respostas para desafios concretos colocados pelas empresas do setor hoteleiro, do setor alimentar, da restauração, agentes de promoção turística, entre outros, criando-se uma relação com a comunidade que será determinante para o seu sucesso.

Valências (também) para a sociedade civil

Em Guimarães, a Escola Superior de Hotelaria e Turismo do IPCA terá um “Boutique Hotel”, unidade hoteleira com cerca de 10 quartos com características de hotel de charme, a ser incluído na rede dos Solares de Portugal e na rede Pousadas de Portugal. No seu interior, haverá um restaurante de serviço à la carte, com uma sala de serviço com cerca de 40 lugares sentados, em que a gestão do serviço de sala e do serviço de cozinha é efetuada pelos estudantes dos diferentes cursos, sob a supervisão dos docentes.

O Laboratório de Restauração, onde serão feitos estudos de mercado com potenciais consumidores, inovação e desenvolvimento de novas práticas gastronómicas e artes culinárias, bem como a criação de um Bar Pedagógico, que permitirá aos alunos experimentar e praticar o serviço de bar e de cafetaria em contexto de hotelaria, são alguns dos exemplos dos espaços pedagógicos da nova Escola, que terá também uma cozinha de catering e cafetaria de hotelaria com serviço tipo free-flow (fluxo livre de clientes).

Esta cozinha será constituída por todos os espaços habituais numa cozinha profissional: armazéns, salas de preparação, blocos de confeção de catering, zona de grill, copas de utensílios e de louça, zona de gestão de resíduos e zona de pizzas e massas. Destacam-se nestas instalações as salas de panificação, pastelaria e produção de gelados artesanais. Na Escola, haverá ainda um laboratório de aplicação gastronómica e tecnologia alimentar, prova de vinhos e de análise sensorial e um laboratório de microbiologia alimentar, ferramentas importantes para estudos de segurança alimentar, melhoria de especialidades gastronómicas tradicionais e realização de testes de rotina a outros produtos alimentares.

Fonte: IPCA.

Autárquicas 2017: José Novais desconvida Sérgio Azevedo

Março 7, 2017 em Atualidade, Concelho, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

Em declarações prestadas ao jornal Barcelos Popular, em notícia de ontem, o agora ex-candidato confirmou que já não será o candidato do PSD à Câmara Municipal de Barcelos. Mais, referiu que não o será porque foi desconvidado por José Novais e, não, por ter desistido.

Ainda de acordo com o referido jornal, no último domingo realizou-se uma reunião na sede do PSD Barcelos, com elementos da Comissão Política, onde este assunto terá sido abordado e José Novais terá referido que, com a saída de Sérgio Azevedo, se passaria para o “plano B”. Esse plano deverá passar pela escolha de um membro dos órgãos dirigentes do Partido mas, ao que a notícia avança, Novais pondera a hipótese de não realizar as auscultações prometidas, por exemplo, aos presidentes de junta, e uma sondagem posterior com os nomes melhor colocados.

Esta reunião foi confirmada ao Barcelos Popular por Adélio Miranda, vice-presidente do PSD Barcelos, que se referiu a ela como tendo sido “informal”.

Uma fonte social-democrata contactada pelo Barcelos na Hora não se quis alongar muito neste assunto por considerar que “anda tudo louco no PSD Barcelos”, tornando “difícil analisar seja o que for”. Mesmo assim, não se escusou a dizer que não compreende como é possível “o Novais defender o Sérgio Azevedo, numa entrevista de três páginas ao Jornal de Barcelos e agora desconvida-o, ou seja, ‘tira-lhe o tapete’”. Terminou com uma opinião: “o Novais quer ser o candidato e vai fazer tudo o que puder para o ser”. No entanto, retorquiu: “só que no meio das conversas e das opiniões, depois desta baixeza e destas asneiras todas, o que se fala é que a saída mais digna para ele será demitir-se de presidente da Comissão Política”.

CDS ainda não assinou acordo de coligação com o PSD

Num outro plano, o Barcelos na Hora recolheu informações sobre como estará o anunciado acordo de coligação entre PSD e CDS para as próximas autárquicas. Uma fonte centrista informou que ainda não há acordo assinado, confirmando as negociações entre ambas as concelhias mas fazendo questão de avisar que “ainda não há acordo assinado”. Questionada sobre pormenores dessas negociações, essa fonte escusou-se a falar muito sobre o assunto, adiantando, no entanto, que “a nós disseram-nos que o candidato não seria o Novais”.

Instada a comentar a polémica com Sérgio Azevedo, a referida fonte apenas salientou que “mesmo sendo o CDS uma possível parte interessada, não comentamos assuntos internos do PSD”, concluindo, no entanto, com um ditado: “o que nasce torto, tarde ou nunca se endireita”.

Foto: Facebook do PSD Barcelos.

Exposição de pintura “Musas”, de Manuel Lima

Março 7, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

Inaugura já amanhã, dia 08 de março, “Dia da Mulher”, a exposição de pintura “Musas”, de Manuel Lima, que estará patente no Teatro Gil Vicente até 16 de abril.

Manuel Lima é licenciado em Pintura pela Escola Superior de Belas-Artes do Porto, em 1973. Enquanto estudante foi-lhe atribuído o prémio de desenho de estátua “José da Costa Meireles”. Em 1986 recebeu o “Prémio José de Brito”, em 1997 a Menção Honrosa no “Prémio Nacional de Pintura Júlio Resende” e em 2000, o “Prémio Baviera de Pintura”.

Expõe individual e coletivamente, estando representado em diversas coleções privadas, internacionais e em várias coleções institucionais.

Fonte e imagem: Agenda Cultural da CM Barcelos.

Procissão do Senhor dos Passos no próximo domingo

Março 7, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

Realiza-se, no próximo domingo, a Procissão dos Passos, que sairá da Igreja Matriz após o Sermão do Pretório, este às 15.30. Será interrompida, pelas 16.30, no Largo da Porta Nova, para o Sermão do Encontro, evocando os encontros de mães e filhos que, ao longo da história, relevam a ternura necessária para a humanização da vida, hoje tão arredada de uma sociedade materialista e secularizada. As imagens deste Encontro são a do Senhor dos Passos e a da Senhora das Dores. Esta aguarda, no templo do Senhor da Cruz, a de seu Filho, que vem trazida aos ombros por homens fortes de Barcelos, a partir da Igreja Matriz.

O povo contempla o passo cadenciado dos que vão na procissão (figurados, confrarias e associações, autoridades e convidados), enquanto a Palavra, artisticamente proclamada pelo orador, vai tentando chegar ao coração dos crentes para se tornar vida mais humanizada porque penetrada pelo divino.

Será orador o Ver. P. Manuel António Barbosa Moreira, pároco em Paredes de Coura. O Senhor Arcebispo D. Jorge Ortiga presidirá e encerrará o acto religioso, dirigindo a palavra aos fiéis.

Fonte: Paróquia de Barcelos.

Atletas da ACR Roriz na Seleção Nacional de Ciclismo

Março 6, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto port barcelosnahorabarcelosnahora

O atleta da ACR Roriz, Francisco Moreira, foi um dos selecionados para participar no estágio de pré-época da Seleção Nacional de Juniores de Estrada, que se realizou no Centro de Alto Rendimento, na Anadia.

received_1119677364824418

Já na vertente de Pista foram convocados os atletas José Vieira e Vinício Rodrigues.

Estes atletas juntam-se ao Juniores Hélder Gonçalves e Tiago Fernandes, que já haviam sido selecionados para a vertente de BTT.

received_1270596106355464

Fonte e fotos: ACR Roriz.

Resultados deste fim de semana da ACR Roriz Cycling Team

Março 6, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto port barcelosnahorabarcelosnahora

José Dias termina em 7º lugar no “Algarve Bike Challenge”

De 03 a 05 de março realizou-se mais uma edição do “Algarve Bike Challenge”, prova de BTT-XCS de categoria Internacional e que contou com a presença de várias figuras do BTT Mundial. O atleta José Dias, fazendo dupla com Mário Costa (Mondraker/Primaflor), participaram na categoria Elite UCI, e estiveram em bom plano ao serem a melhor dupla lusa presente, tendo alcançado um 7º Lugar da Classificação geral.

16997884_1600100673370402_950959365264396339_n

Também em representação da ACR Roriz, mas numa vertente mais lúdica, participaram José Carvalho e João Carvalho que obtiveram a posição 144 na categoria Open.

17098435_1600100716703731_4554030387884858207_n

João Carvalho vence “XCO Tourigo”

Noutra prova, o atleta da ACR Roriz, João Carvalho, esteve em especial destaque, este domingo, ao Vencer na categoria de Cadetes o “BTT-XCO de Tourigo”, prova pontuável para a Taça Regional de BTT da Associação de Ciclismo de Viseu.

received_997030643730446

Hélder Gonçalves 2º na “Meia-maratona de Ponte de Lima”

Bem perto de cá, o atleta da ACR Roriz, Hélder Gonçalves, participou este domingo na “Meia-maratona de BTT de Ponte de Lima”, tendo conquistado o 2º lugar da Classificação geral com o mesmo tempo de vencedor.

FB_IMG_1488730522770

Tiago Santos 3º no “BTT-XCO” de Milheirós

Por fim, este domingo realizou-se, em Milheirós, mais uma prova do Campeonato de “BTT-XCO da Maia”, prova onde esteve presente o Tiago Santos que obteve o 3º Lugar na categoria de Juniores.

received_1257112140993309

 

 

Fonte e fotos: ACR Roriz (duas primeiras, créditos de Eduardo Campos).

Divórcio

Março 5, 2017 em Atualidade, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
regina
Regina Penedo

Divórcio por mútuo consentimento vs. Divórcio sem o consentimento do outro cônjuge

Hoje irei explicar, pormenorizadamente, as diferenças entre divórcio por mútuo consentimento versus divórcio sem o consentimento do outro cônjuge, pois pela minha experiência profissional o cidadão não sabe o que significa e confunde estas duas figuras jurídicas.

Divórcio por mútuo consentimento significa que ambos os cônjuges, de comum acordo e sem justificar o motivo, requerem a dissolução do casamento. Esta modalidade pode ser requerida a todo o tempo, por ambos os cônjuges em qualquer Conservatória do Registo Civil, mediante requerimento assinado por estes ou por intermédio dos seus procuradores.

Ora, esta modalidade de dissolução do casamento, pressupõe que os cônjuges tenham chegado a acordo quanto:

  • Acordo de prestação de alimentos ao cônjuge que dele careça;
  • Acordo sobre o destino da casa de morada de família;
  • Acordo sobre o exercício das responsabilidades parentais quando existam filhos menores;
  • Relação especificada dos bens comuns, com indicação do respectivos valores, ou no caso de os cônjuges optarem por proceder à partilha daqueles bens, acordo sobre a partilha dos bens ou pedido de elaboração do mesmo;
  • Certidão da escritura de convenção antenupcial, caso tenha sido celebrada.

O requerimento de divórcio por mútuo consentimento juntamente com os acordos, se a eles houver lugar, é entregue na Conservatória do Registo Civil, e quando recebido pelo Conservador, este convoca os cônjuges para uma conferência no qual verifica o preenchimento dos pressupostos legais e aprecia os acordos, convidando os cônjuges a alterá-los na eventualidade de esses acordos não acautelarem os interesses de algum deles ou dos filhos menores.

Quando existam filhos menores e for apresentado o acordo sobre o exercício de regulação das responsabilidades parentais, o processo é enviado ao Ministério Público, para que este se pronuncie sobre o acordo no prazo de 30 dias.

Caso o Ministério Público considere que o acordo não acautela devidamente os interesses do menor ou menores, podem os requerentes alterar o acordo ou apresentar um novo, sendo neste último caso dado nova vista ao Ministério Público. Caso o Ministério Público considere que o acordo acautela o interesse do menor ou menores este é homologado.

Em contrapartida, o divórcio sem o consentimento do outro cônjuge significa que um dos cônjuges não está de acordo em divorciar-se.

Deste modo, esta modalidade pode ser requerida desde que se verifique:

  • Separação de facto por um ano consecutivo;
  • Alteração das faculdades mentais do outro cônjuge, quando dure há mais de um ano e, pela sua gravidade, comprometa a possibilidade de vida em comum;
  • Ausência por tempo não inferior a um ano do outro cônjuge; e
  • Quaisquer ouros factos que mostrem a ruptura definitiva do casamento.

O processo de divórcio sem consentimento do outro cônjuge pode ser requerido por qualquer dos cônjuges desde que se verifique algum dos fundamentos supra enunciados, e dá entrada no Tribunal da residência do autor da acção.

Poderá igualmente ser requerido a fixação provisória de alimentos ao cônjuge, a regulação do exercício das responsabilidades parentais e o destino da casa de morada de família.

Nesta modalidade haverá sempre uma tentativa de conciliação e caso esta não seja possível, o juiz procurará obter o acordo dos cônjuges para o divórcio por mútuo consentimento. Caso esta conciliação seja possível e as partes aceitarem, o processo de divórcio sem consentimento do outro cônjuge convola-se em divórcio por mútuo consentimento. Se não aceitarem, o processo segue para audiência de julgamento, não sem antes ser dado prazo ao cônjuge contra qual é proposta a acção de divórcio sem consentimento do outro cônjuge, para contestar.

Com o julgamento, as partes vão procurar provar os factos que alegaram e depois do julgamento o juiz emitirá a respectiva sentença.

Contudo, o decretamento do divórcio só produz efeitos com o trânsito em julgado da sentença, que neste caso, se verifica somente depois de decorrido o prazo de 30 dias para recorrer da mesma. Além disso, a lei possibilita que qualquer dos cônjuges requeira que os efeitos patrimoniais do divórcio retroajam à data da separação de facto, caso esta exista e seja provada no processo de divórcio.

 

Por: Regina Penedo (Advogada)

Urb. das Calçadas, Rua Irmãos S. João de Deus, Ed. Redondo, Lote 70, Lj 2

4750-169 Barcelos

e-mail: penedoregina@sapo.pt

Tlf. 253772203.

Ir Para Cima