Arquivo de Categorias

Mundo

Programação de dezembro do Theatro Gil Vicente

Dezembro 2, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

No Theatro Gil Vicente (TGV), o mês de dezembro começa com espetáculo inserido no ciclo de concertos ‘triciclo’, da cantautora Cátia Mazari Oliveira e o seu projeto “A Garota Não”, no dia 3, às 20h30,



Nos dias 4,9,10 e 11, o TGV recebe o Ciclo de Jovens Fadistas de Barcelos com os fadistas Rita Sá, Mário Bruno, Joana Lopes e Marina Abreu. Esta iniciativa é organizada pela Casa da Juventude e realiza-se a partir das 20h30.

A CTB – Companhia de Teatro de Braga leva à cena duas peças de teatro: no dia 13, às 11h00, a peça “Os Músicos de Bremen” e, no dia 18, às 20h00 a peça “Calígula”.

Duas peças de teatro infantil serão apresentadas nos dias 19 e 20. No dia 19, às 11h00, a AtrapalhARTE- Produções Teatrais apresenta a peça “O Príncipe Nabo”. No dia 20, com duas sessões, às 10h00 e 11h30, a Lua Cheia Teatro Para Todos reserva a manhã para o espetáculo “Bebeethoven”, teatro para bebés.

O Cineclube Zoom volta a trazer cinema ao TGV. Primeiro, com “Extensões da 28.ª edição do Festival Best of Curtas”, no dia 15, às 20h00 e a entrada tem um valor de 3,50€. No dia 29 é a vez de “O Dia Mais Curto Novas Curtas Portuguesas”, às 20h00 e tem entrada gratuita.

O serviço educativo do Cineclube Zoom reserva, ainda, a tarde do dia 29, às 15h00, com “Curtinhas para Todos”, destinadas às crianças das escolas do concelho.

Ainda no âmbito da programação cultural do mês de dezembro, o auditório da Biblioteca Municipal recebe, no dia 18, às 20h30, o espetáculo “Stereoboy”, concerto inserido no ‘triciclo’. A entrada tem um valor de 3€.

Os bilhetes para assistir aos espetáculos no teatro podem ser adquiridos no local, ou através de reserva por e-mail (tgv@cm-barcelos.pt) ou telefone (253 809 694).

Cartaz completo da programação (Imagem: CMB)

Fonte e imagem: CMB.

Rede Expressos ajusta horários de forma a manter serviço público de transporte

Dezembro 2, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Autocarros na estrada no fim de semana prolongado para permitir mobilidade de transporte no País

A Rede Expressos decidiu ajustar o nível de serviço público de transporte de passageiros, no próximo fim de semana prolongado, de 5 a 8 de dezembro, de forma a permitir mobilidade de transporte em território nacional, durante o período em que vigoram algumas restrições à circulação impostas pelo Conselho de Ministros.



“A Rede Expressos está consciente da importância do serviço público que presta às populações pelo que decidiu manter a atividade de transporte no próximo fim de semana prolongado, ainda que ajustando os horários, as frequências e os trajetos a realizar”, refere a companhia.

Lisboa-Porto, Lisboa-Braga, Lisboa-Aveiro, Lisboa-Lagos, Lisboa-Vila Real de Santo António, Lisboa-Beja, Lisboa-Elvas, Lisboa-Monção, Lisboa-Chaves, Lisboa-Leiria, Lisboa-Bragança, Porto-Bragança, Lisboa-Guarda, Lisboa-Lamego, Lisboa-Gouveia e Braga-Castelo Branco são os trajetos a realizar pela Rede Expressos, nos dias 5, 6 e 7 de dezembro. No dia 8 de dezembro irá operar os serviços normais de dia feriado.

Todos os passageiros que desejem beneficiar do serviço de transporte, colocado à disposição pela Rede Expressos, devem consultar o site www.rede-expressos.pt para obter informações relativas a horários a realizar pela empresa e também para a aquisição dos respetivos títulos de transporte.

O serviço de transporte será assegurado no cumprimento de todas as recomendações impostas pela Direção Geral da Saúde e pelo Governo.

Fonte e foto: RE.

5ª edição do “Quartel Electrão” já com mais de 1600 toneladas de pilhas e equipamentos elétricos usados recolhidos

Dezembro 2, 2020 em Atualidade, Economia, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Um total de 1600 toneladas de pilhas, baterias e equipamentos elétricos usados já foram entregues nos quartéis de bombeiros portugueses de janeiro a outubro, no âmbito da campanha “Quartel Electrão”, que terminou no final do mês de novembro.



Este ano, a iniciativa, promovida pelo Electrão – Associação de Gestão de Resíduos, decorreu em plena pandemia, mas, ainda assim, os resultados alcançados até ao momento já superaram as expectativas. Falta, ainda, contabilizar as recolhas efetuadas durante o mês de novembro, mas já se pode afirmar que este é um dos melhores resultados de sempre da campanha.

“Trata-se de uma quantidade considerável de resíduos recolhidos num ano atípico em que a pandemia que assolou o mundo nos confinou a quatro paredes. Apesar disso, os bombeiros mantiveram-se sempre em alerta. A cumprir o serviço público, em defesa das populações e em proveito do ambiente”, sublinha o diretor-geral do Electrão – Recolha e Reutilização, Ricardo Furtado.

Este ano, o prémio a atribuir à corporação que mais resíduos recolheu é um veículo ligeiro de combate a incêndios tipo florestal. Os resultados finais e os quartéis vencedores serão anunciados em janeiro de 2021, em cerimónia com formato ainda a definir.

Esta iniciativa tem como objetivo envolver as associações humanitárias de bombeiros voluntários na sensibilização da população para a necessidade de encaminhar os equipamentos elétricos usados de forma a assegurar a sua descontaminação e reciclagem.

No site www.ondereciclar.pt é possível saber qual é o quartel aderente mais próximo onde pode depositar pilhas, baterias e equipamentos elétricos usados.

Corrente “Electrão”

A campanha “Quartel Electrão” suscitou o apoio de instituições, como juntas de freguesias e câmaras, que apelaram à entrega de eletrodomésticos e outros equipamentos elétricos em fim de vida como forma de ajudar os soldados da paz da freguesia ou concelho.

Em muitos casos, as autarquias colocaram à disposição os estaleiros municipais, para armazenamento dos resíduos, e chegaram mesmo a disponibilizar-se para recolher os velhos equipamentos a pedido, indicando um número para o efeito, como aconteceu este ano em várias localidades do país.

Imagem alusiva à campanha (Imagem: Electrão)

Também as empresas privadas se mobilizaram, um pouco por todo o país, para a entrega de resíduos de equipamentos elétricos usados a favor dos soldados da paz. As empresas contactaram o Electrão diretamente para a recolha desses resíduos, mas solicitaram que essa contabilização fosse associada à corporação da sua área.

75 euros por tonelada

Como recompensa pelo serviço prestado – que em nenhuma dimensão chega a ser verdadeiramente recompensado – as corporações irão receber 75 euros por cada tonelada de resíduos reunida.

A associação que ficar em segundo lugar terá direito a cinco mil euros convertíveis em equipamentos de proteção florestal. As associações que recolheram mais pilhas terão acesso a 1500 euros em equipamento de proteção florestal. O mesmo para as que recolheram mais lâmpadas.

O Electrão criou, ainda, um prémio para chamar novos aderentes e incentivar a adesão à campanha por parte de novas associações humanitárias de bombeiros voluntários. A corporação estreante que reuniu a maior quantidade destes resíduos nesta última edição receberá 750 euros em cartões pré-pagos de combustível.

Este ano, serão, ainda, distribuídos prémios por regiões (Norte; Centro, Interior; Lisboa e Vale do Tejo, Sul e Ilhas), que correspondem às áreas de recolha dos equipamentos. Nessas categorias as associações irão receber 750 euros em cartões pré-pagos de combustíveis.

O “Quartel Electrão” conta já com quatro edições de sucesso. Tradicionalmente, os vencedores têm sido premiados com uma ambulância. Na primeira edição, 2011, foram recolhidas 1802 toneladas de equipamentos elétricos e saiu vencedora a corporação de Mangualde. A associação de Vila Nova de Famalicão sagrou-se campeã em 2015/2016, numa campanha que resultou na recolha de 1087 toneladas de equipamentos usados. Amarante venceu em 2016/ 2017. Nessa edição, foram recolhidas 1088 toneladas de equipamentos usados. Amarante voltou a repetir o feito em 2018/2019, edição em que a recolha rendeu 947 toneladas. Globalmente, esta campanha já permitiu a recolha de 4892 toneladas de pilhas e equipamentos elétricos usados.

Fonte e imagem: ELECTRÃO.

Foto: DR.

Freguesia de Lama recebe mais uma recolha de sangue e medula óssea no dia 04 de dezembro

Dezembro 2, 2020 em Atualidade, Concelho, Mundo, Saúde Por barcelosnahorabarcelosnahora

A Barcelos Solidário – Benemérita Associação Humanitária dos Dadores de Sangue do Concelho de Barcelos, realiza uma recolha de sangue e de medula óssea em Lama, no próximo dia 04 de dezembro.



Esta recolha decorrerá na sede da Junta de Freguesia da Lama, entre as 15h00 e as 19h30, contando com o apoio da referida Junta, da paróquia e do Instituto Português do Sangue e da Transplantação.

Cartaz da recolha (Imagem: Barcelos Solidário)

Imagem: BS.

Nutrição na preconceção e na gravidez

Dezembro 2, 2020 em Atualidade, Concelho, Mundo, Opinião, Saúde Por barcelosnahorabarcelosnahora
Sara Barbosa

Como sabem, a gravidez é um período de grande mudança no corpo da mulher, é um período que exige muitos cuidados e, como tal, uma boa alimentação será determinante para a boa saúde do bebé e da mãe.



Na preconceção é importante avaliar na mulher itens como a idade, os hábitos alimentares, o estilo de vida, o peso (para avaliar se há risco de um prognóstico desfavorável da gravidez e para determinar o ganho de peso recomendado, direcionando a intervenção nutricional), o consumo de tabaco, álcool ou drogas ilícitas e a existência de patologias.

A obesidade na preconceção pode causar malformações congénitas no bebé, devido ao maior risco de defeitos do tubo neural. Portanto, é muito importante a mulher possuir um bom estado nutricional antes da gravidez. Caso haja obesidade na preconceção é importante o controlo de peso durante a gravidez (alimentação e atividade física ligeira diária).

O período da gravidez exige uma alimentação completa, equilibrada e variada, adaptada às necessidades da mulher e à fase de gestação na qual se encontra. O mito da necessidade de comer por dois deve ser excluído. As necessidades nutricionais aumentam, a grávida deve comer bem em quantidade, mas muito melhor em qualidade, pois uma alimentação equilibrada assegura à mãe que as necessidades nutricionais e energéticas necessárias ao normal desenvolvimento do bebé são supridas. O aumento da ingestão calórica face ao valor indicado para a mesma pessoa não estando grávida, é de cerca de 300 a 330 kcal no segundo trimestre e cerca de 450 kcal no 3º trimestre, mas estes valores devem ser sempre ajustados de forma individual. Um maior aporte calórico vai refletir-se no aumento do peso da grávida que, por consequência, poderá condicionar o aparecimento de complicações no parto e na saúde futura do bebé. Já uma boa ingestão de água é fundamental para o aumento do volume sanguíneo.

A nível do ácido fólico, durante a gravidez, as suas necessidades aumentam. Recomenda-se a todas as grávidas a suplementação desta vitamina, que deve ser iniciada 2 meses antes da conceção até ao final do primeiro trimestre. É recomendado o consumo de alimentos ricos em ácido fólico, como o agrião, a beterraba, a couve lombarda, os espargos, a salsa, o arroz integral, o pão de mistura, o grão-de-bico, o feijão-frade e o feijão vermelho.

A nível do iodo, recomenda-se uma suplementação diária de 150 a 200 µg, devendo esta ser iniciada antes de engravidar e mantida durante a gravidez e a amamentação. O iodo é um micronutriente essencial utilizado pela tiroide para a produção de hormonas tiroideias. Durante a gravidez, estas hormonas são essenciais para o normal desenvolvimento cerebral do bebé.

O ferro é um nutriente essencial para o crescimento e metabolismo do bebé. Durante a gravidez, as necessidades de ferro aumentam, havendo, muitas vezes, necessidade de suplementação. Alguns alimentos ricos em ferro são o ovo, a sardinha, os legumes de folha verde, algumas frutas e as nozes.

Fazer uma alimentação saudável e equilibrada durante a gravidez leva a um maior bem-estar físico e psicológico, e consequentemente, uma melhor saúde da mãe e do bebé. O pequeno-almoço deve ser sempre realizado e são aconselháveis 5 a 7 refeições por dia. Uma boa alimentação está associada à diminuição de complicações intraparto e de muitas doenças na vida futura da criança e da mãe. Também a prática de atividade física moderada, de cerca de 30 minutos por dia, deve ser incentivada durante a gravidez para uma manutenção do peso adequado.

Por: Sara Barbosa*.

Foto: DR.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade da autora)

Jesus, esperavas mais do Gonçalo? Eu cá espero mais de ti…

Dezembro 2, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
Ricardo Esteves

Antes de começarmos, gostaria que assinassem esta petição – Petição para o Benfica começar todos os jogos a perder. : Petição Pública (peticaopublica.com). É para o bem de todos neste momento, acreditem. Nenhum benfiquista gosta de ver o seu clube perder, ainda para mais, quando parece que tal pode acontecer em qualquer jogo. Mas, por agora, parece ser a única forma de despertar uma reação e qualidade no nosso futebol (por muito que seja pouca).



Bom, feito o serviço público, vamos dar início à crítica dos últimos (e fatídicos) 3 jogos do meu Benfica:

– Começando pela festa da Taça:

Para vos ser sincero, não tenho assim muito a dizer sobre este jogo. Nem sequer me lembro bem do que se passou (até parece que voltei aos tempos áureos da universidade, mas desta feita, a festa foi diferente). Para além disso, admito que passei a maioria dos 90 minutos a contar carneiros.

– Passando pelo empate em Glasgow:

Sabes que a mentalidade da equipa, e do clube em geral, não está no sítio certo quando um dos capitães (neste caso, o Pizzi) diz que “O Benfica tem vindo a fazer coisas interessantes na Europa”. Se por interessante ele esteja a falar dos negócios efetuados ou dos últimos 15 minutos das últimas partidas, tem razão. Fora isso, não vejo motivo para tal afirmação. Este tipo de mentalidade reflete-se em campo. Nunca na vida podemos festejar um golo de empate contra o Rangers, com todo o respeito pelo clube de Glasgow e pela lenda do Chelsea que o comanda.

E Jesus, esperavas mais do Gonçalo? Eu cá esperava mais de ti…

PS: O Gabriel ainda deve estar a recuar para defender o lance do primeiro golo…

– E finalizando com a vitória na Cooperativa Agrícola do Estádio dos Barreiros:

Por incrível que pareça, foi o nosso melhor jogo dos 3, apesar das condições. E o melhor jogo do Everton com a camisola do Benfica. Espero que só melhore daqui para a frente, tem mais que qualidade para tal. Estranho foi essa exibição ter ocorrido nas condições que ocorreu – num campo de plantar batatas e contra uma equipa que (mesmo a perder!) pratica um antijogo que não faz falta nenhuma nos relvados portugueses, ou em qualquer um.

Tirando isso, bom esforço do Grimaldo (que parece dar vida ao Everton) e do Rafa (que mais parece um saco de boxe). Já Waldschmidt parece ter saudades do seu amigo Darwin e Jesus parece ter acordado, mostrando flashes do que era dantes, mandando o Lito Vidigal para o cara Elvas… calma!

Sobre Otamendi. Apesar dos erros, não acho nada correto o enxovalho que tem sido alvo nos media, especialmente de uma certa estação que cá todos sabemos. Tendo esta apresentado headlines como “Otamendi parece um bolo-rei”. Sou da opinião que o argentino não merece tal. Merece sim, é uns jogos no banco, apesar das soluções não serem as melhores.

Por fim, é de salientar a exibição de Seferovic. Não a que protagonizou dentro das quatro linhas, mas sim, a que fez fora, doando presentes para crianças de vários orfanatos lisboetas e, ainda, anunciando que irá concretizar 10 desejos a quem mais precisa, tornando, assim, o Natal destas pessoas um pouco melhor. Grande golo, Haris!

Por: Ricardo Esteves*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Óquei de Barcelos derrota UD Oliveirense no recinto desta

Dezembro 1, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

“Bolas paradas” estiveram em destaque

A contar para a 12ª jornada, o Óquei Clube de Barcelos (OCB) deslocou-se ao difícil recinto da UD Oliveirense, o Pavilhão Dr. Salvador Machado, em Oliveira de Azeméis. Este foi um confronto entre dois históricos do hóquei patinado português, com a vitória a sorrir aos barcelenses, por 4-7.



Com arbitragem de Luís Peixoto e João Duarte (AP Lisboa), o jogo contou com os seguintes alinhamentos:

UD Oliveirense – Xavier Puigbi, Marc Torra, Jordi Bargalló, Jorge Silva e Henrique Magalhães (cinco inicial); Nélson Filipe, João Almeida, Pedro Moreira, Lucas Martínez e Vítor Hugo (banco inicial); Paulo Pereira (treinador).

OCB – Conti Acevedo, Darío Giménez, Luís Querido, Miguel Rocha e Reinaldo Ventura (cinco inicial); Joka, Zé Pedro, Tomás Pereira, Joca Guimarães e Rafael Lourenço (banco inicial); Rui Neto (treinador).

O OCB entrou melhor, com Reinaldo Ventura a brilhar, bisando na partida, aos 6 e aos 8 minutos. Henrique Magalhães reduziu aos 11’. Aos 21’, Vítor Hugo é admoestado com azul e Darío Giménez não perdoou, marcando o 1-3 no livre direto correspondente. Este mesmo jogador leva azul aos 23’, mas Lucas Martínez não consegue marcar o livre direto. No entanto, Torra, ainda no período de power-play, faz o 2-3 com que se foi para o intervalo, na marcação de uma penalidade.

Óquei de Barcelos defrontou o seu anterior treinador, Paulo Pereira (Foto: Márcio Fernandes)

No reatamento, o OCB entre melhor outra vez e Darío Giménez abre as hostilidades, aos 2’, em novo livre direto a penalizar a UD Oliveirense pelo azul de Bargalló. Com o jogo parado, Martínez e Miguel Rocha também levam azul e o treinador, ex-OCB, Paulo Pereira leva amarelo. Aos 8’, Torra não consegue desfeitear Acevedo na marcação de uma penalidade. No minuto seguinte, foi a vez de Puigbi fazer o mesmo a Giménez num novo livre direto. Ainda neste minuto, Torra aponta novo penálti e reduz para 3-4.

No minuto 10’, Miguel Rocha faz o 3-5, também em power-play, pois João Almeida tinha sido admoestado com azul no minuto anterior. Dois minutos depois, Joca Guimarães aumenta a vantagem para 3-6. Aos 16’, o OCB chega à 10ª falta e Torra, e novo, aponta o livre direto e reduz a desvantagem para 4-6. Aos 21’, mais um momento quente, com Giménez a levar azul e Bargalló o vermelho. Dois minutos depois, Querido faz falta e leva azul, mas Martínez não marca a penalidade. Acevedo saiu antes do tempo e levou azul, sendo que Martínez teve nova oportunidade, mas em livre direto, tendo falhado de novo. Ainda nesse minuto, Joca Guimarães marcou e fechou o marcador em 4-7 para o OCB. Até ao final, apenas o livre direto de Torra, no último minuto, a castigar os barcelenses pela 15ª falta, sendo que também não converteu.

Golo de Darío Giménez (Foto: Márcio Fernandes)

Com esta vitória, o OCB ultrapassa este seu adversário e coloca-se na 2ª posição do campeonato. Na próxima jornada, os homens de Barcelos recebem o SL Benfica.

Fotos: Márcio Fernandes.

Prémio “Palco de Terra” para o Teatro do Noroeste-CDV e para Orlando Alves

Dezembro 1, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Iniciativa levada a cabo pelo Teatro de Balugas

A companhia de teatro de Viana do Castelo foi premiada, na categoria “Instituição”, pelo trabalho desenvolvido na dinamização e promoção do teatro amador na região através da rede cultural TEIA, com destaque para a realização do Festival Transfronteiriço de Teatro Amador PLATTA e a Bolsa de Criação Teatro Amador TEIA.



Na categoria “Personalidade”, a distinção foi para o ator e encenador Orlando Alves, por uma vida dedicada ao associativismo, com destaque para o Grupo Nun’Álvares, de Fafe, em especial para o trabalho desenvolvido no Teatro Vitrine.

O Prémio “Palco de Terra” é uma iniciativa da companhia Teatro de Balugas (Barcelos), cuja primeira edição se realizou em 2017. É um galardão concedido anualmente para reconhecer e agradecer o trabalho e o esforço de pessoas e instituições no âmbito do teatro realizado no meio rural e da criação artística sobre o Minho. A iniciativa tem o apoio da Câmara Municipal de Barcelos, Fundação INATEL e Junta de Freguesia de Balugães (Barcelos).

Os galardoados do “Prémio Palco de Terra 2020” foram anunciados hoje, 1 de dezembro, e como a entrega presencial foi cancelada devido ao estado de emergência em vigor, a cerimónia será transmitida online no dia 8 de dezembro, às 13h00, nas redes sociais do Teatro de Balugas.

Fotos: TB.

Pouco importa, queremos é levar a taça

Dezembro 1, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
João Dias

Foi com toda a naturalidade que o Porto foi ao estádio Alfredo da Silva derrotar o Fabril em jogo a contar para a Taça de Portugal. O típico jogo onde a equipa grande não tem nada a ganhar, é esperado que vença com facilidade…qualquer resultado que não fosse este seria uma enorme tragédia.



A verdade é que o Fabril conseguiu aguentar praticamente toda a primeira parte com a sua baliza inviolada, o Porto conseguiu criar um par de situações de perigo, mas a bola acabava por nunca entrar. Foi mesmo preciso um momento de magia para abrir o marcador, Otávio faz um cruzamento milimétrico, ao qual Toni Martínez, com um excelente pontapé acrobático, responde da melhor maneira, colocando a bola no fundo das redes do adversário. Estávamos, precisamente, no apito final da primeira parte.

Ao abrir a segunda, por volta do minuto 51’, Taremi faz o 2-0, que viria a ser o resultado da partida. Que belo jogo para complicar a vida a Sérgio Conceição, os dois avançados que, ultimamente, estão a “gritar” pela titularidade, conseguem faturar.

Comparando os plantéis e, até, avaliando os campeonatos em que estas duas equipas se inserem, talvez se esperasse um resultado mais dilatado, a verdade é que o Porto não fez muito por isso. Tal como temos visto em jogos anteriores, o Porto de Sérgio Conceição dá primazia à segurança defensiva ao invés do ataque “massivo”. São opções e, sinceramente, como adepto de futebol, preferia ver sempre um jogo aberto onde o extremo vai para cima do defesa, mas como adepto do Porto prefiro assim. Na procura pelo terceiro golo, o Porto poderia permitir ao Fabril marcar e ficar, assim, na discussão pelo resultado, mas como tal não aconteceu, o meu coração agradece.

É neste ponto de opinião que transito para a minha avaliação sobre o jogo da Champions contra o Marselha. Mais uma vitória! Já vamos com 9 pontos, creio que está praticamente fechada a qualificação, resta um empate.

Ainda há adeptos que esperavam ver Taremi na frente de ataque, junto a Marega. Esqueçam isso! O Sérgio já vos demonstrou que não é assim, nem será(!), a menos que entremos para um jogo em que é obrigatório marcar e arriscar. Mais um jogo do Porto em que não fomos brilhantes ofensivamente (que não é um requisito para ganhar partidas, como temos visto), mas fomos exímios defensivamente, faltando Pepe, atenção!

Cuidado com Sérgio Oliveira, que momento de forma, mais um golo! O primeiro da partida foi apontado por Zaidu, que também já merecia um golo, e então S. Oliveira, de penálti, fechou o resultado em 2-0.

A prova da solidez deste Porto está nestes dois resultados, em competições tão diferentes! Ganha, marcando dois golos e não sofrendo nenhum. Uma equipa atua nos campeonatos inferiores de Portugal, a outra está em primeiro lugar da liga francesa (nota: se ganhar os jogos que tem em atraso). A crítica fácil aponta para um Porto em serviços mínimos, mas é muito mais que isso, é um Porto competente!

Estou a gostar deste Porto, uma equipa de futebol é mesmo assim, constrói-se de trás para a frente e sinto que atrás está tudo muito seguro, o que permite à parte ofensiva ser mais “desleixada”. Neste momento, marcando um golo no jogo, o Porto praticamente ganha a partida, porque a sua solidez defensiva está a um nível altíssimo. E muita atenção à avaliação que fazemos da solidez defensiva, porque eu ainda me lembro do jogo de Paços e do Marítimo, mas em situações em que estamos em desvantagem tudo muda de figura. Avalio quando estamos 0-0, ou com vantagem na partida. Agora, se o adversário vai lá uma vez, num canto por exemplo, e marca…porque já aconteceu, a partir daqui o Porto tem de tentar procurar o seu golo e, por norma, expõe-se mais, como todas as equipas nestes tipos de situações.

Termino com a difícil vitória nos Açores, que acaba por ser um carimbo de “veracidade” sobre tudo o que relatei anteriormente. Uma equipa que sente dificuldade em criar ofensivamente, mas é muito segura defensivamente. Um jogo tradicionalmente muito difícil, ao qual acrescia a falta de descanso do plantel. Um bonito golo acrobático de Luis Díaz acabou por resolver o jogo. Um jogo completamente cinzento de ambas as equipas, onde só o resultado interessava. Mais três pontos. Estamos na luta!

Finalmente, Taremi foi titular na equipa azul e branca, mas…passou ao lado do jogo.

Um bem-haja a todos os amantes do desporto, aos Barcelenses e outros possíveis leitores por este mundo fora.

Viva o F.C. Porto! Viva o F.C. Porto!

Por: João Dias*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Webinar “Partilhas – Aspetos Jurídicos e Fiscais” a 04 de dezembro

Dezembro 1, 2020 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Organizado pela Escola Superior de Gestão do IPCA

No âmbito da unidade curricular de “Seminários Profissionais” da 11ª edição do Mestrado em Solicitadoria, a Escola Superior de Gestão do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) leva a cabo o webinar dedicado ao tema “Partilhas – Aspetos Jurídicos e Fiscais”.



A sessão será aberta a toda a comunidade académica, bem como, a todos os interessados nestas matérias e realiza-se a 04 de dezembro, pelas 18h30, com preleção de Fernanda Pereira, da Escola Superior de Gestão do IPCA.

Para assistir (a sessão não necessita de palavra-passe):

https://videoconf-colibri.zoom.us/j/82342504759

ID da reunião: 823 4250 4759

Imagem: IPCA.

[Ndr: notícia atualizada a 01.12.2020, pelas 22h45]

1 2 3 434
Ir Para Cima