Compostar para dar… frutos – Associação Viver Macieira!

Março 19, 2022 Ambiente, Concelho, Opinião

Barbara Rodrigues

Este mês proponho-me a sensibilizar “à distância”.

A Associação Viver Macieira fez dia 14 de março, 11 anos. Um sinónimo de vontade, partilha e criação de valor, independentemente de ser ou não entidade responsável pela gestão de resíduos nesse Município – chama-se responsabilidade ambiental. PARABÉNS!

Desta vez a Associação propos-se a criar valor a partir do “lixo”, corrijo, a partir de resíduos orgânicos (p.e. aqueles materiais que caem das árvores, sobram no prato, no frigorifico, nos jardins) e que pelas suas caraterísticas não podem ficar “muito tempo” armazenados…os famosos BIORRESÍDUOS. Aqueles materiais que se continuarem a ir parar ao “contentor do lixo” (local que supostamente só devemos colocar o que não tem valor), os portugueses terão que abrir “os cordões à carteira”! Porquê? Quanto maior a quantidade enviada para o caixote, maior vai ser a fatura da água ao final do mês (o Regime Geral de Resíduos introduziu um prazo para o PAYT – 2026 ).

Atualmente a fatura inclui uma linha associada à taxa de saneamento, e que transmite erradamente à população a mensagem “se pagamos a fatura do lixo é para colocar no contentor”. Já para não falar das emissões que podem ser evitadas com a recolha, deposição em aterro…

Barcelenses sabem quanto custa colocar um saco do lixo no contentor, a recolha, o tratamento?? Sabemos quanto custa um café mas não sabemos quanto custa o serviço que tanto exigimos, e não o valorizamos, porque a verdade é que não sabemos quanto produzimos e talvez nem estejamos a pagar o valor real daquilo que desperdiçamos.

O que fazer para evitar que se desperdice tanto no contentor?! Reciclagem de Resíduos Orgânicos (biorresíduos), chama-se Compostagem, seja ela doméstica, comunitária, ou municipal e pode transformar (com regras) as sobras de comida, como frutas, legumes, folhas, relva, entre outros, num novo produto – Composto.

Sabiam que dentro do V. saco de resíduos, cerca de 38% são orgânicos, por isso é que o saco pesa!

A Associação Viver Macieira, em 2021, decidiu participar numa das ações da Resíduos do Nordeste, em que retiramos e pesamos composto num dos nossos compostores comunitários. Contaram-nos a história, a ideia deles, a qual não posso deixar de felicitar e apoiar.

Esta Associção entre muitas inciativas, plantou um pomar para que os peregrinos que fazem o Caminho de Santiago possam colher frutas em espaço público. Ou seja, se os V. Orgânicos forem compostados poderão transformar-se em composto/fertilizante natural tão necessário para dar sabor às maçãs que todos nós podemos colher, mas pode também ser utilizado na V. horta, jardim ou vasos que têm na varanda…

Chama-se Economia Circular, porque podem devolver à terra valor, tão simples e necessário.

Se continuam a perguntar-se porque é que tenho que o fazer? É fácil, pensem porque é que todos os dias precisam de respirar….é uma condição para viver certo?! Então comecem a dar vida aos V. Orgânicos, pois estarão certamente a contribuir para a qualidade do ar que respiram…na V. Terra.

Obrigada!

Barbara Rodrigues

PUB

218910333_904017513661701_8501182798823808285_n-1.png

PUB

mod-art-300-250.jpg

PUB

Claudia-Campanha-Bnh.jpg

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima