COVID-19: Parlamento chumba proposta do PAN para um controlo sanitário eficiente nas fronteiras

Julho 11, 2020 Atualidade, Concelho, Economia, Mundo, Política

O Parlamento chumbou, ontem, a proposta do PAN que recomendava ao Governo o aumento dos meios de controle e de deteção da COVID-19 à entrada em Portugal, de modo a que a abertura das fronteiras nacionais não possa vir a representar um aumento do número de casos de contágio com o novo coronavírus.



“O Parlamento mostra-se, assim, alinhado com o Governo que teima em pôr tudo em risco, ao não garantir essa cautela, por exemplo, no que toca à reabertura do país aos voos internacionais. Estes voos são importantes para a retoma do turismo e da restauração, que são das principais atividades económicas do nosso país, face à dependência que temos dos mesmos. Mas o modo como o Governo o está a fazer – sem um eficaz controlo sanitário – levanta não só muitas dúvidas como também preocupações”, defende André Silva, porta-voz e deputado do PAN.

Dado que as evidências científicas permitem hoje afirmar que a melhor abordagem no controlo de entrada do vírus no país terá que ser a de uma estratégia combinada de atuação, o PAN continua a advogar que o Governo repense a opção por uma postura de “facilitismo sanitário” e adote medidas que salvaguardem a saúde de quem está no país ou de quem chega para o visitar, contribuindo também desta forma para aumentar os níveis de confiança por parte quem procura o país, nomeadamente, para turismo.

Para tal, entre as medidas propostas do PAN constam a obrigatoriedade de entrega, por parte de quem viaja, de uma declaração de teste negativo à COVID-19 realizado nas últimas 48 horas ou a recolha e registo de informações de saúde de todos os passageiros e viajantes internacionais, por meio de questionários eletrónicos (declaração de saúde do passageiro), preenchidos antes da chegada ou nos terminais de entrada, antes de ser concedida permissão para entrar no território com capacidade de livre circulação.

Fonte: PAN.

Foto: DR.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima