Da Jordânia para Portugal, voluntário da SOPRO no projeto YES, We Can!

Março 24, 2021 Ação Social, Atualidade, Concelho, Mundo

Laith Shaeen da Jordânia. voluntário no projeto YES, We Can!, esteve na SOPRO durante 1 ano, escreve carta aberta onde relata a sua experiência como voluntário em Portugal.

“Tudo começou com uma tag aleatória numa página de Facebook, onde vi uma descrição do programa Yes We Can! Não sabia nada sobre Portugal, nem nunca tinha estado na Europa, decidi candidatar-me mesmo antes do meu contrato de trabalho terminar. Recebi um telefonema de um jovem que trabalhava no centro juvenil de Amã, a dizer-me que fui aceite como candidato ao programa Yes, We Can!
Comecei a preparar os documentos necessários para o VISTO e, preparei as
minhas malas. Entretanto iniciei a minha viagem para o desconhecido, sem
conhecer Portugal e sua língua, cheguei ao aeroporto do Porto, fiquei fascinado mesmo antes de aterrar. As montanhas verdes e rios, vistos do céu, tudo era totalmente diferente para mim, pois o meu país, a Jordânia, é um dos mais pobres em recursos de hídricos e a maior parte do território é deserto.

Assim que cheguei, comecei logo a trabalhar para mudar o mundo e a torná-lo num lugar melhor. Ajudei a angariar alimentos e contribui para fazer muitas famílias felizes. Demos às pessoas a ajuda de que precisavam como roupa, mobiliário, comida ou apenas um sorriso. A minha atividade preferida foi angariar alimentos no Natal. Sei que participei em algo que fez com que as pessoas ficassem felizes, e isso mudou a minha perspetiva do voluntariado para sempre, é uma experiência que mudou a minha vida.
Apesar de terem sido tempos difíceis devido à Covid-19, isso não me impediu de explorar Portugal e de viver novas experiências.

Fiz canoagem pela primeira vez em toda a minha vida e apaixonei-me pela modalidade, a certa altura acabei por fazer canoagem todos os fins de semana. Também tive a oportunidade de experimentar o Surf, até agora foi a experiência mais marcante aqui em Portugal, foi uma experiência magnífica que nunca esquecerei. Tive a oportunidade de conhecer um país diferente, de ter sido apresentado a novas culturas, de conhecer pessoas fascinantes, de fazer as pessoas sorrirem e isso fez-me feliz.

Para mim a felicidade é a razão pela qual vivemos, por isso, estou mais do que contente por estar a viver entre as pessoas maravilhosas de Barcelos. Apesar de ter sido só por um ano, senti que pertencia aqui, senti-me em casa.”


Traduzido pela Mónica Romão, voluntária da SOPRO

Fonte|Foto: SOPRO @DR

PUB

218910333_904017513661701_8501182798823808285_n-1.png

PUB

Captura-de-ecra-2021-04-12-as-11.19.30.png

PUB

Claudia-Campanha-Bnh.jpg

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima