Desconfinado…e desconfiando

Junho 9, 2020 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião
Hugo Pinto

Esta semana falamos do regresso das competições da primeira liga de futebol. E, francamente, no que toca aos “três grandes”, dificilmente poderia ter começado pior.

No que toca ao meu Glorioso mais concretamente, achei miserável a forma indolente como encararam o jogo e a displicência com que desbarataram a hipótese, quiçá a última, de passar para a liderança da tabela classificativa e, assim, vir a sagrar-se campeão.



E em boa verdade, não se entende o porquê de tão fraco desempenho. Nove jornadas sem ganhar, no Benfica, é inadmissível. Num clube onde os jogadores são “mimados” até mais não, onde todos, absolutamente todos, os problemas lhes são resolvidos por funcionários do clube. E aqui p’ra nós, ando desconfiado que esse poderá ser o problema. Excesso de conforto pode ter levado ao excesso de acomodação. O único, repito ÚNICO, clube da europa, mesmo de entre os “tubarões”, que não aplicou medidas de lay-off, nem baixou os ordenados, tem toda a moralidade para exigir mais e melhor dos seus jogadores. E do treinador.

Não sei o que se passou, mas de repente parece que todos, treinador e jogadores, desaprenderam o que sabiam. Além de que não se compreende o porquê de jovens que estavam em bom nível na equipa principal terem, de repente, deixado de fazer parte das opções. Se Bruno Lage faz ponto de honra na recuperação anímica de jogadores, como é exemplo o caso do Taraabt, então devia ir para Psicólogo e deixar o Cargo para quem prefere ganhar jogos e campeonatos. Resta-nos esperar por amanhã, e ver como vão correr as coisas, num “palco” de má memória para treinadores encarnados. Foi lá o fim da carreira como treinador do Benfica para Rui Vitória. Daí, e uma vez mais eu digo, acorda Lage.

Viva o Benfica!

E pluribus unum.

Por: Hugo Pinto*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima