Dois jogos, dois adversários difíceis

Outubro 30, 2020 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião
Lucy Santos

Boa noite a todos os leitores do BnH.

Dois jogos e dois adversários difíceis. No passado domingo, fomos ao Dragão tentar pontuar. E gostei do que vi, apesar de não termos arrancado pontos, mas tivemos um Gil Vicente ousado.



Próximo dos 30m, vimos a possibilidade do Gil Vicente inaugurar o marcador perante um contra-ataque de Lino, mas travado pelo experiente Pepe. Tivemos, até então, boas defesas do nosso Denis, que tem estado em destaque, quase todos os jogos, e neste não foi exceção. Perto do intervalo, Evanilson fazia o 1-0 para o FC Porto. Um mau momento para o Gil Vicente, que poderia ter ido para o intervalo empatado a zero bolas e, quem sabe, se o resultado, não poderia ser outro…

O Gil Vicente, na segunda parte, não baixou os braços, nem deu o jogo por derrotado, e tentou resistir. Perto do minuto 70, foi assinalada grande penalidade, que foi defendida pelo gigante Denis. A 15m do fim, beneficiámos da superioridade numérica a nosso favor, quando Zaidu viu ser mostrado o segundo cartão amarelo da partida. Lutámos, mas o FC Porto soube gerir o resultado e acabámos por vir do Dragão sem pontos.

Num jogo diferente, mas com o resultado igual, foi o jogo com o Sporting em Alvalade. Não são jogos fáceis. Em casa dos adversários não temos nada a nosso favor e quando há favoritismo…muito menos! As duas equipas estavam encaixadas…literalmente. Até ao intervalo, o Gil Vicente conseguiu aguentar-se, mas sem criar grande perigo ofensivo. Na segunda parte, aos 52 minutos, Mineiro abriu o marcador num lance de bola parada. O Gil Vicente a ganhar, conseguiu aguentar até aos 83m, quando o Sporting fez a igualdade e, logo no minuto a seguir, fez o 2-1, por Sporar e Tiago Tomás, respetivamente. Os golos do Sporting saltaram do banco de suplentes…E nos descontos estava feito o 3-1. Parecia inacreditável, quando tudo parecia, mesmo que difícil, que iríamos sair de Alvalade com algum ponto e, na realidade, saímos sem nenhum.

Este resultado não condiz, em nada, com o jogo que fomos assistindo, porque parece-me um pouco exagerado, não fosse em 12 minutos sofrermos 3 golos quando passámos quase todo o jogo encaixados no jogo do Sporting e estivemos mesmo a ganhar.

São jogos difíceis, complicados, que ninguém gosta de perder, mas que é uma hipótese que, pesando na balança, com grandes adversários como estes…é fácil ver para onde tende o peso.

No próximo domingo, e ainda sem adeptos, jogamos na nossa fortaleza com o Vitória. Numa semana, 3 jogos de peso! E dois deles fora. Não são desculpas, são realidades. Não podemos pedir em demasiado, mas podemos pedir pontos já no próximo domingo. Sigam a página Barcelos na Hora e fiquem a par dos resultados do nosso Gil. Domingo, vistam a camisola, coloquem o cachecol e torçam…pelo nosso Gil Vicente. Não estamos no estádio, estamos em casa, em frente à TV a torcer pelos nossos.

Façam sentir a vossa força e apoiem o Gil Vicente…e em segurança!

Somos Gil!

Por: Lucy Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade da autora)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima