Erasmus + 2021-2027, enriquecer vidas, alargar horizontes.

Setembro 1, 2021 Atualidade, Concelho, Opinião
Nuno Varajão Barbosa

Nuno Varajão Barbosa é o convidado a partilhar a sua opinião no mês de setembro no nosso espaço. Licenciado em Gestão no Instituto Superior de Gestão – Lisboa, é Docente e Formador nas áreas da Economia, Gestão e Marketing nos últimos 27 anos, tem conhecimento das necessidades educativas e da formação em contexto de trabalho em Portugal e nos países da União Europeia. Criou três Clubes Europeus em diferentes Instituições de Ensino e é Presidente da Mobility Friends desde a sua fundação. A participação e coordenação de vários projetos internacionais no âmbito do Erasmus +, permitiu construir uma extensa rede de contatos a nível local e internacional.

Criado em 1987, o programa foi buscar o nome ao filósofo, teólogo e humanista Erasmo de Roterdão, que apesar do nome ligado à cidade holandesa, foi muito mais alma itinerante do que homem de um lugar só. Erasmus funciona também como acrónimo para ‘European Community Action Scheme for the Mobility of University Students’, ou, em português, Plano de Ação da Comunidade Europeia para a Mobilidade dos Estudantes Universitários.

No dia 25 de março de 2021, a Comissão Europeia apresentou oficialmente o novo programa Erasmus+ para o período de 2021-2027, dotado de 26,2 mil milhões de euros. Comparando com os 14,7 mil milhões de euros do período de 2014-2020, o novo e reformulado programa, financiará projetos de mobilidade para fins de aprendizagem e de cooperação transfronteiras abrangendo dez milhões de europeus de todas as idades e de todas as origens.

O programa vai tentar ser ainda mais inclusivo e apoiar as transições ecológica e digital, como previsto no Espaço Europeu da Educação, e apoiará igualmente a resiliência dos sistemas de educação e formação face à pandemia.

O novo Erasmus+ oferece oportunidades para períodos de estudo no estrangeiro, estágios, aprendizagens e intercâmbios de pessoal em todos os domínios da educação, formação, juventude e desporto.

O esforço de resiliência do Erasmus+ no contexto da pandemia mobilizará centenas de milhares de escolas, instituições de ensino superior, institutos de formação profissional, professores, jovens, organizações de juventude e desportivas, sociedade civil e outras partes interessadas.

O Programa contribuirá para acelerar novas práticas que melhoram a qualidade e a pertinência dos sistemas de educação, formação e juventude na Europa, a nível nacional, regional e local.

Como a pandemia de Covid-19 aumentou as desigualdades, sobretudo entre os jovens,   o princípio de solidariedade tem que ser a razão de ser da acção do Erasmus + 2021-2027. E importante que as organizações que trabalham com pessoas que têm menos oportunidades de acesso ao programa Erasmus+, consigam expandir a participação de pessoa provenientes de meio socioeconómicos desfavorecidos, pessoas que vivem em meios rurais ou isolados, ou ainda pessoas com necessidades educativas especiais.

A Mobility Friends no período de 2021-2027, continuará a abrir horizontes para milhares de jovens e adultos, proporcionando todas as condições para que realizem as suas mobilidades com sucesso, em Portugal ou no estrangeiro.

Como entidade de acolhimento, recebemos mais de 20.500 participantes, nas cidades de Barcelos, Braga, Esposende, Póvoa de Varzim, Lisboa, Portimão e Funchal, desde o mês de maio de 2012, contribuindo para o enriquecimento cultural, profissional e pessoal de pessoas provenientes dos seguintes continentes: Europa, Ásia, África e América.

Os projetos no âmbito do Erasmus Capacity Building, permitem à Mobility Friends ou a qualquer outra organização de aumentar a capacidade de trabalhar e cooperar globalmente. É uma das poucas ações Erasmus + que têm como alvo países fora da UE.

Como entidade de envio, a Mobility Friends proporcionou no ano de 2019, uma formação em contexto de trabalho (estágio) durante 3 semanas na Polónia, a 60 alunos e 6 professores da Escola Secundária Rocha Peixoto, Escola Secundária de Barcelinhos e Escola Secundária Alceides de Faria. No ano de 2021,  45 alunos e 6 professores da Escola Secundária Rocha Peixoto, Escola Secundária de Barcelinhos e Escola Profissional de Esposende, vão participar também numa mobilidade de três semanas na Bulgária.

A Mobility Friends durante os últimos nove anos tem criado sonhos e contribuído para uma “Geração Erasmus”, enriquecendo vidas e alargando horizontes.

Os parceiros locais privados e públicos têm tido um papel muito importante no suporte de todas as atividades dos participantes da Mobility Friends, participando também com os seus colaboradores, nas mobilidade no exterior, no âmbito dos nossos projetos de parceria com inumeras organizações estrangeiras.

Agradecemos também aos parceiros locais que acolhem os participantes da Mobility Friends com necessidades educativas especiais, contribuindo assim para a inclusão de todos no Erasmus +.

Vamos continuar a divulgar as marcas “Barcelos” e “Portugal”, no papel de embaixadores dos Barcelenses, levando a todos os cantos do mundo a Lenda do Galo, o Figurado, a Cerâmica, a Feira Semanal, a Festa das Cruzes, o Caminho de Santiago, a história, a cultura, a gastronomia,  e a hospitalidade das gentes de Barcelos, porque Barcelos foi, é, e será, território com Identidade Europeia.

Se é Jovem ou adulto, deve aproveitar as oportunidades do Erasmus + 2021-2027, saia da sua zona de conforto, pois mais do que um programa, “o Erasmus é uma atitude”.

Por: Nuno Varajão Barbosa – Licenciado em Gestão, Professor e Presidente da Mobility Friends.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

PUB

218910333_904017513661701_8501182798823808285_n-1.png

PUB

Captura-de-ecra-2021-04-12-as-11.19.30.png

PUB

Claudia-Campanha-Bnh.jpg

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima