Errar

Novembro 8, 2020 Atualidade, Concelho, Cultura, Opinião
Joana Martins

É um erro

Pensar que somos de ferro.

Em carris,

Onde corre o comboio da vida.

É um erro

Pensar que errar

Não tem saída,

Não tem volta.

Deixa o perdão à solta

E perdoa-te.

Erramos quando confiamos

Quando damos demais

E nos esquecemos

De nós mesmos.

É um erro permitir

Que as críticas dos outros

Nos façam sentir

Algo que não somos.

Errar

Não te faz má pessoa

Não é ter o coração envenenado.

É ser humano!

Errado,

É permitires ser julgado,

Por algo que não és!

Errado

É sentires

Que uma opinião

Sobre ti

Te oprime

Da liberdade

Do Eu que te define.

.

Faz do erro aprendizagem e segue com sabedoria.

Por: Joana Martins*.



(* A redação do poema é única e exclusivamente da responsabilidade da autora)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima