Fábia Maia: “O mais importante na luta pelo sucesso é respeitar a liberdade dos outros”

Março 5, 2021 Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo

A cantora Barcelense Fábia Maia, conversou com o Barcelos na Hora sobre o seu percurso musical e a sua mais recente conquista como finalista do Festival da Canção.

BnH – Como surgiu a música na sua vida?

Fábia Maia – É muito importante eu focar isto, venho de uma família com poucas possibilidades, vivia só com a minha avó e a minha mãe, os meus pais separaram-se muito cedo. Na escola sentia-me sempre o “patinho feio”, pelo cabelo que tinha e a anca muito larga para a minha idade. Então a minha avó encontrou solução para isso, como gostava muito que eu aprendesse a tocar um instrumento, inscreveu-me numa escola de música.

Mais tarde tive oportunidade de conhecer alguns músicos que admirava, como Jimmy P, Slow J, que participaram no meu primeiro trabalho, e foram importantes para eu perceber o caminho que queria seguir.

Sempre trabalhei e estudei, mas em 2020 no início da pandemia, tomei uma decisão. Despedi-me do emprego que tinha porque me matava a “criatividade”, fiz mudanças muito drásticas na minha vida, e quando eu faço essa mudança de “chip” aparece o convite “direto” para o Festival da Canção.

Fábia Maia

BnH – Sente que vão surgir mais oportunidades depois do Festival da Canção? Como é que está a ser a experiência?

Fábia Maia – É impossível estar no palco dos palcos e não surgirem daí novas oportunidades, independentemente de ganhar ou não.

A experiência está a ser muito cansativa. Temos muitos ensaios, mas estou a gostar muito. Estar em contacto com a produção faz-me sentir bem, e é importante para eu perceber como as coisas se fazem. Conheci muitas pessoas da organização, que levo no meu coração, são excelentes naquilo que fazem.

Para mim foi também uma vitória, porque fui um dos temas menos gostados e passei à Final.

BnH – Já tens alguma surpresa preparada ou estás apenas focada na Final?

Fábia Maia – Estava muito focada na semifinal, só pensava naquilo, neste momento o facto de estar na final significa que posso relaxar. Estou relaxada porque lá estou.

Já terminei o meu primeiro álbum, e vou agora lançá-lo, que é realmente aquilo que eu quero de coração, com festival ou sem festival. Se ganhar “fixe” por que sei que muita gente vai sorrir comigo, se não ganhar a minha história não acaba aqui.

BnH – Gostavas de deixar uma mensagem às pessoas que te acompanham?

Fábia Maia – Para quem me conhece, e para quem não me conhece, eu tenho uma mentalidade quase de “Ronaldo”, o Ronaldo por muito que lhe digam que ele não é o maior, ele sabe que é, e eu aprendi a fazer isso. Sou uma pessoa que já recebeu muitos nãos, mendiguei para ouvirem as minhas músicas, para uma editora trabalhar comigo, mas acho mesmo que Deus escreve direito por linhas tortas. E agora percebo que o meu caminho tinha que ser feito com o meu trabalho.

Queria também dizer às pessoas que não desistam dos sonhos delas, não há sonhos impossíveis.

O mais importante na luta pelo sucesso é respeitar a liberdade dos outros, a liberdade é o sucesso para a eternidade. A minha música reflete muito isso, a música que levei ao festival, “que Dia Lindo para dizer que tudo tem a sua forma de ser”.

A transmissão é feita pela RTP, amanhã dia 6 de março, a canção vencedora irá representar Portugal  no Eurovision Song Contest, que este ano tem lugar em Roterdão, nos Países Baixos, nos dias 18, 20 e 22 de maio.

Para votar na Barcelense Fábia Maia

Canção nº 3: “Dia Lindo” – Fábia Maia
760 30 31 03

Foto: DR

PUB

WhatsApp-Image-2021-04-09-at-14.18.52.jpeg

PUB

Captura-de-ecra-2021-04-12-as-11.19.30.png

PUB

Claudia-Campanha-Bnh.jpg

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima