Galeria Municipal de Arte acolhe “Sinfonia azul Porto” de Paulo Vilas Boas

Abril 24, 2021 Atualidade, Concelho, Cultura, Lazer

A Câmara Municipal de Barcelos assinou, quinta-feira, 22 de abril, com o Novo Banco um acordo de cedência da obra “Sinfonia azul Porto”, da autoria do barcelense Paulo Vilas Boas.


A obra está exposta na Galeria Municipal de Arte por um período de cinco anos, havendo a possibilidade de o prazo ser prolongado.


Após a assinatura do acordo de cedência, o Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, falou do gosto que é receber uma obra de um pintor barcelense que deu um significativo contributo para a cultura. “É com satisfação que vejo esta cedência, principalmente porque estamos a valorizar a nossa cultura, os nossos artistas, as pessoas que levavam e continuam a levar o nome de Barcelos para todo o lado. Trata-se de uma cedência por cinco anos, mas desejo que se trate de uma cedência permanente”.


Miguel Costa Gomes aproveitou, ainda, o momento para falar do associativismo barcelense, caraterizado em mais de três centenas de associações: “Além da riqueza cultural, Barcelos tem também uma grande riqueza desportiva e recreativa. Temos uma caraterística muito peculiar, porque temos 306 associações, e foi através desta riqueza que foi possível valorizar ainda mais a nossa terra e atrair mais turistas e visitantes”.


Por sua vez, o CEO do Novo Banco, António Ramalho, falou do “Novo Banco Cultura”, para afirmar que o projeto passa por criar protocolos com espaços culturais espalhados por todo o país, de forma a estes acolherem obras de arte até então reservadas. “Quisemos retirar dos nossos gabinetes obras de arte, criando uma espécie de roteiro nacional e dando à sociedade a possibilidade de usufruir de cultura. No caso concreto de Barcelos, trata-se de um depósito, mas desejamos que se renove”.


Paulo Vilas Boas nasceu em Alvelos, em 1940, e faleceu, no Porto, em 2011. Entre 2000 e 2009 foi diretor artístico da Galeria Municipal de Arte e as suas obras sempre oscilaram entre o excesso de luz e dia e a melancolia da cor, com preferência pelos azuis. Ficou conhecido como “o pintor dos azuis”.
A obra “Sinfonia azul Porto” foi pintada em 1985 e representa trechos do Porto, cidade onde Paulo Vilas Boas viveu desde os 17 anos.


“Novo Banco Cultura” é um projeto que agrega 100 obras de vários autores, que permitem retratar a história da pintura europeia entre o século XVI e XX.

Fonte: MB

PUB

WhatsApp-Image-2021-04-09-at-14.18.52.jpeg

PUB

Captura-de-ecra-2021-04-12-as-11.19.30.png

PUB

Claudia-Campanha-Bnh.jpg

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

DECO: Poupar é ganhar

Numa estratégia de proximidade, a DECO Forma, projeto formativo da DECO, realiza
Ir Para Cima