Gestão comprometida e Paradela na 1ª

Abril 18, 2019 Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião
Gonçalo Santos

Olá, amigos!

Mais uma vez vos escrevo em substituição do meu amigo Luís Gonçalves.

Com o aproximar do final campeonato é normal que todas as atenções se centrem nos lugares de decisão, quer sejam de luta pelos títulos, quer sejam de luta pela manutenção ou promoção.



Esta jornada, vou centrar um pouco mais esta crónica no jogo a que eu pude assistir, que foi o Carapeços – Carvalhal. Em que não é, nada mais, nada menos, do que o atual líder da classificação e o Campeão em título.

Como vos conto, assisti a um jogo em que o Carapeços venceu, e convenceu, por 3-0, um Carvalhal em gestão para as meias-finais da Taça Cidade de Barcelos. Mas, mesmo pelo facto de estarem com as atenções viradas para um troféu em que estão bem posicionados para vencer, o Carvalhal é o Campeão em título e deveria ter demonstrado mais do que aquilo que demonstrou. Foi um Carvalhal a medo, apático, com linhas muito baixas e apenas um homem a dar luta aos centrais adversários, que jogou como pivot. Mas a estratégia não resultou, nem de perto, nem de longe, e acabaram com uma derrota justa por 3-0. Mas o volume do resultado deve-se, também, à excelente qualidade de jogo que o Carapeços apresentou, com uma equipa sólida, construindo desde trás em posse e criando bastantes oportunidades de golo.

Por motivos desportivos, não consegui ver os últimos 10 minutos da partida, mas, depois, informaram-me que tinham sido expulsos 2 jogadores do Carvalhal após o meu abandono do parque de jogos do Carapeços. Sendo assim, e segundo o relatório do conselho de disciplina, a estratégia de gestão do Carvalhal acaba comprometida, uma vez que irá ficar privado de dois jogadores para o jogo das meias-finais da Taça Cidade de Barcelos.

No fundo da tabela, destaque para o Campo, que venceu o Macieira pela margem mínima e aproveitou o empate do Lijó com o Baluganense, aproximando-se do Lijó e dando um passo importante na luta pela manutenção, que está bastante renhida entre Lijó, Campo, Silva e Baluganense, sendo o Lijó a equipa melhor classificada no momento.

Não poderia escrever sem dar destaque à vitória esmagadora do Negreiros, por 9-2, sobre o Silva, que está em claras dificuldades na luta pela manutenção.

Na segunda divisão, o Paradela conseguiu garantir a subida de divisão e está mais perto do titulo de campeão, que pode surgir já na próxima jornada. O Aborim também está bem cotado para subir de divisão, mas está numa fase decrescente de resultados, porque tem perdido pontos frequentemente e, nesta jornada, empatou no reduto do Chorente a 3 bolas.

Interessante está a disputa pelos lugares de promoção e destaque para a curta distância entre o terceiro e sétimo classificados, que é apenas de 4 pontos. O Milhazes, que está a fazer um esplêndido campeonato, fixou-se no 3º lugar e está melhor colocado que os perseguidores, que são, respetivamente: Lama, Cristelo, Feitos e Águas Santas.

Nesta jornada, dos oito primeiros classificados, apenas o Aborim não venceu!

O Silveiros tem o destaque pela negativa porque, com a derrota caseira diante de um forte Milhazes, conseguiu atingir os 3 dígitos de golos sofridos!

Despeço-me com os votos de uma Feliz e Santa Páscoa para todos.

Abraço deste vosso amigo.

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima