Gil Vicente derrotado em casa pela Oliveirense

Dezembro 2, 2017 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo

Em jogo disputado hoje de manhã, no Estádio Cidade de Barcelos, o Gil Vicente não conseguiu suplantar o seu adversário, a Oliveirense, terminando o jogo com uma derrota por 1-2.



Os gilistas eram favoritos neste jogo, primeiro por jogarem em casa e, depois, porque estão bem acima da Oliveirense na tabela classificativa. No entanto, esse favoritismo teórico não se fez sentir no resultado final.

Com arbitragem de Cláudio Pereira (AF de Aveiro), coadjuvado por Carlos Campos e Marco Vieira, com Sérgio Soares como 4º árbitro, as equipas entraram com os seguintes 11 jogadores:

Gil Vicente: Rui Sacramento, Luiz Eduardo, Vítor Tormena, Gabriel, Luís Tinoco, Miguel Abreu (Rafael Batatinha, 88’), André Fontes (Reko, 77’), Jonathan Rubio, Camara (João Pedro, 68’), James Igbekeme e Fall. No banco ficaram Júlio Neiva, Sandro, Henrique Brito e Ricardinho.

UD Oliveirense: Coelho, Xandão, Ricardo Tavares, João Mendes, Mathaus, Riascos, Alemão, Sérgio Ribeiro (Clayton, 75’), João Amorim (Boukassi, 75’), Diogo Valente (Rafa, 84’) e Godinho. No banco ficaram Kadú, Sérgio Silva, Cuero e Gabi.

Estatisticamente, o jogo foi equilibrado, com 50% de posse de bola para ambas as equipas; 10-9 em remates; 19-16 em faltas cometidas; 8-6 em cantos; e 0-1 em cartões amarelos (Alemão, aos 86 minutos).

Os forasteiros marcaram primeiro, por Sérgio Ribeiro, aos 42 minutos da 1ª parte. O golo apareceu na melhor altura para os visitantes e na pior para os da casa, pois pouco depois, as equipas saíram para o balneário.

O intervalo parece ter feito bem aos gilistas que pouco depois do reatamento, aos 53 minutos, por intermédio do nigeriano James Igbekeme empataram o jogo a 1 bola. Pouco depois, Jorge Casquilha começava a mudar as peças, colocando um jogador de pendor mais atacante, João Pedro. Já Pedro Miguel ia refrescando a equipa e esta ia sendo mais perigosa e dominadora. O “golpe de teatro” surgiu já a poucos minutos do final da partida, aos 87’, quando Riascos, numa época mais produtiva do que a anterior, marcou aquele se seria o golo da vitória para os homens vindos de Oliveira de Azeméis, num remate “estranho”.

Logo de seguida, Casquilha tira uma unidade mais defensiva (Miguel Abreu) e mete uma mais ofensiva (Batatinha) mas já não foi a tempo de conseguir, sequer, o empate.

Com este resultado, o Gil Vicente coloca-se no 10º lugar, com 19 pontos em 15 jogos. Na próxima semana, mais concretamente dia 10 de dezembro, visita a Madeira, onde defronta o Nacional da Madeira, com jogo a iniciar às 16h00.

Imagem: GVFC (alterada).

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima