Gil Vicente empata a uma bola em Tondela

Janeiro 5, 2020 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo

O Estádio João Cardoso recebeu mais um jogo a contar para a 15ª jornada, opondo o CD Tondela ao Gil Vicente FC.



Com arbitragem de António Nobre (AF Leiria), coadjuvado por Nuno Pereira e Pedro Felisberto, com Hugo Silva (AF Santarém) como 4º árbitro, o jogo contou com os seguintes alinhamentos:

CD Tondela – Cláudio Ramos, Filipe Ferreira, Ricardo Alves, Yohan Tavares, Moufi, Xavier, Pepelu, Jaquité (João Pedro, 73’), Murillo, Jonathan Rubio (Richard, 83’) e Denilson (Rúben Fonseca, 73’). No banco ficaram Niasse, João Reis, Strkalj e Philipe Sampaio.

Gil Vicente FC – Denis, Fernando Fonseca, Nogueira, Rúben Fernandes, Henrique Gomes, Claude Gonçalves, Soares, Rúben Ribeiro (Romário Baldé, 68’), Baraye (Naidji, 68’), Lourency (Ahmed Isaiah, 86’) e Sandro Lima. No banco ficaram Bruno, João Afonso, Edwin Vente e Samuel Lino.

Jogo que marcou a estreia a titular do novo reforço gilista Rúben Ribeiro e que ficou decidido, em termos de resultado final, ainda dentro do primeiro quarto de hora de jogo.

Marcaram primeiro os da casa, pelo central Ricardo Alves, logo aos 5’. Aos 15’, Baraye estabeleceu o empate. Os gilistas recuperam a bola ainda no seu meio-campo, com os tondelenses a ficarem a reclamar falta. A bola passa para o ataque do Gil Vicente, com Rúben Ribeiro a mudar o flanco de jogo para a direita, onde Fernando Fonseca deixa para o senegalês Baraye, que “fuzila” o internacional português Cláudio Ramos, apontando o golo do empate e fechando, ainda bem cedo, o resultado final: 1-1.

No final do jogo, as estatísticas mostraram mais posse de bola para o Tondela (58%-42%), com o Gil Vicente a ter mais remates (15-9), mais faltas cometidas (21-19) e mais cantos (5-3); empate em número de cartolinas amarelas: duas para cada equipa.

Denis, guarda-redes dos gilistas foi considerado, pela Liga, o “Homem do Jogo”.

Na próxima jornada, o Gil Vicente recebe o Belenenses SAD, dia 16 de janeiro, pelas 15h00. Será o regresso do antigo treinador gilista Pedro Ribeiro.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima