Gil Vicente FC “conquista” Guimarães e a manutenção

Julho 10, 2020 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo

Vitória por 1-2 com golos gilistas nos descontos

Os Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, recebeu a partida Vitória SC – Gil Vicente FC, a contar para a 31ª jornada da Liga NOS.



Com arbitragem de Vítor Ferreira (AF Braga), coadjuvado por Pedro Fernandes e Paulo Miranda, com Manuel Mota (AF Braga), o jogo contou com os seguintes alinhamentos:

Vitória SC – Douglas, Hanin, Suliman, Frederico Venâncio, Sacko, Poha (PêPê, 85’), Mikel Agu, André André (André Almeida, 85’), Ola John (Davidson, 67’), Edwards (Ouattara, 78’) e Bruno Duarte (João Pedro, 78’). No banco ficaram Jhonatan, Pedro Henrique, Víctor García e Abouchakaba.

Gil Vicente FC – Denis, Alex Pinto (Vítor Carvalho, 76’), Rodrigo, Ygor Nogueira, Edwin Vente, João Afonso (Kraev, 76’), Soares, Rúben Ribeiro, Baraye (Ahmed Isaiah, 64’), Lourency (Samuel Lino, 64’) e Hugo Vieira (Claude Gonçalves, 97’). No banco ficaram Bruno e Fernando Fonseca.

Jogo de sensações fortes, com vimaranenses na luta pela Europa e com gilistas pela permanência. Saíram os “Galos” a ganhar.

O intervalo chegou com 0-0 e só a segunda parte trouxe sumo para o jogo. Aos 63’, os da casa abriram o marcador, por Bruno Duarte. Boa penetração de Edwards à linha, cruzamento para a pequena área e brasileiro a limitar-se a empurrar para a baliza.

Vítor Oliveira mexeu na equipa, refrescou unidades, primeiro, e, depois, apostou no ataque, tirando jogadores de teor mais defensivo e trocando-os por mais ofensivos. Quando se pensava que o 1-0 iria ser o resultado final, os gilistas marcaram. Aos 93’, recuperação de bola na defensiva, metida em Soares que faz um grande passe longo, de rutura. De início, parecia que a defensiva vimaranense iria controlar o lance, mas Sacko facilitou, Rúben Ribeiro acreditou e, ainda de longe, rematou para a baliza, fazendo o 1-1. Aos 97’, o treinador gilista troca Hugo Vieira por Claude Gonçalves, para “queimar” tempo e dar solidez ao meio-campo, dando a entender que o empate já servia para os intentos. Mas as redes ainda mexeriam e seria as da baliza dos da casa. Aos 99’ (?), recuperação de bola ainda no meio-campo defensivo, com apenas dois gilistas a levarem a bola. Entra um terceiro na joga para o passe de rutura para a linha, de onde sai cruzamento recuado para a área. Mais uma vez, a defensiva da casa parecia ter a bola controlada, mas Kraev não acredito nisso, apertou e roubou a bola, virou-se para a baliza e, ainda de ângulo apertado, marcou o golo da vitória gilista e da confirmação da tão ansiada permanência.

Com a vitória, o Gil Vicente FC alcança os 39 pontos. Na próxima jornada, dia 14, pelas 21h30, recebe o CD Tondela.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima