Gil Vicente perde na Covilhã em jogo decidido na segunda parte

Dezembro 21, 2017 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo

O Gil Vicente deslocou-se à Serra da Estrela para defrontar o Sporting da Covilhã, no Estádio José Santos Pinto, em jogo a contar para a 18ª jornada.



Arbitrado por Artur Soares Dias (AF Porto), coadjuvado por Rui Licínio e André Dias, com Fábio Melo como 4º árbitro, o jogo começou com os seguintes onzes:

Sporting da Covilhã, treinado por José Augusto: Igor Rodrigues, João Dias, Zarabi, Joel, Paulo Henrique, Djikiné (Diarra, 47’), Reinildo, Gilberto (Índio, 57’), Renato, Adul Seidi (Hudson, 87’) e Fatai. No banco ficaram Igor Araújo, Amadú Turé, Moses e Gerson.

Já Jorge Casquilha, treinador dos gilistas, apresentou Rui Sacramento, Gabriel, Luiz Eduardo, Vítor Tormena, Luís Tinoco, Ricardinho (Camara), Miguel Abreu (Sandro, 45’), James Igbekeme, Jonathan Rubio, Rui Miguel e Fall. No banco ficaram Júlio Neiva, Reko, Rafael Batatinha, Rui Faria e Tiger.

Na disciplina, os da casa foram “amarelados” três vezes e os gilistas duas: Gilberto (17’), Zarabi (21’), Renato (46’); Rui Miguel (38´) e Luiz Eduardo (47’).

O resultado acaba por ser enganador pois ao intervalo havia um empate a 0. Apenas na segunda parte os golos aqueceram a tarde na Covilhã. E foram três, todos para os da casa. O nigeriano Fatai abriu o marcador aos 61 minutos. Foi apenas nos 10 minutos finais que o resultado desequilibrou-se para os covilhanenses, com Diarra a marcar aos 81 minutos e três minutos depois, aos 84, Índio a fechar a contagem e a deixar o Gil Vicente a números irrecuperáveis: 3-0 para os da casa.

Os dados estatísticos comprovam que o equilíbrio foi a tónica do jogo, sendo que o resultado acaba por ser, um tanto ou quanto, enganador. Os gilistas foram mais rematadores (14 contra 13 remates; os da casa tiveram mais posse de bola (53% contra 47%), cometeram mais faltas (19-17) e foram mais vezes admoestados com cartões amarelos: 3-2; em cantos, houve um empate a 4 para cada lado.

Com esta derrota, o Gil Vicente mantém os 21 pontos, podendo ser ultrapassado por Cova da Piedade e Oliveirense, que ainda não jogaram (a Oliveirense joga ao início da noite) e vê o seu oponente de hoje a “colar-se”, ficando com os mesmos pontos.

A seguir há um interregno para os gilistas, que só voltam a jogar para a LEDMAN LigaPro no dia 6 de janeiro de 2018, pelas 16h00, recebendo o Real Massamá.

Imagem: GVFC (alterada). Foto: GVFC.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Seguimos Líderes

Bem-haja, caros leitores do Barcelos na Hora. Desta feita, não facilitámos minimamente
Ir Para Cima