Gil Vicente visita União da Madeira e traz empate a 0 na bagagem

Fevereiro 4, 2018 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo

Jogo entre “aflitos” no Estádio do Centro Desportivo da Madeira, arbitrado por Bruno Rebocho (AF Lisboa), coadjuvado por António Franco e Rui Amaral. O 4º árbitro foi Pedro Mota (AF Lisboa). O União da Madeira, 16º e a 1 ponto da linha de água, enfrentou o Gil Vicente FC, 18º e a 1 ponto dos madeirenses (22 para 23 dos insulares).



Ricardo Chéu, treinador do União, apresentou Chastre, Allef, Nduwarugira, Ciss, Sylla (Peterson, 66’), Tiago Moreira (Júnior, 81’), Tiago Almeida, Miguel Lourenço, André Carvalhas (Betinho, 66’), Luan e Laércio no onze inicial. No banco ficaram Ravi, Flávio Silva, Mendy e Bruno de Morais.

Já Paulo Alves, treinador gilista, fez alinhar no onze inicial Rui Sacramento, Gabriel, Luiz Eduardo, Sandro, Dimba (João Vasco, 63’), Jonathan Rubio (Ricardinho, 93’), Aldaír, Alphonse, James Arthur (Miguel Abreu, 81’), Frédéric Maciel e Gonçalo Abreu. No banco ficaram Rafa Pires, Rui Faria, André Fontes e Fall.

O jogo foi muito repartido, sendo o resultado final o espelho disso mesmo. E, já agora, as estatísticas do jogo também. Senão, vejamos: os da casa tiveram mais posse de bola (56%-44%) e mais cantos (9-5). Já os gilistas tiveram mais remates (14-12) e mais faltas cometidas (12-11). Ambas as equipas tiveram dois jogadores admoestados com cartão amarelo (Miguel Lourenço, aos 47’, e Peterson, aos 88’, pelo lado dos unionistas; Alphonse, aos 40’, e Rui Sacramento, aos 93’, pelos gilistas) e nenhum com a cartolina vermelha.

Assim sendo, o Gil Vicente soma um ponto, ficando com 23, e na próxima jornada, dia 11 de fevereiro, pelas 11h15, com transmissão televisiva, recebe a candidata ao título e à subida, Académica de Coimbra.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima