Golão no Silêncio!

Junho 15, 2020 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião
Ricardo Moreira

Bem-haja, caros leitores no BnH.

Mais uma jornada onde impera o, por vezes até, avassalador silêncio no estádio!



Já o disse, e repito, não me identifico com o jogo sem público, que, por si só é a Alma do Futebol! Futebol sem assistência ao vivo, para mim, não chega sequer a ser espetáculo!

Mas reconheço que esta é a nova realidade, possível, para já. Assim sendo, desta feita, mesmo sem conseguir ainda sentir de volta a Paixão do Futebol, sem conseguir vibrar com este Futebol sem Alma, vou focar-me no jogo em si.

Sporting Clube de Portugal 1 – 0 Paços de Ferreira

Vitória indiscutível, apesar das dificuldades, principalmente na reta final do jogo, criadas pelo Paços de Ferreira.

Gosto de ver, ao contrário do que muitos profetas da desgraça dizem, que afinal a nossa Academia volta a estar bem viva!

Luís Maximiano, Eduardo Quaresma, Rafael Camacho, Matheus Nunes, Jovane Cabral, de início neste jogo, Geraldes e Nuno Mendes entraram. Ainda temos o Pedro Mendes! Sim, são só 8 jogadores da formação! Lá se vai a teoria de que a formação da nossa Académia se encontra “de rastos”! Por vezes, é preciso é quem aposte na Juventude! Rúben Amorim tem tido esse mérito. Nesse rol da juventude ainda temos, também, o Plata e o Wendel! Claro que o contexto em si, sem público, logo, menos pressão para os jovens jogadores, ajuda.

Em 3 jogos, com Rúben Amorim, 7 pontos conquistados e voltámos ao 3° Lugar, em igualdade com o Braga.

Obviamente que o treinador tem, ainda, muito trabalho pela frente. Precisa fazer crescer estes jovens jogadores, para aspirar a outros “voos”. Inclusive, outros pode observar, pois apesar de representarem outros emblemas por empréstimo, pertencem aos quadros do nosso Sporting Clube de Portugal. Também têm qualidade, como são os casos de Palhinha, Gelson Dala, Daniel Bragança ou Ivanildo.

Aposta clara em jovens e espero que assim se mantenha para a próxima época! Sempre o defendi: a nossa Academia tem de ser o nosso futuro!

Temos assistido a uma desnecessária, e errada, opção pela compra de jogadores de outros campeonatos, que pouco ou nada acrescentaram, por vezes, até demasiado caros, com elevada massa salarial, desperdiçando-se, inclusive, dinheiro em comissões. Para, no final, obtermos resultados idênticos! Há que potenciar os jogadores da “casa”. Esse, sim, é o nosso melhor futuro!

Ainda relativamente ao jogo, gostei também de Rúben Amorim ter assumido que errou ao tirar Matheus Nunes para dar lugar a Eduardo. A partir daí, foi o nosso pior momento no jogo. Rúben Amorim, para mim, tem liderança! A começar pelo assumir da culpa, pela má decisão da substituição, sem procura de bodes expiatórios. Gosto, também, de sentir que não há lugares cativos no 11, como o ficou a saber, melhor que ninguém, Mathieu.

Já agora, não vejo necessidade alguma, certos meios de comunicação social tentarem, logo, por em causa o enorme profissionalismo que Mathieu sempre teve pelo nosso Sporting Clube de Portugal, com histórias fictícias, desfasadas da realidade.

O Futebol precisa de coisas boas.

A esses, dou um conselho: porque não elogiar, por exemplo, a atual aposta na formação e na juventude!?

Para mau, já chega tudo o que esta pandemia e a violência trouxeram ao Futebol.

Mas, alguns, mesmo sendo o seu trabalho, mais parece que continuam sedentos de polémicas, criando logo cenários, até quanto mais negativos, melhor!

Por falar em negativo, desta feita, foi a lesão de Vietto! Recupera rápido, Leão!

Desporto é Vida! Viva o Desporto com Respeito e Fair-Play!

Por: Ricardo Moreira.*

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Lionismo e diabetes

O Lionismo é um Movimento de Serviço Internacional, que está em mais
Ir Para Cima