MOONSHINERS em concerto no Círculo Católico de Operários de Barcelos

Janeiro 30, 2018 Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo

No próximo dia 09 de fevereiro, pelas 23h00, o palco do Círculo Católico de Operários de Barcelos (CCOB) recebe o concerto da banda MOONSHINERS.



Surgida em 2012, esta banda aveirense é constituída por Gamblin’ Sam (voz e harmónica), Susie Filipe (bateria) e Vítor Hugo (voz e guitarra). Sob influência de Bob Dylan e MORPHINE, a sua música destaca-se pelas harmónicas estridentes e riffs explosivos.

Depois de uma longa digressão, de norte a sul do país, em outubro de 2013 lançam o seu primeiro EP, homónimo, que continha seis canções originais sobre whisky e cerveja, “conversas entre Deus e o Diabo” e réquiens de amor falhado. Voltando à estrada, passam por festivais como “Jardins Efémeros”, “OffBeatz” e “Vagueira Surf Fest”.

Em 2015 lançam o seu segundo EP, “Good News For Girls Who Have No Sex Appeal”, que conta com a participação especial de Paulo Furtado (THE LEGENDARY TIGER MAN). Desde temas mais caóticos e eletrizados, como “Louie”, até aos mais melódicos, como “Man On Wire”, o trabalho é composto por sete faixas inéditas que deslindam uma banda mais madura, consolidada e, sobretudo, mais viajada.



Já no ano passado, atuam no “Eurosonic Noorderslag “ (Holanda), considerado o maior festival profissional de música europeia; no “Veszprémi Utcazene Fesztivál” (Hungria) e fazem uma tour por Espanha. Em outubro, lançam uma cassete com dois temas do álbum “Prohibition Edition”. Com o primeiro single, “Hello Again”, os MOONSHINERS preparam-se para lançar, agora, o seu primeiro álbum “Prohibition Edition”, com edição marcada para o mês de fevereiro, onde são prometidas canções “para homens sensíveis e mulheres da barba rija”, conforme refere a banda.

Sobre os seus elementos, Susie Filipe – atriz e baterista – nasceu em Anadia. Já passou por várias artes cénicas, como o ballet, o rancho e a ginástica artística mas resolveu dedicar-se, em especial, ao teatro e à música. Estreia-se, este ano, no cinema português como protagonista do filme “Uma Vida Sublime”, de Luís Diogo.

Vítor Hugo, natural de Aveiro, é cantor, guitarrista e compositor. Em 2009 ingressou no London Center of Contemporary Music. De regresso a Portugal, é membro fundador dos THE UNDERDOGS, com quem lança “Silence” (2011), “Songs of the few” (2012) e “Blame it all on Jazz” (2014).

Por fim, Gamblin’ Sam, também natural de Aveiro, é cantor, harmonicista e compositor. Em paralelo com o percurso nos MOONSHINERS, tem participações em bandas como BONE DRILL, JOHNNY BLUES BAND, TRONCO NU, THE UNDERDOGS e MARX E OS COELHOS DO PÂNTANO.

Fonte e fotos: PR | PA.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Seguimos Líderes

Bem-haja, caros leitores do Barcelos na Hora. Desta feita, não facilitámos minimamente
Ir Para Cima