Mulheres Socialistas de Barcelos não aceitam dois homens à cabeça

Abril 27, 2021 Atualidade, Concelho, Política

A Concelhia de Barcelos das Mulheres Socialistas (MS) anunciou hoje que “não aceita” que o segundo lugar da lista à Câmara seja ocupado também por um homem, mas a Federação Distrital de Braga mantém o nome de Alexandre Maciel.

Em comunicado, as MS de Barcelos dizem congratular-se com a designação de Horácio Barra como candidato à Câmara Municipal, mas sublinham que a atribuição do segundo lugar também a um homem “viola de forma declarada os princípios e orientações do PS a nível nacional, bem como as regras da paridade e de igualdade”.

O comunicado é assinado pela presidente da Concelhia das MS, Armandina Saleiro, que é também a atual número dois no executivo municipal.

Contactado pela Lusa, o presidente da Federação Distrital, Joaquim Barreto, disse que Armandina Saleiro “está a ser juiz em causa própria”, estando a “zelar” pelo lugar que ocupa atualmente.

No comunicado, as MS acusam a Federação de “estar a tentar condicionar a elaboração das listas e querer colocar um homem em segundo lugar, em detrimento de uma mulher”.

“Recusamos liminarmente qualquer tipo de ingerência ou tentativas de condicionar as mais básicas regras da paridade e igualdade de género”, acrescentam.

Saúdam a intenção já declarada pelo candidato à Câmara, Horácio Barra, de apresentar uma lista “com absoluto respeito pela lei da paridade e igualdade de género, na proporção de 50-50, aliás na tradição socialista e na defesa dos princípios consagrados pelo PS”.

“Não aceitaremos nenhuma lista que não cumpra o atrás referido e estamos disponíveis para, com o candidato, encontrar as melhores soluções que contribuam para a unidade do PS e para uma vitória expressiva nas eleições autárquicas de 2021. Numa altura em que celebramos 47 anos da revolução de abril e em que tem sido feito um longo caminho no sentido da igualdade do género e de participação ativa das mulheres na política e na vida cívica, não podemos aceitar decisões contrárias a estes valores, mais ainda quando resultam de imposições externas”, lê-se ainda no comunicado.

Joaquim Barreto garantiu que a lei da paridade “será, obviamente, cumprida”, mas lembrou que ela obriga a uma representação mínima de cada um dos sexos na proporção de 40-60.

“O segundo lugar será ocupado por alguém que represente os interesses e a vontade dos munícipes de Barcelos e foi após um estudo de opinião e auscultação da população que propusemos Alexandre Maciel, nome que se mantém em cima da mesa”, disse ainda o líder distrital.

Barreto acrescentou que a Federação está a trabalhar com todos os órgãos do PS para, “numa base de diálogo e consenso”, apresentar a “melhor solução” para o partido e para Barcelos.

Face a divergências no seio da Concelhia, o processo autárquico de Barcelos foi avocado pela Distrital, para fazer “convergir vontades” e “dirimir” conflitos.

Joaquim Barreto apresentou uma proposta aos órgãos nacionais do partido que passa por Horácio Barra como número um e por Alexandre Maciel como número dois.

A Câmara de Barcelos é liderada, desde 2009, por Miguel Costa Gomes, que agora não se pode recandidatar, por força da lei de limitação de mandatos.

Entretanto, o ex-vereador Alexandre Maciel também se tinha disponibilizado para encabeçar a lista à câmara, tendo mesmo encetado aquilo a que chamou “estados gerais”, para tomar o pulso aos problemas do concelho.

Alexandre Maciel foi vereador no mandato anterior, mas, entretanto, entrou em rutura com Miguel Costa Gomes, depois de este ter retirado todos os pelouros ao seu antigo vice Domingos Pereira.

Costa Gomes é o atual presidente da Concelhia, tendo sido designado como cabeça-de-lista à Assembleia Municipal.

A Câmara de Barcelos conta atualmente com cinco eleitos do PS, quatro da coligação PSD/CDS e dois do movimento independente Barcelos, Terra de Futuro (BTF).

Mário Constantino, atual vereador no executivo municipal, foi já anunciado como o cabeça-de-lista do PSD à Câmara de Barcelos nas próximas autárquicas.

Em equação está uma coligação alargada entre o PSD, o CDS e o BTF.

O candidato pelo Chega é Agostinho Mota.

Fonte: Lusa

Foto: Facebook PS Barcelos

PUB

218910333_904017513661701_8501182798823808285_n-1.png

PUB

Captura-de-ecra-2021-04-12-as-11.19.30.png

PUB

Claudia-Campanha-Bnh.jpg

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima