O autoconsumo no confinamento: poupe com a produção da sua própria energia

Junho 20, 2020 Atualidade, Concelho, Economia, Mundo, Opinião

Em plena crise do coronavírus, a preocupação com a fatura da luz aumenta e o autoconsumo parece que passou para segundo plano. Com o presente artigo, queremos explicar, e agora mais que nunca, que produzir a sua própria energia renovável pode trazer-lhe coisas muito positivas.



Há uns anos, ter painéis solares era considerado como “exótico”, “muito caro” ou até “para hippies”. No entanto, estes sistemas passaram a ter outra realidade, acabando por desfazer estes mitos.

Em pleno confinamento, o autoconsumo pode ser a chave para poupar na fatura da luz e, ao mesmo tempo, cuidar do planeta.

Explicaremos como pode aproveitar ao máximo da instalação durante este periodo de quarentena.

A quarentena e o consumo de energia

Agora que passa mais tempo em casa, é normal que os consumos de eletricidade possam ser bem superiores se os comparar com há umas semanas atrás. Passámos a consumir eletricidade de uma forma mais regular, deixando de existir períodos do dia em que os picos de consumo são mais evidentes (de manhã antes de sair para trabalhar e a partir do final do dia quando chega a casa).

Esta situação pode levar a um grande aumento da fatura da eletricidade, pelo que, pode estar na hora de pensar em adquirir um sistema de autoconsumo.

Conselhos para aproveitar ao máximo dos painéis solares

Passamos todo o dia em casa e por isso devemos aproveitar ao máximo, e em tempo real, a energia renovável que produzem os nossos painéis solares:

·         Cozinha renovável: se lhe perguntarmos de que forma está a dedicar mais tempo em casa estes dias, de certeza que cozinhar está no top 3. Se tem painéis solares, deve aproveitar as horas centrais do dia (com maior radiação solar) para usar o forno ou a vitrocerâmica. Se tem essa possibilidade, aproveite também este momento para um “batch cooking” (cozinhar para vários dias), ou pelo menos usar os eletrodomésticos que consomem mais, e se possível usar a sua capacidade máxima, isto é, cozinhar várias coisas ao mesmo tempo.

·         Usar a máquina de lavar e secar e engomar ao mesmo tempo: e não é uma questão de realizar mais tarefas e usar vários eletrodomésticos ao mesmo tempo, mas sim, aproveitar as horas de sol. Não sair de casa pode significar ter menos roupa para lavar e engomar, pelo que podemos concentrar a sua “gestão” para as primeiras horas do dia ou depois de almoçar. Aqui utilizaremos também a máquina de secar, ainda que estender a roupa no exterior é mais sustentável, e melhor para a sua carteira.

·         Água quente: se tiver um cilindro elétrico é provável que tenha em mente que pode pregar-lhe uma partida em relação ao consumo. A sua instalação de autoconsumo pode dar-lhe uma ajuda, sobretudo porque pode programar o aquecimento da água nas horas de maior produção de energia por parte dos painéis solares.

Se não tiver painéis solares, mas tem períodos de discriminação horária (tarifa bi-horária), isto é, dois períodos distintos com preços diferentes, pode tentar concentrar todo o consumo elétrico para as horas do “vazio”, que por norma é à noite, e quando a eletricidade é realmente mais barata. Esta tarifa está praticamente disponível em todas as companhias elétricas.

Saiba também que enquanto use a eletricidade da rede elétrica tradicional, deve facultar a sua leitura todos meses, de forma a evitar surpresas. Com o acesso à Internet do seu pacote tv net e voz, pode facultar a leitura na área de cliente ou pelo telefone.

Se ainda não tem um sistema de autoconsumo, saiba que apesar de ter de fazer um investimento inicial, este será compensado pela poupança que eletricidade que terá, eliminado a dependência da rede elétrica convencional. Será muito mais vantajoso se produzir a sua própria eletricidade e ao mesmo tempo poupará muito dinheiro.

Por: Selectra Portugal*.

Foto: DR.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima