“O Mundo livre da COVID-19”: A notícia que todos desejaríamos que não fosse mentira!

Abril 1, 2020 Atualidade, Concelho, Mundo, Opinião
Pedro Soares de Sousa

Hoje é o dia 01 de abril! O “Dia das Mentiras”, como é conhecido popularmente!

Desde o início deste projeto do “Barcelos na Hora”, sempre optámos por lançar umas notícias fictícias, de mentira, para nos divertirmos e, principalmente, divertirmos os nossos leitores. Umas correram bem, outras nem por isso…mas contou a intenção!



No entanto, este ano…e não querendo ser acusados de ajudarmos ao alarmismo e de sermos catastrofistas, não vamos lançar qualquer notícia de “brincadeirinha”. Este ano vamos lançar uma notícia que, infelizmente, ainda é mentira, mas que todo o mundo deseja que se torne, o quanto antes, verdade: que nos vimos livres da COVID-19. Como já não dá para evitar que esta pandemia não apareça, pelo menos, podemos desejar que desapareça o quanto antes.

E que desapareça para que possamos respirar de alívio, para que possamos visitar a nossa família e amigos, sair para beber um simples cafezinho e comer num restaurante, para começarmos, também, a ajudar uma área de negócio que está a ser “massacrada” por esta pandemia. Mas também vamos voltar ao trabalho, à labuta e, gostemos ou não, as férias deste ano não serão a mesma coisa…ou nem serão mesmo!

A nossa notícia fictícia teria como título: “A 1 de abril, o Mundo livrou-se da pandemia”!

“Finalmente o Mundo viu-se livre da pandemia COVID-19. Os últimos infetados receberam alta e foram para casa, para junto das suas famílias. A Humanidade venceu a luta contra o Coronavírus. Mas não sem que este não desse luta, levando consigo milhares e milhares de pessoas, de quem não nos conseguimos despedir, nem mesmo de quem partiu sem ter sido atingido pela pandemia…

As nossas indústrias e atividades estão a voltar à normalidade e as encomendas recomeçam a surgir. Quem esteve em lay-off, está a ser chamado para o seu posto e as empresas recomeçam a contratar. As escolas estão abertas de novo, como sempre estiveram…mas com mais “vida”. Os profissionais de saúde voltaram a sua casa para descansar e estar, finalmente, com as suas famílias, assim como os das forças de segurança e proteção civil. Terminaram os cercos sanitários, o estado de emergência, o confinamento obrigatório, a perda de alguns direitos, liberdades e garantias. A beira-mar está de volta como local de encontro e lazer, local de prática desportiva. E por falar em desporto, as modalidades estão a normalizar, com competições a voltar e atletas a poderem dar o melhor de si. As festas populares, religiosas, os concertos, o teatro, o cinema, a arte, enfim, a cultura está de volta.

A partir deste dia, as pessoas deixaram de ter medo de se abraçar e cumprimentar com um aperto de mão ou um beijo…continuam desconfiadas, mas o medo está muito mais reduzido. As pessoas podem juntar-se de novo. Enfim…temos a normalidade de volta à nossa vida!

Pelo lado negativo, as coisas más que a Humanidade vinha fazendo poderão, infelizmente, acabar por voltar…

Mas hoje, hoje é dia de celebrarmos a Vida, é dia de celebrarmos a vitória nesta guerra contra o Coronavírus! Não ficou tudo bem…principalmente para aqueles que perderam a batalha e suas famílias e amigos, que tiveram que sofrer e chorar essa perda. Mas, no fim, a Humanidade venceu e, em honra “dos caídos”, vai rever a forma de estar neste Mundo…para que nunca mais tenhamos que passar por privações como esta.”

Terminava assim a nossa notícia.

Vamos esperar que, em breve, todos possamos gritar, a viva voz, com todo o ar exalado dos pulmões: VENCEMOS! VENCEMOS! ESTAMOS LIVRES!!

Por favor, cuidem-se, sigam o que vos é pedido, protejam-se e protejam os vossos. Não saiam de casa por banalidades…Fiquem a salvo!!

Por: Pedro Soares de Sousa*. (Professor e Diretor do Barcelos na Hora)

Foto: DR.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima