O que fazer para ter uma saúde mental saudável e sobreviver à pandemia?

Dezembro 23, 2020 Atualidade, Mundo, Opinião, Saúde
Cláudia Velez

Este momento inédito que estamos a viver, esta guerra invisível em que todos nos queremos salvar, aguardamos ansiosamente por uma cura milagrosa.

Algo tem de ser feito, para que nessa espera, a nossa mente não enlouqueça, nem nos faça desistir.

Como enfermeira, observo muitas vezes o desespero e o desamparo, o que por vezes pequenos atos ou palavras, confortam o coração de quem mais precisa. Acredito vivamente que manter o controlo emocional é algo que se trabalha internamente, como quem vai ao ginásio, para trabalhar o corpo.

Buscamos a felicidade e o equilíbrio fora e a felicidade está dentro de nós. Tudo o que colocamos na nossa mente, refletir-se-á nas nossas atitudes, para connosco e com os outros.

Vivo isso diariamente e sinto o apelo e o dever de contribuir com o meu apoio, na ajuda a melhorar o estado emocional de quem precisa. Enquanto pessoa, faço o meu trabalho interno diário, para que psicologicamente me mantenha saudável e assim tenha a capacidade de ajudar o outro a se manter também saudável.

Nesta busca, em me ajudar a mim… para poder ajudar o outro, criei estratégias internas, que busco como uma necessidade básica diária. Aceitar todas as minhas fragilidades, não me torna menos que ninguém, torna-me humana.

“Não somos super-heróis, somos pessoas”.

Este momento pelo qual todos passamos, é a verdadeira oportunidade de tirar o melhor de todas as lições. O melhor e o pior vem ao de cima e a parte que nós alimentarmos será a que sobreviverá. Se eu alimentar a minha melhor parte, será essa que prevalecerá. Sem dúvida alguma, o nosso melhor é o que todos queremos que sobressalte em nós, mas enquanto não tivermos consciência que todos os momentos, são oportunidades de nos melhorarmos, deixaremos sempre o nosso melhor para amanhã.

Nesta busca, precisava que tudo se encaixasse e fizesse sentido, muito aprendi e muito tenho para aprender e tal como diz o grande filosofo Sócrates: “Só sei que nada sei”, todos os dias é um novo dia para aprender.

Estratégias para te ajudar a afastar do medo e te levar para o lado positivo da vida:

  • Sorri, a vida passa a correr;
  • Se hoje o dia foi mau, amanhã será melhor;
  • Dá significado aos pequenos gestos, se o fizeste foi porque alguém precisou de ti;
  • Agradece o dia de hoje, sempre;
  • Aproveita cada oportunidade para ajudares quem mais precisa. A lei do retorno é sábia;
  • Põe a tua fé à prova “ela” tem estado à tua espera;
  • Mesmo que tenhas medo, vai e não olhes para traz;
  • Se tiveres num dia mau, chora, limpa a tua alma;
  • Quando tiveres vontade de desistir, pede ajuda;
  • Vê tudo o que já conseguiste ultrapassar até ao dia de hoje;
  • Quando não aguentares mais, respira profundamente e continua. A tua alma ficará mais calma;
  • Aproveita os pequenos momentos para cantares ou dançares, a tua mente e o teu corpo, precisam de se expressar;
  • Entra em contato com o teu coração, faz algo que te apaixone verdadeiramente e usa a tua criatividade;
  • Celebra cada passo, como uma conquista;
  • Telefona ás pessoas que mais amas;
  • Usa o humor, sempre que possas;
  • Agradece todos os dias pela pessoa que és, não há mais ninguém igual a ti;
  • Silencia a tua mente à noite, encontra a tua paz;
  • Antes de adormeceres coloca a tua mão no coração e agradece o teu dia.

“Eu respiro fundo e agradeço estares aí desse lado”.

Juntos vamos vencer esta batalha, vamos todos ficar bem.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade da autora)

Enfermeira, EneaCoach (Especialista em Perfis Comportamentais) e Terapeuta em Saúde Integrativa Sistémica (SIS)

Fotos: DR

PUB

WhatsApp-Image-2021-04-09-at-14.18.52.jpeg

PUB

Captura-de-ecra-2021-04-12-as-11.19.30.png

PUB

Claudia-Campanha-Bnh.jpg

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima