Óquei de Barcelos derrota UD Oliveirense no recinto desta

Dezembro 1, 2020 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo

“Bolas paradas” estiveram em destaque

A contar para a 12ª jornada, o Óquei Clube de Barcelos (OCB) deslocou-se ao difícil recinto da UD Oliveirense, o Pavilhão Dr. Salvador Machado, em Oliveira de Azeméis. Este foi um confronto entre dois históricos do hóquei patinado português, com a vitória a sorrir aos barcelenses, por 4-7.



Com arbitragem de Luís Peixoto e João Duarte (AP Lisboa), o jogo contou com os seguintes alinhamentos:

UD Oliveirense – Xavier Puigbi, Marc Torra, Jordi Bargalló, Jorge Silva e Henrique Magalhães (cinco inicial); Nélson Filipe, João Almeida, Pedro Moreira, Lucas Martínez e Vítor Hugo (banco inicial); Paulo Pereira (treinador).

OCB – Conti Acevedo, Darío Giménez, Luís Querido, Miguel Rocha e Reinaldo Ventura (cinco inicial); Joka, Zé Pedro, Tomás Pereira, Joca Guimarães e Rafael Lourenço (banco inicial); Rui Neto (treinador).

O OCB entrou melhor, com Reinaldo Ventura a brilhar, bisando na partida, aos 6 e aos 8 minutos. Henrique Magalhães reduziu aos 11’. Aos 21’, Vítor Hugo é admoestado com azul e Darío Giménez não perdoou, marcando o 1-3 no livre direto correspondente. Este mesmo jogador leva azul aos 23’, mas Lucas Martínez não consegue marcar o livre direto. No entanto, Torra, ainda no período de power-play, faz o 2-3 com que se foi para o intervalo, na marcação de uma penalidade.

Óquei de Barcelos defrontou o seu anterior treinador, Paulo Pereira (Foto: Márcio Fernandes)

No reatamento, o OCB entre melhor outra vez e Darío Giménez abre as hostilidades, aos 2’, em novo livre direto a penalizar a UD Oliveirense pelo azul de Bargalló. Com o jogo parado, Martínez e Miguel Rocha também levam azul e o treinador, ex-OCB, Paulo Pereira leva amarelo. Aos 8’, Torra não consegue desfeitear Acevedo na marcação de uma penalidade. No minuto seguinte, foi a vez de Puigbi fazer o mesmo a Giménez num novo livre direto. Ainda neste minuto, Torra aponta novo penálti e reduz para 3-4.

No minuto 10’, Miguel Rocha faz o 3-5, também em power-play, pois João Almeida tinha sido admoestado com azul no minuto anterior. Dois minutos depois, Joca Guimarães aumenta a vantagem para 3-6. Aos 16’, o OCB chega à 10ª falta e Torra, e novo, aponta o livre direto e reduz a desvantagem para 4-6. Aos 21’, mais um momento quente, com Giménez a levar azul e Bargalló o vermelho. Dois minutos depois, Querido faz falta e leva azul, mas Martínez não marca a penalidade. Acevedo saiu antes do tempo e levou azul, sendo que Martínez teve nova oportunidade, mas em livre direto, tendo falhado de novo. Ainda nesse minuto, Joca Guimarães marcou e fechou o marcador em 4-7 para o OCB. Até ao final, apenas o livre direto de Torra, no último minuto, a castigar os barcelenses pela 15ª falta, sendo que também não converteu.

Golo de Darío Giménez (Foto: Márcio Fernandes)

Com esta vitória, o OCB ultrapassa este seu adversário e coloca-se na 2ª posição do campeonato. Na próxima jornada, os homens de Barcelos recebem o SL Benfica.

Fotos: Márcio Fernandes.

PUB

WhatsApp-Image-2021-04-09-at-14.18.52.jpeg

PUB

Captura-de-ecra-2021-04-12-as-11.19.30.png

PUB

Claudia-Campanha-Bnh.jpg

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima