Óquei de Barcelos perde com Oliveirense em jogo de arbitragem polémica

Novembro 19, 2017 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo

Em jogo realizado ao final da tarde de ontem, pelas 17h00, a Oliveirense levou de vencida o Óquei Clube de Barcelos (OCB), por 5-4, num jogo a contar para a 5ª jornada do Campeonato Nacional da 1ª divisão.



A arbitragem acabou por ser a “figura central” deste jogo, com a equipa barcelense a sair de Oliveira de Azeméis com queixas contra o trabalho dos árbitros.

Tó Neves escalonou Puigbi, Pedro Moreira, Bargalló, João Souto e Ricardo Barreiros para o cinco inicial, ficando Domingos Pinho, Nuno Araújo, Selva, Cancela e Burgaya no banco. Já Paulo Pereira colocou na quadra Ricardo Silva, Juan López, Zé Pedro, João Almeida e Hugo Costa como o cinco inicial, tendo André Almeida, Joca Guimarães, Pedro Silva, Afonso Lima e Marinho ficado no banco.

Iniciado o jogo, e num espaço de cerca de 4 minutos, a equipa de arbitragem mostrou 3 cartões azuis, sendo dois para o OCB (Juan López e Zé Pedro) e um para a Oliveirense (Pedro Moreira). Aos 4 minutos, João Souto falhou o primeiro livre direto do jogo. No entanto, este facto não esmoreceu os barcelenses, partindo o OCB para uma 1ª parte “de luxo”, marcando os 3 primeiros golos da partida, por intermédio de Hugo Costa (0-1), Afonso Lima (0-2) e Joca Guimarães (0-3). Apenas quando faltavam 5 minutos para o término da 1ª parte é que a equipa da casa logrou reduzir a desvantagem, por João Souto (1-3).

A 2ª parte iniciou como a 1ª, ou seja, com um hoquista do OCB a ser admoestado com um cartão azul, ainda nem 20 segundos de jogo havia. Juan López foi a “vítima” e logo pela segunda vez no jogo. No entanto, nesse mesmo momento do jogo, ou seja, em poucos segundos, Joca Guimarães falhou um livre direto para os de Barcelos e João Souto, de novo, marcou para os da casa (2-3). Aliás, num espaço de menos de 1 minuto, o OCB sofreu 3 golos. Muito pouco depois, Pedro Moreira restabeleceu a igualdade a 3 e, ainda ele, colocou a Oliveirense à frente do marcador pela primeira vez no jogo. Entretanto, nem 2 minutos estavam decorridos e já João Almeida tornava a deixar tudo empatado, desta feita a 4 golos.

Depois de uma 1ª parte dominada pelo OCB, a 2ª estava a ser mais repartida e muito mais “animada”, com os da casa a equilibrarem a contenda. A pouco menos de 19 minutos para o final Bargalló falhou um livre direto para a Oliveirense, feito copiado por Marinho, a pouco mais de 11 minutos do fim, mas para o OCB. Um minuto depois foi a vez de Cancela falhar novo livre direto para os da casa. Menos de 3 minutos depois, João Almeida foi admoestado com cartão azul e na sequência desse momento, João Souto falhou novo livre direto.

Como se pode atestar, o jogo estava a ser muito emotivo e Pedro Moreira, a 5 minutos do final, recolocou a Oliveirense na frente do marcador para não mais de lá sair, destacando-se apenas o facto de no período de pouco mais de 1’20’’, que restavam para o término do jogo, terem sido assinaladas 3 faltas ao OCB.

O Óquei de Barcelos encontra-se, agora, na 6ª posição, com 9 pontos em 5 jornadas, e receberá o Paço d’Arcos, pelas 21h30 do próximo dia 29 de novembro.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Lionismo e diabetes

O Lionismo é um Movimento de Serviço Internacional, que está em mais
Ir Para Cima