Óquei de Barcelos perde em Tomar e é eliminado da Taça de Portugal

Março 17, 2018 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo

Jogou-se hoje os oitavos de final da Taça de Portugal de Hóquei em Patins, com o Óquei Clube de Barcelos a deslocar-se a Tomar para defrontar o Sporting local. O resultado final ditou um 4-3, que afastou o OCB da Taça e dos quartos de final.



Arbitrado por Manuel Oliveira e António Santos (AP Aveiro), Nuno Domingues, treinador dos nabantinos, fez alinhar de início Diogo Alves, João Lomba, João Sardo, Ivo Silva e Paulo Passos, deixando no banco Marco Gaspar, Hernâni Diniz, Pedro Martins, Xanoca e Duarte Ferreira.

Já Paulo Pereira, técnico “óquista”, fez alinhar de início Ricardo Silva, Zé Pedro, João Almeida, Hugo Costa e Rúben Sousa. No banco ficaram André Almeida, Juanjo López, Joca Guimarães, Pedro Silva, Afonso Lima e Marinho.

O jogo começou tremendamente mal para os homens de Barcelos, com a equipa da casa a marcar o primeiro golo logo aos 49 segundos de jogo. O jogo continuou dividido mas aos 16 minutos, Pedro Martins aumentou a vantagem para o Sporting de Tomar. Ao intervalo, o marcador assinalava um 2-0 para a equipa da casa.

Se o início de jogo não foi o melhor, o reinício trouxe um OCB mais acutilante e à procura do golo. Aos 4 minutos da 2ª parte, o espanhol Juanjo López reduziu para 2-1. No minuto seguinte, o OCB chega à 10ª falta mas Ricardo Silva não deixou João Sardo aumentar a vantagem nabantina. Um minuto depois foi o OCB que não aproveitou o livre direto, a penalizar o Tomar pela 10ª falta. O jogo animou.

Aos 7 minutos, Rúben Sousa restabeleceu a igualdade. Dez minutos depois, o OCB chega à 15ª falta mas Ivo Silva não concretizou o livre direto, com Ricardo Silva a defender novamente. No entanto, no minuto seguinte, Hernâni Diniz recolocou os da casa na frente do marcador. Entretanto, no mesmo minuto, Hugo Costa é admoestado com azul, mas sem direito do Tomar a livre direto, e João Almeida tornou a empatar a partida, neste caso a 3. De seguida, o Tomar fez a 15ª falta mas João Almeida não conseguiu concretizar o livre direto.

O jogo continuava “taco a taco”, ou “stick a stick”, quando os da casa, já no último minuto do tempo regulamentar, marcaram o 4-3, por intermédio de João Sardo. E foi com este resultado que terminou o jogo, ficando o OCB pelo caminho nesta competição.

De relembrar que apenas neste jogo e no Sporting-FC Porto estavam envolvidas equipas da primeira divisão, o que torna evidente a “pontinha de azar” que o OCB teve no sorteio. OCB que classificou de “simplesmente vergonhoso o que se passou em Tomar”, na sua página do Facebook.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima