Óquei de Barcelos perde, pela primeira vez no campeonato, em Oliveira de Azeméis

Outubro 26, 2019 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo

“Bolas paradas” decidem jogo com resultado enganador

A 3ª jornada da 1ª Divisão do Campeonato Nacional de Hóquei em Barcelos teve mais um jogo a envolver o Óquei Clube de Barcelos (OCB), que se deslocou ao terreno da UD Oliveirense, saindo derrotado por 7-3, mas com o resultado a desnivelar-se, apenas, nos minutos finais.



Com arbitragem de João Duarte (AP Lisboa) e Teófilo Casimiro (AP Ribatejo), as equipas alinharam de seguinte forma:

UD Oliveirense – Xevi Puigbi, Marc Torra, Jorge Silva, Jordi Bargalló e Henrique Magalhães (cinco inicial); Nélson Filipe, Xavi Barroso, Vítor Hugo, João Almeida e Ricardo Barreiros (banco inicial); Renato Garrido (treinador).

OCB – Ricardo Silva, Ezequiel Mena, Luís Querido, Alvarinho e Gonçalo Nunes (cinco inicial); Joka, Zé Pedro, Gonçalo Meira e Franco Ferruccio (banco inicial); Paulo Pereira (treinador).

O jogo começou frenético, mas frenético, frenético foi mesmo o 3º minuto de jogo, que conteve o 0-1, por Luís Querido, e o 1-1, por Jorge Silva. Zé Pedro colocou o OCB na frente do marcador, mas Torra empatou, na marcação de um livre direto, a penalizar um azul a Ferruccio, empatou o jogo a 2, sendo este o resultado com que se seguiu para a 2ª parte.

A 2ª parte trouxe mais momentos de destaque. Nos primeiros 10 minutos, a saber:

Ferruccio falha livre direto a penalizar azul para Bargalló, aos 2’; Torra falha livre direto a penalizar azul para Mena, aos 3’; pelo meio, houve azuis para Magalhães e Ferruccio; Barreiros falha livre direto a penalizar azul para Ricardo Silva, que foi, por isso, substituído por Joka, aos 4’; Alvarinho falha livre direto pela 10ª falta dos da casa, ainda dentro dos 4’; Gonçalo Nunes falha penalidade, aos 5’; Mena falha livre direto a penalizar azul para Torra; ainda no minuto 6, Ricardo Barreiros coloca os da casa na frente do marcador; dois minutos depois, Mena recoloca o marcador numa igualdade, por 3-3; Torra marca o 4-3, de livre direto, a penalizar por novo azul para Ferruccio, e consequente vermelho, aos 18’; a 37 segundos do final, de novo Torra a marcar, e de novo de livre direto, a penalizar azul para Gonçalo Nunes; a 15 segundos do final, 6-3, com novo livre direto de Torra, pela 10ª falta do OCB; e a 2 segundos do final, Jorge Silva a bisar e a fechar o marcador nuns enganadores 7-3, resultado final.

Com esta primeira derrota, o OCB desce para o 7º lugar. A 2 de novembro, recebe o Paço de Arcos, pelas 21h30.

Uma palavra para a claque Kaos Barcelense, que foi inexcedível no apoio à equipa de Barcelos.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima