Óquei de Barcelos recebe Tigres de Almeirim e vence por 6-2

Novembro 28, 2020 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo

A contar para a 11ª jornada do Campeonato Nacional da 1ª divisão, o Óquei Clube de Barcelos (OCB) recebeu o Tigres de Almeirim, tendo levado de vencida o jogo por 6-2.



Com arbitragem de Florindo Cardoso e Rui Torres (AP Minho), o jogo contou com os seguintes alinhamentos:

OCB – Conti Acevedo, Darío Giménez, Luís Querido, Miguel Rocha e Reinaldo Ventura (cinco inicial); Joka, Zé Pedro, Tomás Pereira, Joca Guimarães e Rafael Lourenço (banco inicial); Rui Neto (treinador).

Aquecimento do OCB (Foto: BnH)

HC Tigres – Igor Alves, André Martins, Filipe Bernardino, Diogo Alves e Diogo David (cinco inicial); Pedro Santos, Miguel Feio, Hernâni Domingos, Frederico Neves Paolo Dias (banco inicial); André Luís (treinador).

HC Tigres de Almeirim (Foto: BnH)

Antes do apito inicial, foi realizado um minuto de silêncio por Delfim Mendes, árbitro da modalidade, barcelense, que faleceu na presente semana. Era dirigente da Associação de Patinagem do Minho.

O Tigres entrou melhor na partida, pressionando o OCB e, rapidamente, chegou ao golo. Aos 2 minutos, Filipe Bernardino inaugurou o marcador. Aos 9 minutos, o cenário piorou para o Barcelos, num contra-ataque rápido do Tigres, com Diogo David a isolar Diogo Alves, que na cara de Conti, stickou para o 2-0.

No minuto seguinte, o Barcelos respondeu da melhor forma e reduziu, através Luís Querido, estabelecendo o 1-2. O Óquei de Barcelos foi assumindo as despesas do jogo e, aos 15 minutos, Zé Pedro fez estremecer a barra da baliza do Tigres. A dois minutos do intervalo, o Óquei chega ao empate por intermédio de Rafael Lourenço, que emendou um remate de Tomás Pereira e restabeleceu o empate. Resultado ao intervalo: 2-2.

Aos 5 minutos da segunda parte, a “obra de arte” do jogo saiu do stick de Darío Giménez, que passou por trás da baliza do Tigres, levantou a bola e rematou à meia volta para o golo da remontada. Aos 8 minutos, a defesa do Barcelos deixou Miguel Feio isolado na cara de Conti, mas o guardião barcelense fez uma defesa monstruosa, segurando a vantagem. Aos 10 minutos, Darío Giménez amplia a vantagem de livre direto.

Momento do jogo (Foto: BnH)

A 6 minutos do final, Joca Guimarães aproveitou, da melhor forma, o passe de Miguel Rocha e cimentou a vantagem do Óquei de Barcelos sobre a turma de Almeirim.

A 3 minutos do final, foi Miguel Rocha quem fez o gosto ao stick e fez o sexto golo para o Barcelos, estabelecendo o resultado final com uma vitória do Barcelos num jogo com uma primeira parte bastante dividida. No entanto, no segundo tempo, o Barcelos foi, claramente, superior e justificou a vitória.

Com este triunfo, a turma barcelense mantém o posicionamento nos lugares cimeiros e mantém vivas as aspirações na luta pelo título.

Roda final do OCB (Foto: BnH)

As próximas duas jornadas serão de “fogo” para o Óquei, porque vai defrontar outros dois candidatos ao título, nomeadamente, a UD Oliveirense e o SL Benfica.

Fotos: BnH

O Barcelos na Hora procura estar na linha da frente do processo de mudanças tecnológicas e relacionais, sempre atento à inovação e promovendo a interação com os seus leitores, para isso, precisa do seu apoio, este, é cada vez mais importante para o nosso desenvolvimento e crescimento, na partilha e divulgação de informação útil, clara e isenta.

Apoie o Jornal online de Barcelos na Hora, a partir de 1€

 




Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima