Óquei de Barcelos vai a Viana buscar a liderança

Dezembro 19, 2019 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo

O título parece mesmo uma parte da letra da música celebrizada, e imortalizada, por Amália Rodrigues, “Havemos de ir a Viana”. Salvo a analogia, foi isso mesmo que o Óquei Clube de Barcelos (OCB) foi fazer a Viana do Castelo, ontem à noite, debaixo de tempestade: foi lá vencer e trazer de lá a liderança do campeonato.



Em jogo a contar para a 10ª jornada do Campeonato Nacional da 1ª Divisão de Hóquei em Patins, o OCB visitou a Juventude de Viana, debaixo da depressão “Elsa”, que ameaçou deprimir todos os presentes, originando quebras de energia, quebras no jogo e possível depressão barcelense, que após o interregno forçado e o intervalo se viu a perder no jogo, tendo que operar a reviravolta, entrando no trilho da vitória e da liderança do campeonato.

Com arbitragem de Paulo Rainha e Rui Torres, o jogo contou com os seguintes alinhamentos:

Juventude de Viana – Jorge Correia, Rémi Herman, Nuno Santos, Nelson Pereira e Luís Viana (cinco inicial); Bruno Guia, Francisco Silva, Rodrigo Martins, Gonçalo Neto e João Pedro Pereira (banco inicial); André Azevedo (treinador).

OCB – Ricardo Silva, Zé Pedro, Ezequiel Mena, Luís Querido e Franco Ferruccio (cinco inicial); Joka, Gonçalo Meira, Gonçalo Nunes, Miguel Rocha e Alvarinho (banco inicial); Paulo Pereira (treinador).

Zé Pedro abriu o marcador para os de Barcelos, aos 8 minutos. Após o interregno forçado pela falta de energia no pavilhão, os da casa empataram, por intermédio de Herman, aos 17’. Resultado ao intervalo: 1-1.

Na segunda parte, os vianenses entraram à frente do marcador, por João Pedro Pereira, aos 5’, na marcação de um livre direto a penalizar o OCB por cartão azul. Aos 12’, Luís Querido empatou, numa grande penalidade. Quatro minutos depois, Mena colocou o OCB na frente do marcador; quatro minutos depois Ferruccio aumentou a vantagem para 2-4 e Francisco Silva reduziu para 3-4, aos 22’, na marcação de novo livre direto por novo azul do OCB.

No final, vitória por 3-4 do OCB, que o colocou na liderança do campeonato com os mesmos pontos de SL Benfica e Sporting CP. Dia 21 de dezembro, sábado, pelas 21h30, o OCB recebe o Valongo.

Palavra final para a falange de apoio ao OCB, que foi uma peça fulcral nesta vitória. Para eles, tendo em conta o seu “amor” pelo seu clube, fica o refrão da música referida no início:

«Se o meu sangue não me engana

Como engana a fantasia

Havemos de ir a Viana

Ó meu amor de algum dia

Ó meu amor de algum dia

Havemos de ir a Viana

Se o meu sangue não me engana

Havemos de ir a Viana.»

(Pedro Homem De Mello / Alain Oulman)

Foto: AJV.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima