PAN diz que suinicultura em Famalicão põe em causa a saúde pública

Maio 18, 2021 Atualidade, Concelho, Política

A deputada do PAN (Pessoas-Animais-Natureza) Bebiana Cunha criticou hoje o funcionamento de uma suinicultora em Fradelos, Vila Nova de Famalicão, considerando que põe em causa a saúde pública e a qualidade de vida das populações.

Em declarações à Lusa após uma visita ao local, Bebiana Cunha disse que aquela exploração “não tem capacidade para tratar os efluentes”, provocando odores de tal forma intensos que impedem os vizinhos de manterem abertas portas ou janelas das suas casas.

“E o problema é que está em curso um pedido para aumentar, em 50%, o número de porcas reprodutoras, que atualmente já ascende a 800. O que o PAN acha é que o debate deveria ser no sentido de reduzir, face à manifesta incapacidade de tratamento dos efluentes”, acrescentou.

Bebiana Cunha disse que a contestação dos moradores já se arrasta há mais de quatro anos, tendo entretanto sido tomadas algumas medidas que, no entanto, não resolveram o problema.

Segundo adiantou, foi feita por uma entidade independente, a pedido do delegado de saúde, uma avaliação que conclui pela existência de uma “concentração de odores acima do aceitável” na zona da exploração.

“Em vez de se falar em aumento da capacidade da exploração, pensamos que o grande enfoque deveria ser na saúde pública”, referiu.

Segundo adiantou, o PAN vai dar entrada na Assembleia da República com um requerimento para ouvir os ministros da Saúde, do Ambiente e da Agricultura sobre a Estratégia Nacional para os Efluentes Agropecuários e Agroindustriais.

O objetivo é que o Governo esclareça quais os planos, respetivos trâmites e as implicações daquela estratégia na saúde pública, no meio ambiente e na agricultura.

“A saúde pública não pode ser prejudicada a qualquer custo. É inadmissível que as pessoas sejam obrigadas a equacionar a saída das suas casas para que uma exploração agrícola possa crescer”, acrescentou Bebiana Cunha.

Para aquela deputada do PAN, as direções regionais de Agricultura não podem continuar a dar “carta branca” a tudo o que é exploração pecuária, sem depois cuidar de fiscalizar as suas condições de funcionamento.

Lembrou que, no caso de Fradelos, a suinicultura está implantada a 100 metros das casas mais próximas.

“Os efluentes vão para onde? Não sabemos. Mas sabemos para onde vão os odores, verdadeiramente insuportáveis”, rematou.

Hoje, uma outra deputada do PAN, Inês Sousa Real, visitou uma suinicultura em Póvoa da Isenta, Santarém, com queixas e problemas idênticos aos registados em Fradelos.

Fonte: Lusa

Foto:@sadmax|unsplash

PUB

WhatsApp-Image-2021-04-09-at-14.18.52.jpeg

PUB

Captura-de-ecra-2021-04-12-as-11.19.30.png

PUB

Claudia-Campanha-Bnh.jpg
Tags:

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima