Pedro Ribeiro (novo técnico do Gil Vicente): “Peço aos adeptos que nos ajudem a atingir o nosso objetivo”

Março 2, 2018 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo

Em conferência de imprensa, difundida pela GVTV, o novo técnico do Gil Vicente FC, Pedro Ribeiro, analisou o momento atual da equipa, o jogo dos Açores, anteviu o jogo do próximo domingo, pelas 16h00, no Estádio Cidade de Barcelos, frente ao Leixões, e apelou ao apoio dos adeptos neste momento mais difícil da equipa.



O técnico afirmou que foi recebido de forma “fantástica”, não apontando qualquer pormenor, por mínimo que fosse, às pessoas que o receberam. “Toda a gente tem sido extremamente simpática e disponível para ajudar”, afirmou.

Pedro Ribeiro sente que “o clube está unido, no sentido de rapidamente dar resposta a uma série de resultados negativos, que em nada têm a ver com a qualidade do clube e com a qualidade do plantel. Eu sei que, naturalmente, isso poderá ser uma questão que as pessoas ponham em causa. Eu, depois de cinco dias de trabalho com o grupo, digo, com toda a convicção, que a equipa tem qualidade, o plantel tem qualidade”.

No entanto, não deixou de pedir a ajuda e o apoio dos adeptos. “Peço aos adeptos que nos ajudem, já no domingo, no sentido de apoiarem a equipa, de ajudarem a equipa a atingir o objetivo, que são os 3 pontos”.

Sobre o jogo e a derrota com o líder Santa Clara, Pedro Ribeiro salientou que “a preparação para o jogo nos Açores não foi a ideal. Não poderia ser. Preparar um jogo com dois treinos não é, de todo, a situação que uma equipa técnica pretende”. Mas com o decorrer de mais uma semana de trabalho, o técnico afirmou que “agora, sim, com uma semana inteira de trabalho com o grupo, conhecendo-os melhor em treino e vendo a capacidade de resposta que a equipa está a ter, sinto-me extremamente confiante para aquilo que aí vem. Para o presente e para o futuro”, não tendo “nada a apontar aos jogadores, em termos de entrega, em termos de capacidade de apreensão das ideias, em termos de solidariedade entre eles, em termos de aplicação nos treinos, em termos de tudo, o grupo está a ser fantástico”.

Mais uma vez, o novo técnico gilista apelou ao apoio dos adeptos. “Nós precisamos que as pessoas estejam com o clube. Nos jogos que vi cá, no Estádio Cidade de Barcelos, notei que o público está com o clube. Continuem a apoiar-nos. A equipa sente esta necessidade, nós sentimos essa necessidade. E todos juntos, não tenho dúvidas nenhumas, estamos em condições de, no final da época, atingirmos os nossos objetivos. Mas todos somos precisos”, ressalvou.

Sobre o jogo com o Leixões, Pedro Ribeiro deixou vários elogios aos leixonenses. “Vamos jogar contra uma muito boa equipa, uma equipa que tem estado nos lugares cimeiros desde o início da época. Portanto, uma equipa que, tal como Barcelos, representa uma região apaixonada pelo futebol. Tenho a certeza absoluta que vai ser um jogo bem disputado”, ressalvando que “nesta segunda liga não há jogos fáceis”. “Temos que encarar este jogo com o máximo de seriedade, temos que encarar o jogo com o respeito que o jogo nos exige, até pela situação pontual da equipa, que em nada representa o real valor do grupo de trabalho”, salientou.

Voltando ao grupo de trabalho, e abordando de novo o jogo dos Açores, o técnico gilista afirmou que sente “os jogadores revoltados com a posição em que o clube está neste momento. Sinto-os com muita vontade. A primeira parte nos Açores não foi uma primeira parte que nos agradou. A ninguém. A mim, como líder da equipa técnica, como líder do grupo de trabalho. Mas ainda muito menos aos jogadores. Eles jogam, eles sentem as coisas. Neste momento, aquilo que nos fez quase discutir o jogo, quase sair dos Açores com pontos depois de estarmos a perder por 2-0 contra uma equipa que, no final da jornada, ficou em 1º lugar na tabela classificativa, aquilo que nos fez reagir foi a força interior dos jogadores, foi a organização coletiva que eles apresentaram na segunda parte”.



Sobre o futuro, Pedro Ribeiro acredita que, “paulatinamente, com os treinos, vamos estar melhor preparados para, no final de semana, neste caso, domingo, para defrontarmos uma boa equipa, que tem as suas ambições. Mas nós também temos as nossas e vamos fazer por mostrar isso dentro do campo. Não tenho dúvidas absolutamente nenhumas do que estou a dizer”, terminou.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Lionismo e diabetes

O Lionismo é um Movimento de Serviço Internacional, que está em mais
Ir Para Cima