Pedro Silva, da ACR Roriz, vence Taça de Portugal em Juniores

Maio 8, 2019 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo

Este fim de semana disputaram-se as duas últimas provas, de cinco, pontuáveis para a Taça de Portugal de Estrada Júnior e que viu o barcelense Pedro Silva, da ACR RORIZ SEISSA | KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT, a fazer história, tornando-se o grande vencedor da competição, 12 anos depois do bicampeão de Nacional de Estrada, Domingos Gonçalves (Caja Rural) ter conquistado o mesmo troféu pela formação de Roriz.



No sábado, os atletas tiveram pela frente o Prémio Peixoto Alves, em Palmeira – Braga, que homenageia o vencedor da Volta a Portugal em 1965, com uma distância de 110km, onde se destacavam as duas subidas ao Sameiro pelo Bom Jesus do Monte. A formação rorizense partia, assim, para a prova ocupando os dois primeiros lugares do Ranking Individual, com Daniel Dias a encabeçar esta classificação, logo seguido de Pedro Silva, sendo também líder do ranking da classificação coletiva. Para além dos atletas já mencionados, a equipa era constituída por João Almeida, João Silva, Flávio Fernandes, Manuel Barbosa e Lucas Braga, tendo-se apresentado com o objetivo de defender a liderança da competição.

A prova ficou marcada por uma fuga inicial, constituída por perto de uma dezena de atletas, entre eles Lucas Braga, mas que não “ameaçavam” as contas da classificação geral. Com o passar dos quilómetros, apenas um atleta desta fuga inicial conseguiu ter êxito, sendo ele Diogo Narciso (Bairrada), que cortou a meta com cerca de 3 minutos de vantagem para o grupo onde se encontravam os principais favoritos à vitória final, entre os quais Pedro Silva, que terminou na 3ª posição, e Daniel Dias, no 9° lugar, depois de ter sido desclassificado para último do grupo onde seguia devido a um sprint considerado irregular. João Silva foi o terceiro melhor atleta da equipa, posicionando-se no 29° posto.

Com estes resultados, a equipa de Roriz partia para a derradeira etapa da Taça de Portugal na frente das duas classificações (individual e coletiva).

No domingo, os atletas tiveram pela frente uma tirada de 114km, com início em Lordelo e final na exigente subida em pavé da Serra de Santa Justa (Valongo).

A etapa que viria apenas a ser decidida nesta exigente subida, ficou marcada por uma violenta queda do líder da Taça, a faltar 40km para a chegada, que levou a ter de trocar de bicicleta. Os azares não ficaram por aqui pois viria a ser vítima de avaria novamente na entrada para a derradeira subida. Com estes condicionalismos, foram os seus colegas de equipa (João Silva, numa primeira fase, e, posteriormente, Bruno Silva) a ceder as suas bicicletas para que Daniel Dias conseguisse encurtar a distância para a frente da corrida.

Na frente da corrida, Pedro Silva controlou, com brilhantismo, os principais adversários, tendo finalizado na 2ª posição e, assim, conquistar a tão desejada Taça de Portugal. A vitória na etapa coube a André Domingues (Escola Bruno Neves). Daniel Dias, apesar de todos os condicionalismos, chegou na 8ª posição, segurando o lugar mais baixo do pódio da Taça, ou seja, o 3° posto. Na 13ª posição chegou João Almeida, depois de realizar uma excelente subida, o que lhe valeu o 3° lugar entre os juniores de primeiro ano. Ainda nesta etapa, João Silva foi 32°, Flávio Fernandes 38°, Bruno Silva 58° e Manuel Barbosa 70°.

Com estes resultados, a equipa caiu para o 2° lugar da classificação coletiva entre as 24 equipas que disputaram o troféu.

Na geral individual, Pedro Silva foi o grande vencedor, com 280 pontos; Daniel Dias foi 3°, com 250 pontos; João Silva 13°, com 77 pontos; Flávio Fernandes, 24° com 28 pontos; Manuel Barbosa 31°; Bruno Silva 33°, com 15 pontos, e João Almeida, que apenas realizou duas das cinco provas, alcançou o 37° lugar, com 13 pontos. Além destes atletas, participaram, ainda, Lucas Braga e Guilherme Santos.

Fotos: DR.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima