“Péricles”, de Shakespeare, no Teatro Gil Vicente

Fevereiro 22, 2017 Atualidade, Concelho, Cultura

Vai a cena, no próximo sábado, dia 25 de Fevereiro, pelas 21h30, a peça de teatro “Péricles, de William Shakespeare. O Teatro Experimental de Mortágua (TEM) estará no Teatro Gil Vicente para apresentar o espetáculo, com texto e encenação de Claudio Hochman e cenografia e figurinos de Rocío Matosas. A peça está incluída no ciclo de programação de espetáculos de teatro que a “A Capoeira”- companhia de teatro de Barcelos apresenta para comemorar o seu 40º Aniversário.

Num breve resumo, pode-se referir que a peça – diz-se – foi escrita em 1609. Diz-se que Shakespeare só escreveu a segunda parte. De acordo com o TEM, «alguns dizem que foi um êxito estrondoso, outros que foi um fracasso absoluto. São coisas que se dizem e que nunca saberemos se são verdade ou mentira. Mas isso também não é muito importante.

pericles

O que verdadeiramente importa é que o texto chegou até aos nossos dias e, se chegou deve ser porque vale a pena continuar a encená-lo a história é simples e complexa, como quase todas as de Shakespeare.

Começa com um incesto e nisto não encontra paralelo em nenhuma outra peça.

Conta as peripécias que um príncipe viveu enquanto procurava uma rainha para se poder casar.

À maneira de Ulisses em “Odisseia”, Péricles vai de ilha em ilha, por vezes perseguido por assassinos, outras sacudido por tempestades, outras à procura da sua filha.

Nesta viagem aparecem personagens de todas as texturas. Bons, maus, submissos, dominantes, solidários, interesseiras, invejosos, benevolentes, implacáveis, espirituosos e espirituais… Um leque de cores que reflete a vida, como em todas as peças do dramaturgo inglês. Uma peça que é uma viagem. Uma viagem que é uma peça.»

A organização revela que os bilhetes têm o custo de 2€ e podem ser levantados na bilheteira do Teatro Gil Vicente.

Imagens: “A Capoeira” – companhia de teatro de Barcelos.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Sente

Sobre sentir Sei apenas que sinto Tenho muito que descobrir Não minto.

Pin It on Pinterest

Shares
Share This

Partilha esta Notícia

Partilha com os teus amigos

Ir Para Cima