Projeto Café Memória de Barcelos, o ponto de encontro para pessoas com problemas de memória ou demência

Fevereiro 9, 2021 Ação Social, Atualidade, Concelho, Saúde

O Projeto Café Memória, o local de encontro para a partilha de experiências e suporte mútuo destinado a pessoas com problemas de memória ou demência, seus familiares e cuidadores, não deixou, em tempos de pandemia, de responder à sua missão.

Este projeto, que visa contribuir para a redução do isolamento social em que muitas destas pessoas se encontram, existe em Portugal desde 2013 e está hoje presente em 20 cidades do país, com o apoio de diversas entidades parceiras, nomeadamente da sociedade civil e do poder local.

Em Barcelos, existe desde 2017, numa parceria da Casa de Saúde São João de Deus – Barcelos e da Câmara Municipal de Barcelos, tendo realizado, até fevereiro de 2020, 36 sessões, que contaram com mais de 820 participações de pessoas com problemas de memória, seus cuidadores e familiares e outros interessados pela área, nomeadamente idosos do concelho ou profissionais de saúde.

Em março de 2020, devido à situação excecional que vivemos, houve necessidade de suspender as sessões presenciais do projeto, mas, apesar dos tempos exigentes que atravessamos, as equipas dos diferentes Cafés Memória do país não perderam a determinação de continuar a apoiar as pessoas com demência e os seus cuidadores e, até existirem condições para retomar os encontros presenciais aos sábados de manhã, uniram-se para implementar um novo formato: o “Café Memória Fica em Casa”.

O sucesso desta nova vertente do projeto, que decorre semanalmente desde abril de 2020, “levou-nos em janeiro de 2021 a aumentar a duração das sessões virtuais, que acontecem agora, todos os sábados, entre as 10h30 e as 12h00”, explica Raquel Martins, elemento da equipa técnica do Café Memória de Barcelos.

Nestas sessões, que contam com uma participação média de 85 pessoas, para Luís Durães, da equipa técnica do projeto, “o importante é que as pessoas continuem a poder contar com o seu espaço de encontro, de partilha e de convívio, principalmente nesta fase desafiante em que muitos de nós se sentem mais sozinhos e isolados”.

A participação nas sessões, que acontece com o recurso à Plataforma ZOOM, é gratuita e não implica qualquer inscrição prévia. Basta aceder à internet, pelas 10h30, através da seguinte ligação: https://zoom.us/j/7872063580. Estabelecido o contacto, é feita uma breve dinâmica de quebra-gelo e apresentação, antes de se dar a voz a um convidado que facilita uma conversa relacionada com a demência, garantindo que todos mantêm a oportunidade de lhe colocar questões, no registo informal e bem-disposto que caracteriza as sessões do projeto. Por fim, e antes das despedidas, mesmo à distância, há lugar para partilha entre todos e para uma “fotografia de grupo”.

Isabel Bragança, Diretora da Casa de Saúde S. João de Deus – Barcelos, sumaria esta transformação do formato das sessões como uma superação relativamente à situação pandémica: “reinventamo-nos, face ao contexto atual, para continuarmos a ser capazes de estar presentes na vida das pessoas. É esta a missão do projeto e é esta a missão desta Casa de Saúde: colocar as pessoas em primeiro lugar, ao estilo de S. João de Deus, fazendo o bem, bem feito’”.

A próxima sessão, que decorrerá dia 13 de fevereiro, será dinamizada pela equipa técnica do Café Memória de Barcelos, em celebração do seu 4ª aniversário, onde se abordará a temática da “Esperança e saúde mental em tempos de pandemia”, com a participação de Fátima Marinho, escritora, e de Zeferino Ribeiro, médico psiquiatra e Diretor Clínico desta instituição.

Fonte: CSSJD

Foto: DR

PUB

WhatsApp-Image-2021-04-09-at-14.18.52.jpeg

PUB

Captura-de-ecra-2021-04-12-as-11.19.30.png

PUB

Claudia-Campanha-Bnh.jpg

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima